Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ATUALIZAÇÕES:
CENÁRIO IMOBILIÁRIO  (28-03-2019)
ECONOMIA:  (21-03-2019)
INÍCIO:  (21-03-2019)
POLICIA:  (28-02-2019)
FUTEBOL AMADOR:  (21-02-2019)
MUNDO CRISTÃO:  (21-02-2019)
JUSTIÇA  (15-02-2019)
BRASÍLIA:  (13-02-2019)
TRABALHO E EMPREGO:  (13-02-2019)
ESPORTES:  (11-02-2019)
ENQUETE:
O Novo Congresso melhorá a vida do Nordestino?
Espero que Sim
Não Acredito
Será Continuísmo
Nenhuma
Ver Resultados

ONLINE
1




Partilhe esta Página



WEB RÁDIO UNIÃO DIVINA:

POR AQUI, VOCÊ OUVE: 

"Lindos Louvores, Excelentes mensagens  e

Ler o Jornalismo das Grandes

Agências de Notícias. 

PARA OUVIR CLIQUE NO PLAY:

 

OU ACESSO AO SITE: 

   http://radiouniaodivina.com/ 

 


 

 


 

CONECTIVIDADE PARA TODAS AS NECESSIDADES:

Conecte todos seus equipamentos

através das 6 portas USBs de alta velocidade.

Sem falar nas entradas HDMI e VGA,

perfeitas para conectar um monitor

e a uma TV ao mesmo simultaneamente.

COMO COMPRAR:

 http://acesse.vc/v2/2357d8d417  

 


RESOLUÇÃO DE IMAGEM QUE IMPRESSIONA. 
 Desfrute de filmes e séries em uma tela de 11,6” IPS multi toque com incrível resolução de 1366 x 768 (HD). Você enxerga cores mais vivas e mais nítidas em um ângulo maior de visão.
CONDIÇÕES GERAIS NO LINK:

 


 

 

 


 

APRENDA A CANTAR COM:

 


 


MUNDO CRISTÃO:
MUNDO CRISTÃO:

NESTA PÁGINA: 

 

SEM PERTUBAÇÕES:  OS FILHOS PRECISAM CONHECER A VERDADE BÍBLICA PARA SE PROTEGEREM, DIZ AUTORA; MAIS MÉDICOS: JURISTAS EVANGÉLICOS OFERECEM ASSESSORIA A CUBANOS QUE DESEJAM FICAR NO BRASIL;  UMA GRANDE ATITUDE:  “-DEUS TEM MAIS PARA ME DAR!;  OS PERVERSOS E IMPOSTORES: AFASTE-SE DOS TAIS; QUAL FOI A RELIGIÃO DEIXADA POR JESUS?: NÃO TINHA NOME, NEM NACIONALIDADE. ELE FREQUENTAVA AS SINAGOGAS JUDAICAS: EUTANÁSIA: VÁRIAS COMUNIDADES RELIGIOSAS EM PORTUGAL UNIDAS CONTRA A EUTANÁSIA; EM BUSCA DE REFÚGIO: TEXAS SE REFUGIA EM RELIGIÃO PARA SUPERAR A DOR DO MASSACRE EM ESCOLA; 

 




 

SEM PERTUBAÇÕES:

OS FILHOS PRECISAM CONHECER A VERDADE BÍBLICA PARA SE PROTEGEREM, DIZ AUTORA:

 

CRÉDITOS: Will R. Filho

É cada vez maior o número de pais preocupados com a saúde emocional e espiritual dos seus filhos. Mais do que nunca, vivemos em uma geração bastante confusa, em grande parte pelo volume de informações, mas também por correntes de pensamento que tentam relativizar tudo, inclusive os valores da fé cristã.

Para a autora cristã Ana Mendes, a única forma de proteger nossos filhos contra os enganos do mundo é ensinado para eles o conhecimento da Bíblia desde cedo. “Preciso ensinar minha filha o que é a verdade, o que ela significa, de onde vem a verdade e quão importante a verdade será para sua vida”, disse ela.

“Estamos vivendo tempos em que a verdade está sendo esquecida e deturpada. Como minha filha, as crianças precisam ser encontradas e libertas pela verdade”, alertou.

Mendes explica que os filhos precisam aprender o quanto antes que como seres humanos erramos, especialmente quando movidos por emoções. O que Deus nos ensina através da Bíblia, por outro lado, é um porto seguro confiável no qual os jovens podem depositar suas esperanças.

“As ‘verdades’ que nossos corações fabricam são enganosas. A Bíblia diz que nosso coração é enganoso e que não devemos confiar nele (…). Essas distorções nos seduzem para uma vida imersa em nossos desejos. Assim, vivemos uma ‘verdade’ relativa e individual”, ressalta.

Ana Mendes também explicou como Satanás atua contra a verdade, tentando colocar em cheque tudo o que aponta para Deus. Foi assim no Éden e continua até hoje, trazendo insegurança aos corações dos que não conhecem o Evangelho.

“A Bíblia, nos ensina o que é verdadeiro, nos repreende e nos corrige. Como mães, ao conhecermos as verdades contidas nesse livro, vamos trabalhar para colocar verdades nos corações dos nossos filhos”, disse ela, segundo informações do Voltemos ao Evangelho.

Por fim, a autora enfatiza que para que nossos filhos tenham o conhecimento da Verdade, nós mesmos precisamos viver em conformidade com o Evangelho, traduzindo esses ensinos através de exemplos diários.

“E para poder ensiná-los, eu mesma preciso me debruçar diariamente e aprender da Palavra. Sei que muitas vezes é difícil e corrido, mas a urgência da eternidade dos nossos filhos e de nossas próprias vidas devem nos motivar a guardar nosso coração do engano”, conclui.

FONTE: Portal Gospel Mais

TNF: Sexta-feira, 23/11/18 - 22h18min.

 




MAIS MÉDICOS:

JURISTAS EVANGÉLICOS OFERECEM ASSESSORIA A CUBANOS QUE DESEJAM FICAR NO BRASIL:

Os médicos cubanos que estão sendo obrigados pelo governo de seu país a retornarem à ilha após a decisão de não renovar o convênio com o governo brasileiro para o programa Mais Médicos receberam a oferta de assessoria jurídica para tentarem permanecer no Brasil por parte da ANAJURE.

A Associação Nacional dos Juristas Evangélicos divulgou uma nota colocando os advogados que integram a entidade à disposição dos médicos que optarem por solicitar asilo político ao governo brasileiro, a fim de evitarem o retorno obrigatório a Cuba.

“O presidente eleito Jair Bolsonaro propôs ao governo de Cuba novas condições para a renovação do Programa Mais Médicos, um acordo firmado pelo Brasil com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) que permite que médicos cubanos atuem no Brasil junto ao Serviço Único de Saúde (SUS) sem a necessidade de revalidação de diploma. De acordo com Bolsonaro, o programa seria renovado durante o seu mandato somente se o governo cubano concordasse em repassar aos médicos o valor completo do salário, não apenas os 30%, como antes. Além disso, o novo presidente exigiu também que os profissionais fossem submetidos a uma prova de revalidação do diploma de medicina no Brasil e que tivessem o direito de trazer seus familiares ao país, caso desejassem”, contextualiza a nota da ANAJURE.

O documento divulgado pela associação de juristas evangélicos destaca que “o governo cubano, por sua vez, rejeitou os novos termos para a renovação do Mais Médicos e solicitou o retorno, até 31 de dezembro, dos mais de 8 mil médicos cubanos que estão no Brasil”.

“Em virtude disso, Bolsonaro afirmou que, durante o seu mandato, qualquer médico cubano que decidisse desertar do regime castrista e permanecer no Brasil poderia fazê-lo, tendo asilo político assegurado”, acrescentou a ANAJURE, explicando sua iniciativa de oferecer assessoria jurídica para os médicos conseguirem atender as demandas burocráticas.

DECISÃO CUBANA:

Com a decisão de Cuba de abandonar a parceria que mantinha o programa, o Ministério da Saúde abriu inscrições para suprir as 8.517 vagas de atuação em 2.824 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas para profissionais brasileiros com CRM, que é o documento que assegura que o médico foi formado e cumpriu todas as etapas previstas para atuar no atendimento aos pacientes.

De acordo com o portal R7, o número de inscritos já soma 11.429, dentre os quais 5.212 já foram efetivados, sendo que dentre os aprovados, 3.648 profissionais selecionaram o município de atuação.

Uma das principais críticas feitas ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) após sua decisão de impor medidas a Cuba para renovação do programa era que o fim da parceria com Cuba deixaria milhões de brasileiros sem atendimento. Com a abertura das vagas para os médicos brasileiros, a procura por vagas foi superior à demanda, o que garante que os problemas de atendimento serão minimizados rapidamente, mantendo o padrão que vinha sendo mantido até agora.

