Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ATUALIZAÇÕES:
EDUCAÇÃO:  (30-05-2019)
CENÁRIO IMOBILIÁRIO  (28-03-2019)
ECONOMIA:  (21-03-2019)
INÍCIO:  (21-03-2019)
POLICIA:  (28-02-2019)
FUTEBOL AMADOR:  (21-02-2019)
MUNDO CRISTÃO:  (21-02-2019)
JUSTIÇA  (15-02-2019)
BRASÍLIA:  (13-02-2019)
TRABALHO E EMPREGO:  (13-02-2019)
ENQUETE:
O Novo Congresso melhorá a vida do Nordestino?
Espero que Sim
Não Acredito
Será Continuísmo
Nenhuma
Ver Resultados

ONLINE
1




Partilhe esta Página



WEB RÁDIO UNIÃO DIVINA:

POR AQUI, VOCÊ OUVE: 

"Lindos Louvores, Excelentes mensagens  e

Ler o Jornalismo das Grandes

Agências de Notícias. 

PARA OUVIR CLIQUE NO PLAY:

 

OU ACESSO AO SITE: 

   http://radiouniaodivina.com/ 

 


 

 


 

CONECTIVIDADE PARA TODAS AS NECESSIDADES:

Conecte todos seus equipamentos

através das 6 portas USBs de alta velocidade.

Sem falar nas entradas HDMI e VGA,

perfeitas para conectar um monitor

e a uma TV ao mesmo simultaneamente.

COMO COMPRAR:

 http://acesse.vc/v2/2357d8d417  

 


RESOLUÇÃO DE IMAGEM QUE IMPRESSIONA. 
 Desfrute de filmes e séries em uma tela de 11,6” IPS multi toque com incrível resolução de 1366 x 768 (HD). Você enxerga cores mais vivas e mais nítidas em um ângulo maior de visão.
CONDIÇÕES GERAIS NO LINK:

 


 

 

 


 

APRENDA A CANTAR COM:

 


 


SAÚDE FEMININA:
SAÚDE FEMININA:

 NESTA PÁGINA: 

PERÍODO PÓS PARTO: COMISSÃO VAI ANALISAR ACESSO MAIOR A LAQUEADURA E VASECTOMIA. TRATAMENTO CASEIRO:COMO ELIMINAR CELULITE COM BABOSA;  ENJOOS:  EXISTE ALGUMA COISA QUE ALIVIE O ENJOO NA GRAVIDEZ? ; FOLHA DA GOIABEIRA:UMA ALIADA NO TRATAMENTO DE CORRIMENTOS; EMAGRECIMENTO: INFLUÊNCIA DOS GENES NO PROCESSO DE PERDA DE PESO.

 



PERÍODO PÓS-PARTO:

COMISSÃO VAI ANALISAR ACESSO MAIOR A LAQUEADURA E VASECTOMIA.

Randolfe Rodrigues é o autor da proposta que permite a laqueadura no pós-parto
Edilson Rodrigues/Agência Senado

Pode ser votado na próxima quarta-feira (13) projeto que permite a laqueadura no período pós-parto. Atualmente, as mulheres têm que esperar pelo menos 42 dias depois do parto para fazer o procedimento. A pauta da comissão tem 13 itens e a reunião está marcada para às 9h.

PLS 107/2018 facilita o acesso aos procedimentos de laqueadura e vasectomia ao retirar da lei que trata do planejamento familiar algumas restrições a esses procedimentos de esterilização. O relatório da senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) sobre o texto do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) foi lido na última reunião da comissão, na quarta-feira (6), mas a votação acabou sendo adiada por falta de quórum.

Atualmente, a lei proíbe a laqueadura "durante os períodos de parto ou aborto, exceto nos casos de comprovada necessidade, por cesarianas sucessivas anteriores". A falta de clareza nesse trecho, segundo Randolfe Rodrigues, deixou o campo aberto para que a regulamentação da matéria, feita pelo Ministério da Saúde, proibisse a laqueadura no pós-parto imediato. A previsão de que esse procedimento só possa ocorrer depois de 42 dias do parto praticamente inviabilizou o acesso das mulheres ao procedimento, segundo o senador.

O projeto veda a esterilização cirúrgica em mulher durante o parto ou aborto, mas admite a laqueadura no período do pós-parto ou do pós-aborto, durante a mesma internação. Para isso, a mulher terá de se manifestar pelo menos 60 dias antes do procedimento, prazo já previsto na lei atual. Além disso, o projeto acaba com a necessidade de consentimento do cônjuge para a esterilização, tanto para mulheres quanto para homens.

Aposentados

Outra proposta na pauta da comissão é o PLS 565/2007, do senador Paulo Paim (PT-RS), que proíbe a cobrança de juros mais altos nos empréstimos com desconto na folha de pagamento de aposentados e pensionistas do INSS em comparação aos pagos pelos trabalhadores da ativa.

De acordo com Paim, as taxas de juros e tarifas cobradas dos trabalhadores da ativa são normalmente disciplinadas por convênios, que possibilitam condições financeiras mais favoráveis do que as impostas a aposentados e pensionistas. Para ele, cobrança de taxas de juros mais altas de aposentados e pensionistas caracteriza discriminação contra os idosos, o que é infração prevista no Estatuto do Idoso.

FONTE: Agência Senado de Notícias - 11/06/18 - 12h39min.

TNF: Quarta-feira, 13/06/18 - 00h35min.











 CHEGA DE CELULITE: 

Como eliminar celulite com babosa - Tratamento caseiro

CRÉDITOS: UMCOMO.COM

BABOSA NO TRATAMENTO CASEIRO:

A celulite é um mal que atinge grande porcentagem da população no mundo feminina. Dessa maneira, se você está lutando contra as celulites, você não está sozinha. Existem vários tratamentos naturais que podem te ajudar a combater esse mal. Para isso o umCOMO separou as melhores dicas sobre: 
 
Como eliminar celulite com babosa. 
A babosa é uma poderoso ingrediente natural que não deve faltar em sua casa, ela ajuda não só com as celulites, mas também com a eliminação das estrias! Saiba tudo sobre a babosa e comece a usá-la ainda hoje para deixar a sua pele mais bonita e saudável.
O QUE É BABOSA? 
A babosa é uma planta também conhecida como aloe vera. Essa planta é rica em diversos nutrientes (12 vitaminas, 15 enzimas, 18 aminoácidos, 20 minerais, 75 nutrientes e mais de 150 princípios ativos) que atuam principalmente contra os processos inflamatórios da pele, como as celulites, estrias e feridas variadas.
A planta poderosa para o tratamento estético da pele, pois promove um regeneração celular por completo, renovando a pele e estimulando a produção de colágeno.   Quando a babosa é combinada com outras substâncias naturais, ela se torna ainda mais potente. 
Por que tratar celulites com babosa? 
A babosa é uma planta que tem diversas funções inflamatórias, dessa maneira, a babosa consegue ajudar a reduzir a inflamação das células de gordura da pele que causam a celulite. Combinando a babosa com uma alimentação saudável, ingestão de água e exercícios físicos é possível ter um resultado incrível. 

É possível usar a babosa de forma regular e no seu dia a dia, aplicando pelo menos 1 vez por

semana com a realização de massagens e esfoliações, os resultados são garantidos. 

O tratamento de celulites com babosa é algo simples e fácil. Você deve sempre combinar a babosa com outros ingredientes, tais como: açúcar, borra de café e azeite de oliva extravirgem. 