Asilo

Confira a íntegra da nota da Associação Nacional dos Juristas Evangélicos sobre a oferta de assessoria aos médicos cubanos:

O Conselho Diretivo Nacional da Associação Nacional de Juristas Evangélicos – ANAJURE – no uso das suas atribuições estatutárias e regimentais, vem, através do presente expediente, à luz da Convenção sobre Asilo Político de 1933, da Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948, da Convenção Relativa ao Estatuto dos Refugiados de 1951 e da Convenção sobre Asilo Territorial de 1954, dos quais o governo brasileiro é signatário, bem como da Lei n° 9.474, de 22 de julho de 1997 e Lei n° 13.445, de 24 de maio de 2017

expor aos órgãos e entidades públicas competentes e à sociedade brasileira, sua posição acerca do que adiante se explicita:

I – DOS FATOS

Na semana passada, o presidente eleito Jair Bolsonaro propôs ao governo de Cuba novas condições para a renovação do Programa Mais Médicos, um acordo firmado pelo Brasil com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) que permite que médicos cubanos atuem no Brasil junto ao Serviço Único de Saúde (SUS) sem a necessidade de revalidação de diploma. De acordo com Bolsonaro, o programa seria renovado durante o seu mandato somente se o governo cubano concordasse em repassar aos médicos o valor completo do salário, não apenas os 30%, como antes. Além disso, o novo presidente exigiu também que os profissionais fossem submetidos a uma prova de revalidação do diploma de medicina no Brasil e que tivessem o direito de trazer seus familiares ao país, caso desejassem.

O governo cubano, por sua vez, rejeitou os novos termos para a renovação do Mais Médicos e solicitou o retorno, até 31 de dezembro, dos mais de 8 mil médicos cubanos que estão no Brasil. Em virtude disso, Bolsonaro afirmou que, durante o seu mandato, qualquer médico cubano que decidisse desertar do regime castrista e permanecer no Brasil poderia fazê-lo, tendo asilo político assegurado.

II – DA POSIÇÃO INSTITUCIONAL DA ANAJURE

II.I. Direito ao asilo político no Brasil

O direito ao asilo é um instrumento presente no Direito brasileiro e tem como objetivo oferecer proteção internacional a estrangeiros que, em nível individual, sofrem perseguição politicamente motivada. De acordo com o artigo 4° da Constituição Federal de 1988, a concessão de asilo político é um dos princípios que regem as relações internacionais do Brasil. Desse modo, cabe ao Poder Executivo, por meio do Ministério da Justiça e avaliação direta da Presidência da República, decidir acerca dos casos de concessão de refúgio.

Além disso, a garantia ao asilo político também está presente em tratados internacionais assinados e ratificados pelo Estado brasileiro. Dentre eles, a Convenção sobre Asilo Político de 1933, a Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948 e a Convenção sobre Asilo Territorial de 1954. A Declaração Universal dos Direitos Humanos, por exemplo, afirma, em seu capítulo 14°, que “[t]oda a pessoa sujeita a perseguição tem o direito de procurar e de beneficiar de asilo em outros países.” A Convenção sobre Asilo Territorial, por sua vez, é clara ao afirmar que “[t]odo Estado tem direito, no exercício de sua soberania, de admitir dentro de seu território as pessoas que julgar conveniente, sem que, pelo exercício desse direito, nenhum outro Estado possa fazer qualquer reclamação.”

Logo, todos os cubanos integrantes do Mais Médicos que se sentirem ameaçados ao regressar ao seu país de origem, em virtude de sua opinião política, deve ter assegurado o direito de requerer asilo no Brasil, cabendo ao governo brasileiro julgar individualmente cada caso.É necessário ressaltar também que, apesar das distinções existentes entre a instituição do asilo político e a do refúgio, de acordo com a definição de refugiado presente na Convenção de 1951, os médicos cubanos também podem requerer refúgio no Brasil, de acordo com a Lei n° 9.474, de 22 de julho de 1997. Segundo o seu artigo 1º,

Será reconhecido como refugiado todo indivíduo que:

I – devido a fundados temores de perseguição por motivos de raça, religião, nacionalidade, grupo social ou opiniões políticas encontre-se fora de seu país de nacionalidade e não possa ou não queira acolher-se à proteção de tal país;

II – não tendo nacionalidade e estando fora do país onde antes teve sua residência habitual, não possa ou não queira regressar a ele, em função das circunstâncias descritas no inciso anterior;

III – devido a grave e generalizada violação de direitos humanos, é obrigado a deixar seu país de nacionalidade para buscar refúgio em outro país.

Dessa maneira, os médicos cubanos vítimas de perseguição política, além de requererem o asilo político, podem também requerer refúgio. Ambas as categorias jurídicas, contudo, são amparadas pela nova lei de migração (Lei n° 13.445, de 24 de maio de 2017), cujo objetivo principal é assegurar os direitos humanos dos migrantes, sobretudo os deslocados forçados, como pode ser percebido na instituição do visto humanitário em seu artigo 14°.

II.II. Assessoria jurídica

Assim, à luz dos acontecimentos recentes e da legalidade da medida proposta pelo presidente eleito, a ser posta em vigor após a sua posse, em 1° de janeiro de 2019, a Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE), por meio de seu programa de acolhimento de refugiados e ajuda humanitária, ANAJURE Refugees, prontifica-se a oferecer assessoria jurídica pro bono a todos os cubanos integrantes do Programa Mais Médicos que desejarem requerer asilo político no Brasil.

Os interessados devem procurar a Assessoria Jurídica Internacional da ANAJURE pelo e-mail

secretaria.refugees@anajure.org.br ou pelo WhatsApp: +55 79 9 9929 7869.

Brasília- DF– Brasil, 19 de novembro de 2018.

Dr. Uziel Santana dos Santos

Presidente

Associação Nacional de Juristas Evangélicos –(ANAJURE)

Dr. Felipe Augusto Carvalho

Assessor Jurídico da ANAJURE

Me. Igor Sabino

Secretário Executivo do ANAJURE Refugees

 

 




 

UMA GRANDE ATITUDE:

“ -DEUS TEM MAIS PARA ME DAR ! ”

DIZ COMERCIANTE AO DEVOLVER R$ 2 MILHÕES DEPOSITADOS POR ERRO:

CRÉDITOS: Tiago Chagas 

Um gesto de honestidade de uma comerciante virou notícia nesta semana, quando os detalhes de sua postura chegaram à imprensa. Um erro no sistema do banco onde ela mantém conta corrente fez seu saldo subir para pouco mais de R$ 2 milhões, e ela procurou a agência para informar o equívoco e o valor ser corrigido, pois confia que Deus tem mais para ela.

O caso veio à tona na última terça-feira, 13 de novembro, quando Vanilda Bruni de Souza tirou extrato de sua conta e descobriu que tinha R$ 2.057.000,00 de saldo. Ela estava acompanhada da sobrinha, Paula Beatriz Souza, que é operadora de caixa e percebeu o valor acima do normal. 

“Eu falei ‘tia, tem dinheiro demais na conta, é muito dinheiro e eu não sei de onde veio, tem alguma coisa errada’”, contou Paula Beatriz, em entrevista à TV Gazeta, filiada da TV Globo no Espírito Santo.   

“A Paula tinha entrado no aplicativo do banco para pagar um boleto. Antes do dinheiro entrar na conta, ela tinha em torno de R$ 1.500 de saldo”, contou a comerciante, que é dona de um pequeno restaurante em Vitória (ES). De imediato ela ligou para a gerência do banco para esclarecer, e disse que o gerente ficou assustado. “Quando ele abriu, ele se assustou e falou que ‘a sua conta está milionária’”.   

Depois que o erro foi informado, o valor foi retirado da conta, e o gerente ligou para explicar o que havia acontecido: “Falou que teve um problema, que realmente estava na minha conta e que ele não era meu”, completou a comerciante.  

Vanilda, que já foi lavadeira, empregada doméstica e vendeu lanche durante cinco anos em uma barraquinha de rua antes de conseguir abrir o restaurante, explicou porque ligou ao banco para informar o erro: “Eu tenho certeza que o que Deus tem para me dar é mais de R$ 2 milhões”, disse, acrescentando que está cheia de dívidas, mas acredita que conseguirá quitá-las com o próprio trabalho.  

FONTE: Gospel Mais - 15/11/18

TNF: Quinta-feira, 15/11/18 - 22h16min. - (Feriado Proclamação da República) - Hora de Fortaleza

 




 

OS PERVERSOS E IMPOSTORES IRÃO DE MAL A PIOR.

-AFASTE-SE DOS TAIS:

EXTREMA CORRUPÇÃO NOS ÚLTIMOS TEMPOS:

SEGUNDA CARTA DE PAULO A TIMÓTEO-CAPÍTULO 3-VERSÍCULOS 01 AO 09

1 Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis.

2 Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios,  3 sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis,  inimigos do bem, 4 traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de  Deus, 5 tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. AFASTE-SE TAMBÉM DESTES.

6 São estes os que se introduzem pelas casas e conquistam mulherezinhas  sobrecarregadas de pecados, as quais se deixam levar por toda espécie de desejos.

7 Elas estão sempre aprendendo, mas não conseguem nunca de chegar ao conhecimento da verdade.

8 Como Janes e Jambres se opuseram a Moisés, esses também resistem à verdade.

A mente deles é depravada; são reprovados na fé.

9 Não irão longe, porém; como no caso daqueles, a sua insensatez se tornará evidente a todos.

10 Mas você tem seguido de perto o meu ensino, a minha conduta, o meu propósito, a minha fé, a minha paciência, o meu amor, a minha perseverança, 11 as perseguições e os sofrimentos que enfrentei, coisas que me aconteceram em Antioquia, Icônio e Listra. Quanta perseguição suportei! Mas, de todas essas coisas o Senhor me livrou!

12 De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos.

13 Contudo, os perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados.

14 Quanto a você, porém, permaneça nas coisas que aprendeu e das quais tem convicção, pois você sabe de quem o aprendeu. 

 




 

 QUAL FOI A RELIGIÃO DEIXADA POR JESUS?

A RELIGIÃO DEIXADA POR JESUS NÃO TINHA NOME,

NEM NACIONALIDADE. 

ELE FREQUENTAVA AS SINAGOGAS JUDAICAS. 

 

Cristo deixou-nos o cristianismo em sua forma pura; com o decorrer dos anos,  infelizmente algumas das doutrinas de Jesus foram deixadas de lado por influência

do paganismo (especialmente a guarda do sábado, o sono da alma na morte e a não adoração de imagens).

Após Sua ressurreição Jesus deu a seguinte ordem aos Seus discípulos: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do

Filho, e do Espírito Santo;” (Mateus 28:19).

Eles pregavam tudo o que estava revelado na Bíblia. Falavam a respeito do plano de Deus para salvar o homem e de como podemos nos achegar a Deus e receber

o perdão pelos nossos pecados.

Pode-se dizer que a religião que professa seguir a Cristo deve pôr em prática estes quatro princípios:

1– Crer na Divindade de Jesus:

–Ele é co-eterno juntamente com o Pai (Miquéias 5:2; Isaías 9:6; João 1:1-3 e 14, etc);

2 – Seguir o exemplo de Jesus: 

“Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por

mim” (João 14:6). Devemos ir a Jesus e seguir seu exemplo.

3 – Ter a Bíblia como regra de fé:

Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para

a correção, para a educação na justiça”(2 Timóteo 3:16).

A Bíblia deve ser a regra de conduta; nela encontra-se o caminho para a salvação. (Ver João 5:39).

4 – Dar um bom Testemunho:

Assim, toda árvore boa produz bons frutos, porém a árvore má produz frutos maus.” (Mateus 7:17).

“Porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado.” (Mateus 12:37)

Outro ponto também importante é que a igreja não deve desprezar profecias

(ver 1 Tessalonicenses 5:20), pois elas são importantes para firmar nossa fé na Palavra de Deus.)

“Não havendo profecia, o povo se corrompe; mas o que guarda a lei, esse é feliz.” (Provérbios 29:18).

Também não podemos esquecer que amando a Deus, estaremos em conformidade com a sua lei, e principalmente, com seu propósito para nossas vidas. “Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; ora, os seus mandamentos não são penosos” (1 João 5:3). O amor (que é Deus – (I João 4:8 e 16) como o centro de tudo deve ser a base de nosso modo de agir e de como proceder, tanto na instrução dos membros quanto na disciplina dos mesmos. “O mais importante é o amor” (1 Coríntios 13:13). “O amor não pratica o mal contra o próximo; de sorte que o cumprimento da lei é o amor” (Romanos 13:10).

 

 CRÉDITOS: PIXABAY.COM -POR JPLENIO    

Deus possui um povo em todas as igrejas. Pessoas das diferentes denominações religiosas serão salvas. Mesmo assim, o Senhor tem uma igreja na terra que preservou Suas puras doutrinas; ela é identificada pelas seguintes características: “Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus”. (Apocalipse 14:12). Os santos mencionados neste texto são os membros da igreja. Vimos que são 2 pontos que caracterizam o povo do Senhor que está espalhando as verdades Eternas ao mundo:

Guarda os Mandamentos de Deus (todos os de Êxodo 20 dentre outros).

Tem o Testemunho de Jesus(os ensinos de todos os profetas suscitados por Deus).

Vá ao Senhor Jesus; Ele promete guiar ao caminho certo todo aquele que O busca em verdade:

“Se alguém quiser fazer a vontade dele, conhecerá a respeito da doutrina, se ela é de Deus ou se eu falo por mim mesmo”. (João 7:17 RA). 

Em resumo, seguir a Cristo, que é “o caminho, a verdade e a vida” (João 14:6) e os exemplos que Ele nos deixou, amar a Deus sobre todas as coisas

(Mt 6:33) e ao próximo (Mc 12:33), constitui o verdadeiro Cristianismo, a religião deixada por Jesus, como uma bênção para nossas vidas..

FONTE: Blog Esperança - Julho/18

TNF: Quinta-feira, 30/08/18 20h56min.

 




  

EVANGELIZAÇÃO PESSOAL:

 A PALAVRA DE DEUS SOBRE SEU PERDÃO:

►TODOS ESTÃO AFASTADOS DE DEUS POR CAUSA DO PECADO:

 (ISÍAS 59; 1-15) – (ROMANOS 3;9-20 / 5;12-21 / 7;14-15) – ECLESIASTES 7;20)

►DEUS SEMPRE BUSCOU UM RELACIONAMENTO MAIS PRÓXIMO COM A HUMANIDADE:

(ÊXODO 19;3b-8)-(JEREMIAS 31;31-34)-(ISAÍAS 54;1-10)-(1PEDRO;1-10)-(1JOÃO 3;1-10).

►DEUS PESSOALMENTE FEZ CONTATO CONOSCO AO ENVIAR SEU FILHO JESUS CRISTO:

(COLOSSENSSES 1;15-23)-(ROMANOS 5;1-11)-(1PEDRO 2;9-25)-(JOÃO 3;1-21)

(2 TIMÓTEO 1;3-14)-(EFÉSIOS 2;1-10)

►O PERDÃO DE DEUS, ATRAVÉS DE SEU FILHO JESUS CRISTO, ESTÁ AO ALCANCE DE TODOS:

(SAL.51;1-17)-(1JOÃO 1;5-10)-(SAL.32)-(ROM.3;21-16/8;31-39/10;5-15)

►SÓ VIVEMOS A NOVA VIDA EM CRISTO, SE VIVERMOS COMO ELE VIVEU:

(ROM.6;1-14/12;1-21)-(MAT.20;21-18)-(EFÉSIOS 4;17-32)

-(GÁLATAS 5;16-26)-(1 JOÃO 4;721)

 FONTE: Bíblia Almeida Corrigida - SOCIEDADE BÍBLICA DO BRASIL

 




 

SALMO 128:

O SALMO DA FAMÍLIA (PARA A FAMÍLIA)

1 Bem-aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos.

2 Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem.

3 A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa;

os teus filhos como plantas de oliveira à roda da tua mesa.

4 Eis que assim será abençoado o homem que teme ao Senhor.

5 O Senhor te abençoará desde Sião, e tu verás o bem de Jerusalém

em todos os dias da tua vida.

6 E verás os filhos de teus filhos, e a paz sobre Israel.  

 




 

MENSAGEM DE ESPERANÇA

DE: HORA LUTERANA

Deus me conhece.

Posted: 29 May 2018 07:00 PM PDT

Antes da mensagem, um pedido: se você copia e repassa as mensagens da Hora Luterana, por gentileza, informe a fonte. 
Assim, as pessoas que gostarem da mensagem poderão entrar em contato conosco e conhecer mais conteúdo cristão.
“Ó Senhor Deus, tu me examinas e me conheces. Sabes tudo o que eu faço e, de longe, conheces todos os meus pensamentos” (Sl 139.1-2). Espere aí! Deus sabe tudo o que faço e penso? Então, ele sabe o quanto sou egoísta e o quanto eu falho. Ele sabe como é difícil eu ajudar as pessoas e como eu gostaria de melhorar. Então, ele sabe como preciso de ajuda, como estou arrependido dos meus pecados, do quanto tenho medo do futuro e de morrer, e o quanto um pouco de paz me faria bem. E ele, conhecer de cada virtude e de cada pecado, de cada insegurança e vitória, me oferece tudo o que preciso: seu amor, sua paz, seu perdão e vida em Jesus.
Oração: Pai, tu me conheces bem e sabe o quanto preciso de ti. Que a tua mão me guie sempre. Em nome de Jesus. Amém. 
Leia em sua Bíblia o Salmo 139.1-5  -  Compartilhe  #HoraLuterana

 




 

E U T A N Á S I A:

Várias Comunidades Religiosas Em Portugal Unidas Contra A Eutanásia. 