  1. Primeiro você deve passar o açúcar e a borra de café para esfoliar a pele (você também pode usar produtos prontos e específicos para isso).
  2. Você deve passar na região com movimentos circulares de forma leve. Esse objetivo é ativar a circulação e permitir que as células inflamadas sejam irrigadas e tratadas.
  3. Então, é preciso limpar a pele. Você deve usar a geleia que está dentro da planta que pode ser removida com uma colher e misturar com o azeite. Você pode bater a mistura no liquidificador e deixar mais homogêneo e passar na pele.
  4. Passe realizando uma boa massagem e deixe agir pelo tempo que achar necessário, depois é só tomar banho.
  5. Faça esse procedimento pelo menos uma vez pela semana, comece sempre esfoliando e termine massageando a pele para o efeito ser mais forte e eficaz. 

Como tratar as estrias com babosa? 

Além de conseguir tratar as celulites é possível também tratar as estrias com babosa. A babosa deve ser misturada com outros ingredientes.Para tratar as estrias é preciso misturar a babosa com abacate ou também com óleo de amêndoas. Você vai fazer os mesmo procedimentos anteriores, mas dessa vez aplicar a babosa combinada com esses outros ingredientes. É possível fazer também uma mistura com todos os ingredientes para já tratar tanto a celulite como as estrias de uma só vez. Dessa maneira, você trata dois problemas de pele de uma única vez. 

Dicas para uso da babosa para tratamento estéticos: 

Além de usar a babosa para tratar celulites como também as estriassiga algumas dicas para potencializar o seu uso: 

  • Beba muita água.
  • Passe cremes hidratantes nas região com estrias e celulites diariamente.
  • Faça massagem com escova de banho a seco para ativar a circulação toda vez antes do banho e antes de dormir e após acordar, dessa maneira você estará sempre estimulando a circulação sanguíneo do seu organismo.
  • Faça esfoliação da pele afetada pelo menos a cada 15 dias.
  • Passe sempre as misturas realizando massagens intensas, você também pode enrolar a região com rolo de papel plástico transparente.
  • Mantenha uma alimentação saudável livre de gorduras e açúcares ruins.
  • Se possível, faça massagem linfática usando esses ingredientes. Leve em um pote de vidro e peça para a esteticista aplicar em você.    Com esses cuidados e aplicando a babosa com frequência, você sentirá a diferença em seu corpo. 

Veja também como usar a babosa para o emagrecimento. 

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar. 

FONTE: SAUDE.UMCOMO.COM 

TNF: Terça-feira, 06 de Fevereiro de 2018 - 01h26min.  










P E S O :

Estudo mostra a forte influência

dos genes no processo de perda de peso: 

Até dietas tidas como saudáveis, como a mediterrânea, podem causar efeito contrário 