Várias comunidades religiosas presentes em Portugal manifestaram,na quarta-feira, 17/05, numa declaração conjunta, a sua oposição à legalização da morte

assistida em qualquer das suas formas, seja o suicídio assistido seja a eutanásia. 

O texto do Grupo Inter-Religioso de Trabalho para as questões da Saúde (GTIR/Saúde), que reúne representantes de mais de uma dezena de comunidades religiosas, foi neste dia apresentado e assinado, no final de uma conferência sobre a temática na Academia das Ciências, em Lisboa, pelos representantes das diversas religiões.

"Nós, comunidades religiosas presentes em Portugal, acreditamos que a vida humana é inviolável até à morte natural e perfilhamos um modelo compassivo de sociedade e, por estas razões, em nome da humanidade e do futuro da comunidade humana, causa da religião, nos sentimos chamados a intervir no presente debate sobre a morte assistida, manifestando a nossa oposição à sua legalização em qualquer das suas formas, seja o suicídio assistido, seja a eutanásia", refere o grupo, no texto conjunto.

O documento foi assinado pelo Cardeal Patriarca de Lisboa (Igreja Católica), pelo representante da Comunidade Islâmica de Lisboa, pelo patriarcado Ecuménico de Constantinopla, pela União Budista Portuguesa, pela União Portuguesa dos Adventistas do Sétimo Dia, pela Aliança Evangélica Portuguesa, pela Comunidade Hindu de Portugal e pela Comunidade Israelita de Lisboa.

"Nós, comunidades religiosas presentes em Portugal, acreditamos que a vida humana é inviolável até à morte natural e perfilhamos um modelo compassivo de sociedade e, por estas razões, em nome da humanidade e do futuro da comunidade humana, causa da religião, nos sentimos chamados a intervir no presente debate sobre a morte assistida, manifestando a nossa oposição à sua legalização em qualquer das suas formas, seja o suicídio assistido, seja a eutanásia", refere o grupo no texto conjunto.

Com o titulo "Cuidar até ao fim com compaixão", o documento das confissões religiosas signatárias será entregue à Assembleia da República e ao Presidente da República.

Consideram os signatários que "o debate em curso na sociedade portuguesa sobre a realidade a que se tem chamado morte assistida convoca todos a realizarem uma reflexão e a oferecerem o seu contributo para enriquecer um processo de diálogo que necessita da intervenção da pluralidade dos actores sociais".

No documento defendem que a vida não só não perde dignidade quando se aproxima do seu termo, como "a particular vulnerabilidade de que se reveste nesta etapa é, antes, um título de especial dignidade proque pede proximidade e cuidado".

Para os signatários, a experiência diz que quem se sente acompanhado não desespera perante a morte e não pede para morrer, pelo que se comprometem com os que vivem esta etapa a oferecer a possibilidade de uma morte humanamente acompanhada.

Nesse sentido apontam a necessidade de maior reforço dos cuidados paliativos, considerando-os "uma exigência inadiável".

"A verdadeira compaixão não é insistir em tratamentos fúteis, na tentativa de prolongar a vida, mas ajudar a pessoa a viver o mais humanamente possível a própria morte, respeitando a naturalidade desta. Os cuidados paliativos fazem-no, valorizando a pessoa até ao seu fim natural, aliviando o seu sofrimento e combatendo a solidão pela presença da família e de outros que lhe sejam significativos", escrevem.

"Interpelamos a sociedade portuguesa para corresponder à exigência não mais adiável de estender a todos o acesso aos cuidados paliativos e assumimos a disponibilidade e a vontade de fazermos tudo o que esteja ao nosso alcance para participar neste verdadeiro desígnio nacional. E não podemos deixar de interrogar se a presente discussão, antes de realizado este investimento, não enfermará de falta de propósito", adiantam.

O Grupo de Trabalho Inter-religioso para as questões da Saúde surge na sequência da aprovação pelo Estado Português do Decreto-Lei 253/2009 de 23 de Setembro, que reconhece o direito dos doentes internados em estabelecimentos de saúde do Sistema Nacional de Saúde a serem assistidos espiritual e religiosamente por membros das suas comunidades religiosas de pertença.

Este grupo, que engloba as comunidades Islâmica, Israelita, Budista, Hindu e Bahá'í, as Igrejas Adventista, Ortodoxa e Católica, a Aliança Evangélica e o Conselho Português de Igrejas Cristãs (COPIC), tem como objetivo acompanhar o processo de aplicação da nova regulamentação.

O parlamento vai discutir a 29 de Maio os quatro projetos, do PAN, BE, PS e PEV, sobre a morte medicamente assistida. 

FONTE: Solnet    

TNF: Terça-feira, 22/05/18 - 12h56min.

 




 

 EM BUSCA DE REFÚGIO:

TEXAS SE REFUGIA EM RELIGIÃO PARA

SUPERAR A DOR DO MASSACRE EM ESCOLA: 

 
Na sexta-feira, 19/05, estudante abriu fogo em escola e matou oito colegas e dois professores. 
Estudante da Santa Fe High School, onde massacre ocorreu, ora em igreja em Santa Fe, no Texas (Foto: Jonathan Bachman/Reuters) Estudante da Santa Fe High School, onde massacre ocorreu, ora em igreja em Santa Fe, no Texas (Foto: Jonathan Bachman/Reuters) Estudante da Santa Fe High School, onde massacre ocorreu, ora em igreja em Santa Fe, no Texas (Foto: Jonathan Bachman/Reuters) 
Famílias atingidas pelo luto se reuniram neste domingo em igrejas de Santa Fé, no sudoeste do Texas, em busca de ajuda espiritual depois de um tiroteio em uma escola da cidade, o mais recente massacre desse tipo nos Estados Unidos. 
Enquanto os investigadores federais procuram o motivo que levou um estudante a matar oito colegas e dois professores e ferir mais 13 pessoas, o primeiro serviço fúnebre de uma das vítimas, um estudante de intercâmbio do Paquistão, foi realizado neste domingo. 
O governador do Texas, Greg Abbott, participou de um culto na Primeira Igreja Batista de Arcadia, ao lado do colégio de Ensino Médio de Santa Fé, onde os estudantes e moradores deixaram flores, mensagens e bichinhos de pelúcia em memória das vítimas. 
"Estamos aqui para apoiá-los", disse Abbott aos membros da congregação. Antes, o governador havia abraçado e conversado com os sobreviventes do massacre e instado os pais a permanecerem fortes. 
Enquanto o Texas está de luto, a discussão política se concentra em como proteger melhor os cidadãos e as instalações públicas, como escolas, em um país onde as armas se tornaram parte de seu estilo de vida. 
O vice-governador do Texas, Dan Patrick, defendeu a segurança escolar, uma posição já sustentada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, após um tiroteio em Parkland, na Flórida, em que 17 pessoas foram mortas. 

"Precisamos de professores armados e treinados, é claro, não apenas alguém com uma arma de fogo. Treinados para controlar atiradores nas
escolas", disse Patrick à CNN. 
Monica Bracknell, de 18 anos, explicou que ela e outros foram autorizados a entrar na escola no sábado para recuperar seus pertences e ficaram "chocados" com o estado em que as salas de aula e os corredores estavam.
"Havia placas de gesso e coisas no chão", relatou. 
Depois de se reunir com Abbott na igreja, a adolescente ressaltou que o debate deveria se concentrar menos nos direitos de ter armas e mais em melhorar a segurança. 
'Jovem instável'
"Obviamente, esse jovem é instável e sabia que havia falhas no sistema escolar para entrar nas salas de aula", argumentou Bracknell. 
Neste domingo, mais informações surgiram sobre Dimitros Pagourtzis, de 17 anos, preso sob a acusação de homicídio agravado, pelo qual ele poderia enfrentar a pena de morte. 
Shana Fisher, uma estudante da escola, rejeitava Pagourtzis há meses, até que na semana passada deixou claro no meio de uma aula que não iria sair com ele, segundo relatou sua mãe à CNN. 
Fisher é uma das 10 vítimas fatais: "Um dos cartuchos da espingarda era para minha filha", disse Sadi Baze. "Ela nunca mais entrará pela porta da frente". 
No sábado, Walter Braun, chefe de polícia do Distrito Escolar Independente de Santa Fé, afirmou que um de seus policiais estava em estado crítico, mas estável, depois que o agente e outro enfrentaram o atirador na escola. 
O juiz do condado de Galveston, Mark Henry, negou a Pagourtzis a possibilidade de fiança, e afirmou que "em sua declaração ele disse que agiu sozinho". 
O atacante executou o massacre com uma espingarda e um revólver calibre 38 que seu pai tinha legalmente.  
FONTE: Notícias Cristã-Publicado Originalmente em France Press via G1

TNF: Terça-feira, 22/05/18 - 12h36min.  

 




 

 CANTINHO DA BENÇÃO / POLUIÇÃO SONORA:

PARA EVITAR POLUIÇÃO SONORA, VEREADOR DE CAMPINA GRANDE ANUNCIA MUDANÇA EM EVENTO EVANGÉLICO: 

O vereador Luciano Breno (PPL) falou sobre o Cantinho da Bênção, que é um evento realizado pelos cristãos evangélicos de Campina Grande no Parque Evaldo Cruz, e a reclamação referente ao som do evento que foi feita pelos moradores do edifício Palazzo Dão Silveira. Segundo o parlamentar, o evento passará por mudanças para evitar a poluição sonora.

–Temos a convicção e a plena certeza de que teremos um Cantinho da Bênção pregando aquilo que acreditamos. Isso é uma polêmica que surgiu desde o ano passado. Alguns moradores do edifício Dão Silveira se sentiram incomodados, reclamaram ao Ministério Público devido, segundo eles, à poluição sonora que o Cantinho da Bênção causava. Vamos tomar algumas providências, vamos mudar a posição do palco, vamos levantar uma parede acústica, contratamos um técnico de som para que ele possa medir a frequência impedindo que o som chegue totalmente ao prédio – explicou. 

FOTO-CRÉDITOS: Internet 

FONTE: Paraíba Online - 22/05/2018 às 11h56min. - Da Redação

TNF: Terça-feira, 22/05/18 - 12h21min. 

 




 TEMER A DEUS:  

ESSE COMPORTAMENTO FAZ ALGUMA DIFERENÇA EM NOSSA VIDA?

 Estamos num século, igualzinho aos de Sodoma e Gomorra (Destruídas por fogo e enxofre Enviados por Deus).   Tudo é "Liberdade", Libertinagem e em tudo e todos, percebemos a falta de respeito, para com o próximo, e o que é mais triste, para com Deus.  Alguns estão vivendo sem se preocupar com as consequências disso.    Não atentam para a existência de Deus, que tudo criou, tudo pode, e como diz em ISAÍAS 18;4 Assim diz o Senhor: "Do lugar onde moro ficarei olhando, quieto como o ardor do sol reluzente, como a nuvem de orvalho no calor do tempo da colheita". 

Quem está desprezando este Deus, CUIDADO

(Ovelha Manuel Pereira)

 




 

 O QUE DEUS ODEIA:

(Extraído do Livro:"O que a Bíblia Realmente Ensina?" Págs.122 e 123)

Associação Torre de Vigia

 

ASSASSINATO: (Êxodo 20;13  e 21:22-23); - IMORALIDADE SEXUAL: (lEVÍDICO 20:10,13,15 e 16)-ROMANOS 1:24,26,27 e 32-1ª Corintios 6:9 e 10 - OCULTISMO: Deuteronômio 18: 9-13 - 1ª Coriíntios 10:21-22 - IDOLATRIA: 1ª Coríntios 10;14 - BEBEDEIRA: 1ª Coríntios 5:11 - ROUBO/FURTO: Levítico 6:2, 4 e Efésios 4:28 - MENTIRA: Provérbios 6: 16, 19 / Colossences 3:9 / Apocalipse 22:15 - GANÂNCIA: 1ª Coríntios 5:11 -  VIOLÊNCIA: Salmo 11:5 / Provérbios 22: 24,25 / Malaquias 2:16 / Gálatas 5: 20-21 - LINGUAGEM IMPRÓPRIA: Levítico: 19:16 / Efésios 5:4 / Colossenses 3:8 - MAU USO DO SANGUE: Gênesis 9:4 / Atos 15:20, 28, 29 - RECUSA DE SUSTENTAR A FAMÍLIA: 1ª Timóteo 5:8 - PARTICIPAÇÃO EM GUERRAS OU EM CONTROVÉRSIAS POLÍTICAS DESTE MUNDO: Isaías 2:4b / João 6:15 e 17:16, 17 - USO DO FUMO (TABACO) OU DROGAS RECREATIVAS: Marcos 15: 22 e 23 e 2ª Coríntios 7:1.  Agradar a Deus envolve mais do que não praticar o que ele odeia.  É necessário amar como ele nos ama (Romanos 12:9). 

POR GENTILEZA, DEIXE SEU COMENTÁRIO NA CAIXA, NO FINAL DESTA PÁGINA.

Muito Obrigado !

A graça e a Paz do Senhor Jesus seja com você, hoje e sempre ! 

 




  

CANTORA GOSPEL ALINE BARROS:

'Não posso dizer que concordo', diz cantora sobre homossexualidade.

Artista afirmou que não concorda com relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo. 

 

CRÉDITOS: © Jean Souza/ Divulgação 

De tempos em tempos, o tema homossexualidade se torna alvo dos famosos, seja em posições contrárias ou favoráveis. Desta vez, quem resolveu tocar no assunto foi a cantora gospel Aline Barros, 41. 

Em entrevista à jornalista Mariana Godoy, a artista afirmou que não concorda com relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo. "Conheço homossexuais que já fizeram meu cabelo, minha maquiagem e são pessoas queridas. Mas, em relação à prática daquilo que fazem, não posso dizer que concordo". 

Barros, que já disse que para mulher estar linda é preciso cuidar do coração, justificou seu pensamento com sua crença religiosa. 

"Meu posicionamento sempre vai ser aquilo que a palavra de Deus me orienta. Ele criou o homem e a mulher e, em sua plenitude, pensou na estrutura de família para que o homem pudesse se unir a mulher, os dois fossem uma só carne e pudessem se multiplicar e encher a terra". 

POLÊMICA E MARIDO:

No programa, a cantora ainda fala sobre a polêmica em que se envolveu  ao fazer uma publicação em suas redes sociais, dizendo que para os filhos de Deus não há quarta-feira de cinzas, mas de fogo.

"Essas coisas que acontecem são tão desgastantes. Se feri alguém, não foi intencionalmente. O importante em tudo isso não é a religião. Jesus não é religião, é presença, vida. Pela religião as pessoas se matam, existem guerras e nós queremos falar do amor, não pregar religião". 

Barros comentou também seu relacionamento com o ex-jogador de futebol Gilmar dos Santos, com quem é casada há 18 anos. "Nunca passou pela minha cabeça que eu fosse casar com um jogador de futebol. O conheci quando tinha 17 anos em um evento para jovens no Rio de Janeiro. Começamos uma amizade muito bonita e durante nove meses pudemos nos conhecer melhor", disse a cantora.

A atração apresentada pela jornalista Mariana Godoy e com participação da cantora Aline Barros, na RedeTV!  Com informações da Folhapress. 

FONTE: Noticias ao Minuto/Fama/Folha Press - 01/04/18 

TNF: Domingo, 1º de Abril de 2018 - 11h20min. 

 




ISMAEL VERSUS ISAQUE:

Entendendo as raízes do conflito. 

“E ele será homem feroz, e a sua mão será contra todos, e a mão de todos

contra ele;  e habitará diante da face de todos os seus irmãos”

(Gênesis 16;12) 

 A relação entre Ismael e Isaque está registrada na Bíblia Sagrada. A impaciência na espera da promessa divina de que Abraão (já idoso) e Sara (além de idosa, estéril) teriam um filho levou os patriarcas a utilizarem de um expediente legal e cultural da época: em que Agar, a escrava de Sara, se tornaria uma espécie de mãe de aluguel; contudo, o filho dessa união, Ismael, seria considerado legalmente como filho de Abraão e Sara. O que de fato se consumou, porém, não sem criar uma grande rivalidade entre Sara e sua serva (Gn.16:2-4).

Deus envia seu anjo para salvar Agar e seu filho Ismael: “Disse-lhe também o anjo do Senhor: Eis que concebeste, e darás à luz um filho, e chamarás o seu nome Ismael; porquanto o Senhor ouviu a tua aflição” (Gn.16:11). Além da promessa de proteção e bênção há a profecia de que Ismael será homem de guerra e estará como uma afronta diante de seus irmãos: “E ele será homem feroz, e a sua mão será contra todos, e a mão de todos contra ele; e habitará diante da face de todos os seus irmãos” (Gn.16:12).