CRÉDITOS: Internet 

Atire a primeira guloseima quem não tentou pelo menos uma dieta neste ano. No fim, muitos dos que aderiram a algum programa de emagrecimento terminaram frustrados, sem conseguir o sucesso esperado, mesmo seguindo à risca todas as recomendações. Há tempos, profissionais da área de saúde vêm alertando que não existe fórmula única para todos. Agora, uma pesquisa da Universidade Texas A&M, nos Estados Unidos, mostra, pela primeira vez, que os genes têm grande influência sobre o resultado de um regime alimentar. Embora feito em modelo animal, o trabalho dá pistas do que pode acontecer no organismo humano.
“Conselhos sobre dietas geralmente são baseados na teoria de que vai existir uma que ajudará todo mundo. Mas, face à epidemia de obesidade, parece que essas diretrizes não têm sido efetivas”, comenta o principal autor do estudo, David Threadgill. Para tentar entender por que isso acontece, ele desenvolveu uma pesquisa usando quatro grupos de ratos com perfis genéticos diferentes e que, ao longo de seis meses, foram alimentados com cinco tipos de dietas, bem próximos às consumidas por humanos.
CRÉDITOS: Internet
Um grupo ficou com o cardápio estilo norte-americano (rico em gordura e carboidratos refinados, especialmente milho). Três receberam regimes que, popularmente, são considerados mais saudáveis: mediterrâneo (com trigo e extrato de vinho tinto), japonês (com arroz e extrato de chá-verde) e cetogênico, ou estilo Atkins (muita gordura e proteína, pouquíssimo carboidrato). A quinta dieta — o alimento padrão dos roedores — foi oferecida a animais do grupo de controle.
Embora todos os regimes tidos como saudáveis tenham funcionado bem para a maior parte dos animais, um dos quatro tipos genéticos se adaptou muito mal ao estilo alimentar japonês, por exemplo. “O grupo da linguagem quatro se saiu muito bem com as outras dietas, mas ficou péssimo com essa, tendo um aumento na gordura do fígado e exibindo marcadores de danos hepáticos”, conta William Barrington, que liderou os trabalhos no laboratório de Threadgill.
Algo semelhante ocorreu com a dieta Atkins, ou “da proteína”, como é mais conhecida no Brasil. “Um dos grupos se tornou bastante obeso, com gordura no fígado e colesterol alto”, diz o pesquisador. Outro, segundo Barrington, teve redução no nível de atividade e acumulou gordura corporal, embora tenha se mantido esguio. “Isso equivale ao ‘magro gordo’ em humanos, quando a pessoa parece estar em um peso saudável, mas, na verdade, tem um alto percentual de gordura no corpo”, compara.
Como se poderia esperar, a dieta que mais trouxe problemas para todos os grupos foi a estilo norte-americana. “Alguns dos grupos se tornaram extremamente obesos e demonstraram sinais de síndrome metabólica. Outros tiveram menos efeitos negativos, e um sofreu poucas mudanças, exceto por apresentar mais um leve aumento de gordura no fígado”, conta o pesquisador. Com a dieta mediterrânea, os efeitos foram meio a meio: alguns dos grupos ficaram saudáveis, enquanto outros ganharam peso (embora menos que o verificado com o cardápio norte-americano). William Barrington diz que, em humanos, o que se vê é uma resposta tão variada quanto as verificadas entre os roedores.
Difícil avanço
Sempre às voltas com dietas, a auxiliar administrativa Karine da Silva Albuquerque, 25 anos, estava empolgada com o jejum alimentar, que não sai das páginas das revistas e dos sites de boa forma. “Não adiantou nada, não perdi nem 1kg”, conta a jovem, que persistiu por sete meses, antes de se convencer de que não teria resultados. Com o método Dukan, que ajudou uma amiga de Karine a emagrecer 15kg, a experiência também não foi das melhores. “Até perdi peso, mas voltou tudo e até mais”, lamenta. Atualmente, ela segue uma dieta de 1 mil calorias, passada pela nutricionista, mas continua insatisfeita. “O pouco que eu emagreci foi depois que comecei a academia. Então, o que fez a diferença foi o aeróbico. Há dois meses estou fazendo a dieta direitinho e só passo fome.”
A dona de casa Érica de Castro Fontanive, 37 anos, tem mudado a história. Ela conta que passou a vida inteira fazendo dietas e acumulando poucos resultados. “Nunca ia adiante. Fazia as da moda ou então ia cortando alimentos”, diz. Como precisa emagrecer para se submeter a uma cirurgia, resolveu procurar ajuda. Com o cardápio passado pela nutricionista e pelo nutrólogo da clínica em que se consultou, já foram 23kg, e faltam apenas três. Além de reduzir calorias, Érica foi aconselhada, nos últimos meses, a diminuir carboidratos e, assim, acelerar o emagrecimento.
Próximos passos
No estudo da Universidade Texas A&M, os pesquisadores avaliaram a parte física, principalmente sinais de síndrome metabólica, uma coleção de sintomas associados à obesidade, como pressão e colesterol altos, gordura no fígado e níveis elevados de açúcar no sangue. Eles também estudaram diferenças comportamentais, como o quanto os animais passaram a se movimentar e o quanto estavam comendo.
De acordo com Barrington, os resultados da pesquisa demonstraram que uma dieta que faz um indivíduo esguio e saudável pode ter o efeito oposto em outro. “Meu objetivo foi encontrar a dieta ideal. Mas o que realmente descobrimos foi que isso depende muito da genética e que não há uma dieta melhor para todo mundo”, reconhece. Falta, agora, determinar quais genes estão envolvidos com as diferentes respostas aos regimes alimentares. “Adoraríamos desenvolver um teste genético para dizer às pessoas sobre a melhor dieta para elas, considerando seu repertório de genes”, revela.
Palavra de especialista:
“Embora o DNA dos ratos seja muito semelhante ao dos humanos, não podemos extrapolar todos os resultados do estudo para nossa realidade. Mas, de fato, o que nós já observamos é que os pacientes têm respostas muito diferentes uns dos outros, e a pesquisa reforça a ideia de que as dietas devem ser personalizadas. Isso também acontece com os remédios emagrecedores: 20% dos pacientes não respondem à sibutramina, por exemplo. É possível que, futuramente, sejam feitos testes genéticos para orientar as dietas individualizadas, mas é importante lembrar que nem tudo é DNA: há interação dos genes com outros fatores externos.”
FONTE: Correio Braziliense - 10/12/17- 08h00min.
TNF: Terça-Feira, 12/12/17-15h37min.-Fortaleza-Ceará-Brasil 