Promessa de nações a Abraão: “E te farei frutificar grandissimamente, e de ti farei nações, e reis sairão de ti” (Gn.17:6). Dessa promessa temos os doze príncipes de Ismael (Gn.17:20), os descendentes de Ismael são os árabes (Gn.25:12-18).  Após a morte de Sara, o patriarca Abraão casou-se com Quetura e teve concubinas com quem teve outros filhos, porém nenhum deles se tornou herdeiro de Abraão, pois o mesmo os despediu ainda em vida, apenas com presentes (Gn.25:1-6).

O texto bíblico ainda cuida de dar a localização geográfica dos descendentes de Ismael e de Isaque, Ismael e seus descendentes foram: “E habitaram desde Havilá até Sur, que está em frente do Egito, como quem vai para a Assíria; e fez o seu assento diante da face de todos os seus irmãos” (Gn.25.18), enquanto a Isaque – como único herdeiro de Abraão – e à sua descendência, foi dado os limites da Terra Prometida: “Naquele mesmo dia fez o Senhor uma aliança com Abrão, dizendo: tua descendência tenho dado esta terra, desde o rio do Egito até ao grande rio Eufrates” (Gn.15:18; 26:3).

A relação histórica entre os descendentes de Ismael e Isaque

Os Árabes atacaram Judá durante o reinado de Jeorão (cf. 2Cr.21:16-17), o rei Uzias venceu os árabes (cf. 2Cr.26.1-7). Os árabes também se levantaram contra Judá durante o retorno do cativeiro pelo ministério de Neemias (Ne.2:19; 4:7; 6:1-2). Esses registros históricos tendem a confirmar a postura de hostilidade entre os descendentes de Ismael e seus irmãos “e habitará diante da face de todos os seus irmãos” (Gn.16:12).

A relação atual entre árabes e judeus é de rivalidade e disputa, não só no plano físico (terra), mas também, e sobre tudo, no plano espiritual (religioso). Com a ascensão islâmica liderada por Maomé a partir do século VII d.C. e a rejeição dos judeus de Medina ao pretenso ministério profético de Maomé, a sentença de inimizade entre muçulmanos e judeus foi proclamada. Os judeus, com o tempo, passaram a ser cidadãos de segunda classe nos países islâmicos, assim como os cristãos, sujeitos a tributos e impostos (jizia) para permanecerem em seus territórios.

Após as duas Guerras Mundiais houve uma atenção aos povos árabes. Os olhos do Ocidente se voltaram para o Oriente-Médio, em especial para o ouro negro (petróleo), que começou a jorrar na terra dos sheiks árabes. Também nessa época, com a presença de ocidentais, especialmente ingleses e franceses, os árabes começaram a deixar de serem predominantemente nômades, beduínos e passaram a construir novas cidades, grandes e modernas, com os dividendos do lucro do petróleo.

O conflito entre árabes e judeus intensifica-se com as ondas de imigração organizadas de judeus para a terra de Israel, a ascensão do ideal sionista e a vitória dos aliados na Primeira Guerra Mundial. No século XIX (1850 em diante), judeus perseguidos nos territórios nos quais estavam refugiados, começaram a voltar para a terra de Israel, juntando-se aos judeus que lá estavam, dando surgimento a novas cidades. Com o ideal sionista moderno liderado por Theodor Herzl foi convocado o Primeiro Congresso Sionista, na Basiléia, Suíça, em 29 agosto de 1897. Esse congresso foi a primeira reunião mundial de judeus em bases nacionais e seculares, onde os delegados elaboraram o programa do Movimento Sionista e declararam que o sionismo é: “um movimento que procura estabelecer na Palestina, um Lar Nacional para o povo judeu.” Na abertura do congresso Theodor Herzl declarou: “Na Basiléia foi fundado o Estado Judeu… Talvez daqui a cinco anos, com certeza em cinquenta, todos se darão conta disso.”

Durante a Primeira Guerra Mundial, o Império Turco-Otomano que apoiava a Alemanha é derrotado e expulso do Oriente-Médio pelos povos árabes e pelas tropas aliadas – em especial o Reino Unido e a França – o que teria garantido aos judeus o direito internacional para a reconstituição de um estado judaico totalmente independente da Turquia, garantido por uma “promessa” de ajuda dos Aliados, conforme a declaração Balfour. Com o fim da Primeira Guerra Mundial (1917), os britânicos ficaram com o território da chamada Palestina e a França com o Líbano e a Síria.

Em 1923, a Grã-Bretanha divide a sua zona em dois distritos administrativos, separados pelo rio Jordão, sendo que os judeus apenas seriam permitidos na zona costeira a oeste do rio (cerca de 25% da parte britânica). Os árabes rejeitam a divisão, receando de tornarem-se uma minoria e encorajados por um crescente nacionalismo árabe no Oriente-Médio. Diante da grande rejeição da Grã-Bretanha na região, o governo britânico entrega a resolução do problema às Nações Unidas, recém criada em 1947.

A Assembleia Geral das Nações Unidas determina a partilha da parte ocidental da Palestina (os 25% em disputa) entre um Estado Judeu e outro Estado Árabe, com base na concentração das populações, através da resolução 181. O que prontamente foi aceito pelo governo judaico provisório, apesar da grande diminuição da área prometida no fim da Primeira Guerra Mundial aos habitantes e sobreviventes do Holocausto. No dia 14 de Maio desse ano (1948) os israelenses declaram sua independência, já os árabes que haviam formado um estado em 75% do território (a Jordânia), recusam esta partilha. De lá para cá temos acompanhado as guerras que Israel tem travado para manter sua existência como nação.

Quando me perguntam sobre a solução do conflito, busco chamar a atenção de que foi na morte de Abraão que os seus filhos se encontraram em paz: “E Abraão expirou, morrendo em boa velhice, velho e farto de dias; e foi congregado ao seu povo; E Isaque e Ismael, seus filhos, sepultaram-no na cova de Macpela” (Gn.25:8-9a). Na morte do Messias há salvação e reconciliação entre os inimigos (Rm.5:10).

Não podemos esquecer da grande profecia de Isaías sobre a paz que haverá entre Israel, o Egito e a Assíria (atual Iraque): “Naquele dia Israel será o terceiro com os egípcios e os assírios, uma bênção no meio da terra. Porque o Senhor dos Exércitos os abençoará, dizendo: Bendito seja o Egito, meu povo, e a Assíria, obra de minhas mãos, e Israel, minha herança (Is.19;22-25). 

POR ALEXANDRE DUTRA:

Pastor Batista, Diretor dos Amigos de Sião, Mestrando Estudos Judaicos (USP)

FONTE: Extraido do Portal Gospel Prime.com

TNF: Sexta-feira, 16/03/18 - 09h05min.  

 




 

 CRISE HÍDRICA NA ÁSIA:

A crise da falta d'água na Índia: como a igreja pode ser parte da solução:

"O BANCO MUNDIAL PREVÊ QUE ELA SE TORNARÁ

A MAIOR CAUSA PARA GUERRAS NOSÉCULO 21".

 

KEN GNANAKAN & ATUL AGHAMKAR (*)

A água é absolutamente necessária para a sobrevivência humana. No entanto, acesso à água doce está se tornando crítico, especialmente em partes da Ásia e África. Cerca de 54% da Índia sofre com extremas tensões por falta de água. A crise tem se tornado mais evidente nos anos recentes com grande parte da Índia central sofrendo com severa escassez de água.

Razões pela escassez de água na Índia:

Aquecimento global e mudanças climáticas:


A crise ambiental global afeta a Índia e o todo o mundo.[1] Em uma palestra em 2009, o professor V. Ramanathan, advertiu sobre as geleiras dos Himalaias serem as mais ameaçadas pelo aquecimento global’[2] As geleiras dos Himalaias, que cobrem aproximadamente 1.900 km, atravessando oito países, são a fonte de água potável, irrigação e energia hidroelétrica para cerca de 1.5 bilhões de pessoas. As geleiras estão se esgotando em uma velocidade alarmante e isto reduzirá o fluxo de água nos rios indianos como o Ganges e Brahmaputra.

Crescimento populacional e urbanização:

Analistas populacionais projetam que até 2050, cerca de 60% dos indianos viverão em áreas urbanas, onde existe uma lacuna cada vez maior entre o suprimento e demanda de água doce. A crescente demanda por uso doméstico da água nos centros urbanos coloca imensa pressão sobre recursos cada vez menores.

Agricultura:

A agricultura é o meio de subsistência de grande parte da população. Aproximadamente 50% da água disponível é consumida pela agricultura, que, juntamente com o aumento populacional, leva à escassez.[3] É um problema global também; estima-se que até 2050 a agricultura mundial irá demandar o dobro de água utilizado para alimentar o mundo.

Geração de energia:

Com o rápido crescimento econômico e aumento de consumo de energia per capita, a demanda por eletricidade está em constante crescimento. O setor de energia, especialmente as usinas hidrotérmicas, demandam quantidades imensas de água. Muita desta energia é consumida pelas cidades, deixando quase 40% das moradias rurais privadas de energia.

Indústria:

Diversas indústrias consomem vastas quantias de água. O constante aumento de demanda por água na indústria ameaça também os níveis de água da superfície.

 


Conflitos por água:

Como a água é um recurso natural tão essencial, não é surpreendente que o Banco Mundial prevê que ela se tornará a maior causa para guerras no século 21. Na Índia, os conflitos pela água existem em diversos níveis, desde brigas ao lado dos poços nos vilarejos até disputas interestaduais pela água. Estes pequenos conflitos poderão se tornar grandes guerras pela água no futuro. Listados a seguir estão alguns dos grandes problemas na Índia:

Compaixão cristã como parte da solução:

O Sul Asiático, especialmente a Índia, enfrenta crises agudas de falta de água. A falta de acesso a água, fome, doenças e problemas de saneamento estão interligados. O aumento da urbanização em breve tornará estes desafios ainda mais difíceis de gerenciar. Somente uma governança boa e responsável além de responsabilidade individual irá trazer a mudança tão necessária.

Os cristãos na Índia têm uma excelente oportunidade para tomar iniciativa, em parceria com a igreja global, lançando projetos que não somente abordam a questão de falta da água, mas que também oferecem soluções de longo prazo para a crise hídrica de acordo com o compromisso de demonstrar o amor de Cristo às pessoas afetadas.

Os cristãos possuem o potencial para demonstrar compaixão durante tempos de crise. São em tempos assim que as pessoas mais fracas e de castas mais baixas se tornam ainda mais vulneráveis e desprovidas. Os cristãos têm a oportunidade de iniciar a tarefa de educação da população sobre a preservação e uso da água, distribuição igualitária e justa, e garantir que a população mais carente da comunidade tenha acesso à água. Tudo isto pode ser feito da forma mais semelhante possível a Cristo para que todas as pessoas, independentemente de casta ou religião, tenham acesso igual à água na Índia. 

FONTE: Portal de Notícias Cristãs

TNF: Terça-feira, 13/03/18 - 09h44min. 

 




 

Mais de 3 mil missionários evangelizaram na Coreia do Sul

durante as Olimpíadas de Inverno: 

 

As Olimpíadas de Inverno realizadas na cidade de Pyeongchang, Coreia do Sul, chegaram ao fim no último final de semana. Para quem acompanhou pela TV, pode parecer que a fé não era um assunto tratado na cidade, mas longe dos holofotes, aproximadamente três mil missionários cumpriram o “Ide”.

Um batalhão de missionários sul-coreanos e de outras nacionalidades se dividiram entre Gangneung (cidade onde as competições indoor foram realizadas) e a sede oficial, Pyeongchang.

De acordo com informações do portal Religion News Service, o número de missionários enviados às Olimpíadas de Inverno é recorde. Marty Youngblood, líder da equipe de missionários da Convenção Batista da Geórgia, já viajou para evangelizar em cinco edições dos jogos e afirmou que 2018 foi o ano com mais voluntários.

A Coréia do Sul, que tem 29% da população cristã (com maioria de protestantes), é tida como um país com altos níveis de tolerância religiosa. Os Jogos de Inverno atraíram equipes de Batistas, Presbiterianos e Metodistas. As Testemunhas de Jeová e os Mórmons também enviaram missionários, com cada grupo compartilhando o Evangelho à sua maneira.

As Igrejas Cristãs Unidas da Coreia, uma coalizão de 144 congregações locais, estão ajudaram os grupos missionários estrangeiros a organizar locais de reunião e hospedagem, e aprender sobre a cultura coreana. As igrejas locais estão aproveitando as Olimpíadas à sua porta. Muitos estabeleceram estações de boas-vindas em estacionamentos, onde distribuem lanches, café e literatura cristã.

Além da oferta de café e lanche, a Igreja Presbiteriana de Somang – localizada à sombra dos locais de competição – apresenta uma orquestra ao vivo e membros da igreja vestidos com trajes tradicionais. É apenas uma das 26 igrejas locais em Gangneung com ministérios de divulgação olímpica.

Além disso, há um centro de ajuda da Igreja de Jesus Cristo do Santos dos Últimos Dias, um prédio de dois andares, oferecendo bebidas quentes e um espaço de recarga de bateria dos celulares, tablets e notebooks.

Myungsu No, um ministro do campus em Seul, diz que seus alunos da União de Estudantes Batista usam o comércio de pinos – um passatempo – para espalhar o Evangelho. Enquanto os atletas e os espectadores trocam pinos que tipicamente retratam um determinado país, esporte ou equipe, os grupos missionários distribuem um pino de lapela com a inscrição “Mais do que o ouro”, lembrando o slogan de um grupo missionário que evangelizou durante jogos olímpicos da década de 1990.

A referência é ao Salmo 119:127, que declara que os mandamentos de Deus são amados “mais do que o ouro”. Por outro lado, a referência ao ouro nas Olimpíadas lembra a maior recompensa disponível a um atleta que compete. A mensagem é que existe uma recompensa maior a ser buscada na vida, através da fé.

FONTE: Portal Gospel Mais

TNF: Domingo, 04/03/18 - 11h57min. 

 




 

NIGÉRIA: 

Cristãos são mortos ao tentarem resgatar meninas

sequestradas pormuçulmanos na Nigéria: 

O cenário de perseguição religiosa aos cristãos na Nigéria já está sendo descrito como um verdadeiro “caos”. Quando não são atacados, os muçulmanos radicais

também sequestram e obrigam meninas a se converterem ao islã. Algumas são feitas de “esposas” e outras de escravas sexuais. 

Querendo impedir que mais um grupo de meninas fossem escravizadas, um grupo de cristãos decidiu tentar, por conta própria, resgatar as garotas. A iniciativa surgiu após o governo local não tomar providências, mesmo com o grande número de denúncias e casos de violência contra os cristãos.

No total, 12 cristãos foram mortos e outros 20 ficarm feridos em Kasuwan Magani, no norte da Nigéria, durante a tentativa de resgate, segundo informações da agência ‘Morning Star News’ publicadas na última terça-feira (27). “Os nomes dos mortos não estão prontamente disponíveis para mim no momento, mas posso confirmar que são cristãos mortos na área cristã da cidade”, disse James Madaki, da Igreja ‘Winning All’.

Ainda segundo Madaki, os extremistas quiseram espalhar pânico e terror na cidade, também queimando a casa de todos os moradores: “Os muçulmanos não apenas atacaram os cristãos que foram resgatar as meninas, mas também foram ao redor da cidade, atacando todos os cristãos que estavam em seu caminho e queimaram as casas dessas pessoas”, disse ela.

“Esta é a prática dos muçulmanos no estado de Kaduna. Eles sequestram pequenas garotas cristãs e as forçam a se tornarem muçulmanas. Quando os cristãos tentam impedir isso, os muçulmanos as atacam”, disse Omega Funom, um dos moradores locais.

Recentemente noticiamos outro caso semelhante, onde um grupo de muçulmanos da etnia Fulani, também da Nigéria, incendiou 12 casas e assassinou vários cristãos na aldeia de Zanwra. Na ocasião, o pastor Biri Gado, de uma igreja evangélica local, afirmou que apesar das denúncias, os militares não socorreram os cristãos da aldeia.
Ao que parece, a perseguição religiosa de muçulmanos contra os cristãos da Nigéria é algo chancelado pelas autoridades locais. Ou no mínimo ignorada. Para o Rev. John Hayap, porta-voz da Associação Cristã da Nigéria, no norte do país, a oração é a única alternativa, mas também o apelo por paz e tolerância:
“Eu me sinto muito triste com essa violência contra os cristãos, mas o que mais podemos fazer do que orar e pedir a intervenção de Deus? Continuaremos a pregar a paz e a tolerância em nossas igrejas, não importa o nível de provocação de nossos vizinhos muçulmanos”, disse ele.
FONTE: Gospel Mais - 03/03/18
TNF: Domingo, 04/03/18 - 11h40min.



 

FAMÍLIA: BENÇÃO DE DEUS. 

BÊNÇÃO PARA TODAS AS FAMÍLIAS . 