 Remédio caseiro para corrimento vaginal:

Remédio caseiro para corrimento vaginal
Chá de goiabeira para corrimento vaginal:

 

Um ótimo remédio caseiro para acabar com o corrimento vaginal do tipo amarelo-esverdeado e com mau cheiro, ou corrimento branco tipo leite coalhado, são as folhas de goiabeira (Psidium guajava L.).

Ingredientes

  • 30 g de folhas de Goiabeira.
  • 1 litro de água

Modo de preparo

Ferva a água e desligue o fogo. Acrescente, então, a erva e abafe durante 3 a 5 minutos. Depois, coe e faça um banho de assento com esse chá, lavando cuidadosamente toda a região genital. Repita o procedimento de 2 a 3 vezes ao dia.

O banho de assento para corrimento feito com as folhas de goiabeira é eficaz no tratamento do corrimento causado por Tricomoníase e Candidíase. Além disso, o remédio caseiro é seguro e não causa efeitos colaterais, nem possui contraindicações. 

Chá de goiabeira e vassourinha-doce:

Ingredientes

  • 1 punhado de folhas de goiabeira
  • 1 punhado de folhas de vassourinha-doce
  • 2 copos de água

Modo de preparo

Colocar as folhas de goiabeira e de vassourinha-doce em um recipiente e adicionar água fervida. Tampar, deixar esfriar e coar.

Fazer a higiene íntima normalmente e, quando acabar, lavar o local com a infusão durante alguns minutos. Secar com um pano limpo e macio. Deve-se repetir a lavagem todos os dias antes de ir deitar durante 1 semana.

Alimentação para combater o corrimento vaginal:

Além do uso do banho de assento, a alimentação pode ajudar no tratamento do corrimento. Deve-se investir em uma alimentação natural, à base de frutas, legumes e verduras, evitando ao máximo o consumo de alimentos industrializados. Os alimentos mais indicados para complementar o tratamento são:

  • Iogurte natural
  • Chicória, couve
  • Limão, melão, romã

Esse tipo de alimentação altera o pH sanguíneo e da região íntima feminina, facilitando o reequilíbrio da flora bacteriana da região. Porém, se o corrimento persistir por mais de 3 dias, mesmo com os tratamentos caseiros, recomenda-se uma consulta médica.

 

Estes remédios caseiros podem ser úteis em caso de:

FONTE: Tua Saude. Com - Sheyla Sediciais-Genecologista     

 


 


  

 

Existe alguma coisa que alivie o enjoo na gravidez?  

 

Foto: Internet

 

Infelizmente, não existe uma fórmula mágica para acabar com todo o enjoo da gravidez, mas há sim alguns truques para minimizá-lo o máximo possível e melhorar a sua vida enquanto não chega aquele dia incrível em que você não sentirá mais nada. 

Nesse meio tempo, para prevenir -- ou pelo menos amenizar -- o enjoo, você pode tentar:Ficar longe de comidas e odores que façam você sentir náusea. Se, por um acaso, tudo o que vir pela frente provocar enjoo, não se preocupe muito neste momento com a "alimentação ideal da grávida" e coma somente aquilo que apetecer. É melhor se alimentar com algo que fique no estômago do que comer o almoço perfeito e depois vomitar. Quando estiver mais disposta, você poderá se concentrar em uma dieta saudável e balanceada.

Consumir alimentos mais frios ou em temperatura ambiente. Geralmente, quanto menos aquecidas, menos cheiro exalam as comidas. E, em geral, comidas e bebidas frias têm mais chance de parar no estômago. 

Deixar um lanchinho, como bolachas cream cracker ou de água e sal, no criado-mudo. Antes de levantar, de manhã, coma um pouco das bolachas, sem água, e espere uns 20 a 30 minutos para sair da cama. Se você enjoa à noite, experimente também comer algumas bolachas salgadas.  

Fazer refeições frequentes e pequenas. O estômago vazio piora a náusea. Tente comer alimentos menos condimentados e ricos em proteínas, bons para combater o enjoo. Tudo bem comer o que você tem vontade, mas fique longe de comidas muito fortes (especialmente se você não estiver acostumada), ácidas ou gordurosas, porque podem irritar mais ainda o seu estômago.  

Restringir temporariamente os líquidos. Embora seja importantíssimo se manter hidratada, nos dias em que o enjoo estiver pior tente limitar a ingestão de líquidos durante as refeições para que sobre um espaço no estômago para as comidas que podem combater a náusea. 

Tomar vitamina B6, se o médico sugerir. Ainda não se sabe exatamente a razão, mas a vitamina B6 ajuda a combater a náusea mais severa de algumas mulheres. Vale lembrar: nunca tome nenhum remédio sem falar antes com o obstetra. 

Experimentar um suplemento vitamínico sem ferro. Como o ferro é mais pesado para o sistema digestivo, pergunte para o médico se você pode tomar um suplemento vitamínico sem ou com menos ferro, desde que não esteja anêmica. Os médicos costumam receitar vitaminas que contenham ferro só depois do primeiro trimestre, quando os enjoos estão melhorando. Além disso, vale a pena experimentar uma marca diferente de vitamina para ver se a náusea diminui e também mudar o horário de tomar da manhã para a noite, antes de dormir.

Manter alguma coisa para comer sempre à mão. Pode até ser dentro da bolsa ou da gaveta do trabalho. Bolachas simples, barras de cereal e torradas são boas opções que não exigem geladeira.

Cheirar limão. O cheiro de um limão cortado pode ajudar a amenizar a náusea. Você também pode tomar chá gelado com limão ou colocar rodelas de limão na água com gás.
Incluir gengibre na alimentação. Pesquisas mostram que o gengibre ajuda a acalmar o estômago. Você pode cortar fatias ou ralar o gengibre para fazer um chá. Balas de gengibre também servem. Cuidado para não exagerar na dose, porque os efeitos de excesso de gengibre não gravidez ainda não são conhecidos. Ou seja, nada de ficar com bala de gengibre o dia todo na boca.

Comprar uma pulseira anti-enjoo. Trata-se de um tipo de pulseira de algodão encontrada em farmácias e, muitas vezes, em lojas de produtos náuticos. Colocada no pulso, ela tem um botão de plástico no meio que exerce suave pressão em um ponto de acupuntura do corpo responsável por produzir a náusea no cérebro. É também conhecida como pulseira de acupressão.


Se estiver vomitando muito, não deixe de falar com o médico. Existe uma condição chamada hiperemese gravídica, quando os vômitos acabam causando desidratação. Há medicamentos e tratamento para garantir a sua saúde e a do seu bebê.