 

CRÉDITOS: ESPERANÇA.COM 

“A esperança de Israel estava incluída na promessa feita no chamado de Abraão, e posteriormente repetida uma e outra vez a seus descendentes: ‘Em ti serão benditas todas as famílias da Terra’ (Gn 12:3). Ao ser desdobrado a Abraão o propósito de Deus quanto à redenção do homem, o Sol da Justiça brilhou em seu coração, e as trevas que nele havia foram dispersas. E quando, afinal, o Salvador mesmo andou entre os filhos dos homens e com eles falou, deu testemunho aos judeus sobre a gloriosa esperança do patriarca, de livramento por meio da vinda de um Redentor. ‘Abraão, o pai de vocês, alegrou-se por ver o Meu dia’, Cristo declarou, ‘e ele viu esse dia e ficou alegre’ (Jo 8:56)” (Profetas e Reis, p. 683). 

O MAIS ADEQUADO SÍMBOLO DO CÉU:

“O lar [deve ser] tudo quanto está implícito nessa palavra. Deve ser um pequeno Céu na Terra, um lugar onde se cultivem as afeições em vez de serem estudadamente reprimidas. Nossa felicidade depende do cultivo do amor, da simpatia e da verdadeira cortesia de uns para com outros. 

“O mais agradável símbolo do Céu é um lar presidido pelo Espírito do Senhor.  Se a vontade de Deus é cumprida, o marido e a esposa se respeitarão  mutuamente e cultivarão

amor e confiança” .(O Lar dventista, p. 15).  

DISCIPLINAR COM ORAÇÃO:

“Meus irmãos e irmãs, peço a vocês que criem seus filhos com simplicidade. Não ralhem com eles quando erram, mas levem-nos ao Senhor, contando-Lhe tudo. Quando vocês se ajoelham diante de Deus com seus filhos, Cristo Se coloca ao seu lado, e os anjos de Deus, ao seu redor. Ensinem-nos a pedir que Deus lhes perdoe por terem sido rebeldes e impacientes. Criem os filhos na doutrina e admoestação do Senhor. Sejam homens e mulheres de oração” (Filhas de Deus, p. 154).

“Administrem as regras do lar com sabedoria e amor, e não com vara de ferro. As crianças corresponderão com uma obediência voluntária à regra do amor. Elogiem seus filhos sempre que possível. Tornem a vida deles tão feliz quanto possível. […] Conservem macio o terreno do coração, por meio da demonstração de amor e afeto, preparando-o assim para a semente da verdade. Lembrem-se de que o Senhor dá à terra não somente nuvens e chuva, mas a linda e risonha luz solar, fazendo com que a semente germine e apareçam as flores. Lembrem-se de que as crianças necessitam não somente de repreensão e correção, mas também de motivação e elogio, a grata satisfação das boas palavras” (O Lar Adventista, p. 18). 

LAR ALEGRE E FELIZ:

“Nunca se esqueçam de que vocês devem tornar o lar alegre e feliz para si mesmos e para seus filhos, absorvendo os atributos do Salvador. Se vocês introduzem Cristo no lar, discernirão o bem do mal. Vocês estarão aptos a ajudar seus filhos a serem árvores de justiça, dando os frutos do Espírito.

“Podem sobrevir aflições, mas isso é a sina da humanidade. Que a paciência, a gratidão e o amor mantenham no coração a luz solar, embora o dia seja sempre nublado.

“O lar pode ser simples, mas pode sempre ser um lugar em que se profiram palavras alegres e se pratiquem atos de bondade, onde a cortesia e o amor sejam hóspedes constantes. […]

“Vocês não devem ter contendas em sua família. ‘Mas a sabedoria lá do alto é, primeiramente, pura; depois, pacífica, gentil, amigável, cheia de misericórdia e de bons frutos, imparcial, sem fingimento. Ora, é em paz que se semeia o fruto da justiça, para os que promovem a paz’ (Tg 3:17, 18). É a cortesia e a paz que precisamos ter em nossos lares” (O Lar Adventista, p. 17, 18).

DEUS É HONRADO POR UM LAR CRISTÃO:

“Pais e mães que põem a Deus em primeiro lugar na família e ensinam os filhos a considerar o temor do Senhor como o princípio da sabedoria, glorificam a Deus diante dos anjos e dos homens, oferecendo ao mundo o espetáculo de uma família bem-dirigida e bem-educada – uma família que ama e obedece a Deus e contra Ele não se rebela. Cristo não será um estranho numa família assim; Seu nome lhes será familiar e O reverenciarão e glorificarão. Os anjos se deleitam numa família em que Deus reina soberano e os filhos são ensinados a honrar a religião, a Bíblia e o Criador. Essa família tem direito à promessa: ‘Aos que Me honram, honrarei’ (1Sm 2:30). Quando de uma casa assim o chefe sai a cumprir os seus deveres cotidianos, será sempre com espírito manso e submisso, adquirido pela sua comunhão com Deus.

“Unicamente a presença de Cristo pode tornar homens e mulheres felizes. Todas as águas comuns da vida, Cristo pode transformar em vinho do Céu. O lar se torna então como um Éden de bem-aventurança; a família, um belo símbolo da família no Céu” (O Lar Adventista, p. 27, 28). 

OS MELHORES MISSIONÁRIOS PROVÊM DE LARES CRISTÃOS

“Os missionários do Mestre preparam-se melhor para a obra lá fora em lares cristãos, onde Deus é temido, onde Deus é amado, onde Deus é adorado, onde a fidelidade se tornou segunda natureza, onde não se permite dar aos deveres domésticos descuidosa e casual atenção, onde a tranquila comunhão com Deus é considerada essencial ao fiel cumprimento dos deveres diários” (O Lar Adventista, p. 35). 

UM ARGUMENTO INCONTESTÁVEL:

“Um lar cristão bem-ordenado é poderoso argumento em favor da realidade da religião cristã – argumento que o incrédulo não pode contradizer. Todos podem ver que há na família uma influência em atividade, a qual afeta os filhos, e que o Deus de Abraão está com eles. Se os lares dos professos cristãos tivessem um molde religioso correto, exerceriam uma poderosa influência para o bem. Seriam na verdade a luz do mundo” (O Lar Adventista, p. 36). 

SÃO MAIS NECESSÁRIOS HOMENS BONS QUE GRANDES INTELECTUAIS:

“A felicidade de famílias e igrejas depende das influências familiares. Os interesses da eternidade dependem do devido desempenho dos deveres desta vida. O mundo não necessita tanto de grandes mentes como de homens bons, que serão uma bênção em seu lar” (O Lar Adventista, p. 37, 38). 

FONTE: Esperança.com - 18/02/18 

TNF: Domingo, 25/02/18 - 02h47min. 

 




 

 CINCO MINUTOS COM JESUS:

MENSAGEM DE ESPERANÇA - DE HORA LUTERANA

Para: Domingo, 28 de janeiro de 2018

Texto: Lucas 4.38-44

“Mas Jesus disse: — Eu preciso anunciar também em outras cidades a boa notícia do Reino de Deus, pois foi para fazer isso que Deus me enviou.” (Lc 4.43)

Uma multidão persegue Jesus. E é uma multidão abatida, mas esperançosa. São pessoas que levavam seus amigos enfermos em busca de cura. Pessoas preocupadas, correndo atrás de um milagre. Pessoas que procuraram Jesus, até achá-lo. E “quando o encontraram, eles não queriam deixá-lo ir embora”. Elas querem o alívio, a cura, o recomeço.

Jesus, então, diz algo que soa antipático: “Eu preciso anunciar também em outras cidades a boa notícia do Reino de Deus, pois foi para fazer isso que Deus me enviou” (Lc 4.43).

Se você recebe o diagnóstico de um câncer, convive com uma doença degenerativa, ou está gravemente doente, sem dúvida gostaria da cura, da possibilidade de afastar o que causa sofrimento. Se você soubesse de uma nova possibilidade de tratamento, talvez acompanhasse a multidão. A dor, a angústia de encarar nossa fragilidade e a própria morte nos fazem correr atrás de alívio. Todos queremos cura.

Mas Jesus parece antipático. Ele não quer ficar com os doentes? Não têm piedade dos que sofrem? Ao contrário: ele olha para os sofredores. Mas seu olhar é mais profundo e vai além das nossas feridas e doenças. Ele olha o nosso coração, e vê o futuro. Ele sabe que há uma cura ainda mais importante. Que a própria morte precisa ser derrotada. Que cada passo que dá em direção à cruz é uma caminhada para a cura completa, para a libertação final de todo ser humano, com a conquista da ressurreição.

Por isso, ele precisa ir anunciar a boa notícia: Deus se fez gente e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade. Deus entre nós! Deus trazendo a cura para o pecado, trazendo perdão e vida. Deus anunciando e dando o seu Reino a nós: “Venham a mim, todos vocês que estão cansados… e eu lhes darei descanso” (Mt 11.28). Doentes, cansados, tristes, deprimidos, traídos, desesperados… Em Jesus, encontramos a cura: o seu descanso, a sua paz.

Oremos: Jesus, dá-me o teu descanso. Amém.