Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ATUALIZAÇÕES:
O MUNDO:  (15-07-2019)
BICHINHOS:  (08-07-2019)
CIDADANIA:  (08-07-2019)
INÍCIO:  (08-07-2019)
EDUCAÇÃO:  (30-05-2019)
CENÁRIO IMOBILIÁRIO  (28-03-2019)
ECONOMIA:  (21-03-2019)
POLICIA:  (28-02-2019)
FUTEBOL AMADOR:  (21-02-2019)
MUNDO CRISTÃO:  (21-02-2019)
ENQUETE:
O Novo Congresso melhorá a vida do Nordestino?
Espero que Sim
Não Acredito
Será Continuísmo
Nenhuma
Ver Resultados

Rating: 0.0/5 (0 votos)

ONLINE
1




Partilhe esta Página



WEB RÁDIO UNIÃO DIVINA:

POR RAZÕES FINANCEIRAS,

FORA DO AR TEMPORARIAMENTE.

DESCULPE-NOS POR FAVOR! 

BREVEMENTE RETORNAREMOS.

 

 

 


MUNDO MULHER:
MUNDO MULHER:

 "Uma mulher bonita não é aquela de quem se elogiam as pernas ou os braços,  mas  aquela cuja inteira aparência é de tal beleza que não deixa possibilidades para admirar as partes isoladas".

(SÊNECA)  




 Uma página dedicada a ELAS e para ELAS, com carinho.

-Participe! Deixe seu comentário no final da Página!

O espaço é seu, mulher.  




 ONU:

Tema do Dia Internacional da Mulher será tecnologia e inovação.

A Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres, mais conhecida como ONU Mulheres, divulgou hoje (23) o tema do Dia Internacional da Mulher em 2019. Segundo a organização, este ano a data, celebrada em 8 de março, terá o seguinte mote: "Pensemos em Igualdade, Construção com Inteligência e Inovação para a Mudança".

Como explica em nota, a ONU Mulheres chegou a esse conceito após considerar que o aperfeiçoamento de sistemas de proteção social, acesso aos serviços públicos e infraestrutura sustentável pode contribuir para a defesa da igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres.

Segundo a nota, para que se atinjam, até 2030, os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), é necessário investir em "planejamentos que rompam com a situação habitual, a fim de eliminar as barreiras estruturais e garantir que nenhuma mulher e nenhuma menina fique para trás". O ideal seria a criação de sistemas, que possam abranger desde o banco móvel até a inteligência artificial e a internet das coisas, que proporcionem mais inclusão a essa parcela populacional. 

"A inovação e a tecnologia trazem oportunidades sem precedentes. No entanto, as tendências atuais indicam que as lacunas digitais estão se ampliando e que as mulheres estão representadas de maneira insuficiente nos campos da ciência, tecnologia, engenharia, matemática e design", diz trecho da nota. "Isso impede desenvolver e influir no desenvolvimento de inovações sensíveis ao gênero que permitam alcançar benefícios transformadores para a sociedade."

A entidade finaliza a mensagem dizendo que o Dia Internacional da Mulher de 2019 abordará visões sobre as lideranças da indústria, as empresas emergentes que estão mudando o panorama no mundo dos negócios, as empreendedoras e os empreendedores sociais, as ativistas e os ativistas que trabalham em favor da igualdade de gênero e as mulheres inovadoras, com o objetivo de examinar como a inovação pode eliminar barreiras.

 

FONTE: Agência BrasilPublicado em 23/01/2019 - 16:04 - Por Letycia Bond - Repórter da Agência Brasil-Brasília.

TNF: Quarta-feira, 30/01/19 - 17h38min. - Fortaleza-Ce. 

 




 

A DIVA DO CINEMA:

A ÚLTIMA SESSÃO FOTOGRÁFICA DE MARILYN MONROE.

Em três dias e três noites, o fotógrafo nova-iorquino Bert Stern tirou mais de duas mil fotografias à diva do cinema, Marylin Monroe. Numa suite, num hotel de luxo em Los Angeles, a actriz cedeu-lhe o privilégio de ser o último para quem posava. Seis semanas depois era encontrada sem vida e estas imagens, captadas há quase cinquenta anos, continuam a dar a volta ao mundo em inúmeras exposições.


© obvious: 

A suite 261 do Hotel Bel-Air, em Los Angeles, e três garrafas de champanhe Dom Pérignon de 1953 foram as duas exigências que a estrela de cinema Marylin Monroe impôs a Bert Stern para se deixar fotografar.

Mal imaginava o nova-iorquino que ao aceitar estas condições estaria não só frente-a-frente com a mulher que tanto ambicionava conhecer, como seria o último a fotografá-la. Em 1962 e com apenas 36 anos de idade, Norma Jean Baker( o seu verdadeiro nome) já tinha deixado de lado a imagem que conquistara tantos admiradores.

Ou talvez não. Em “Os Inadaptados” (1961), de John Huston, a personagem da actriz curiosamente tem uma fala em que diz: “Todos pensam que sou alegre”. E, na vida real, era mesmo isso que acontecia. Todos idealizavam uma Marylin feliz, sem dramas nem problemas, porque afinal isso só acontecia ao comum dos mortais. Ela era uma diva, uma das mulheres mais bonitas do planeta, mas não era uma mulher real aos olhos do público.

Bern Stern não era excepção. O fotógrafo, hoje com 82 anos, era conhecido pelos seus trabalhos na moda e em publicidade, tendo também sido o autor de algumas cenas fotográficas do filme “Lolita”, de Stanley Kubrick. E queria conhecer Marylin. Queria despi-la e registar esses momentos. Durante três dias, foram tiradas mais de duas mil imagens. Sessenta estão agora expostas no Centro Cultural de Cascais (Fundação D.Luis I), depois de terem passado por São Paulo, Londres, Paris e Seul.



© obvious: 

Voltando à sessão. Com cinco horas de atraso, a actriz chega finalmente ao hotel. E, pouco a pouco, Bern vai conseguindo relaxá-la - ele e os copos de champanhe - e disparando os flashes. Já sem qualquer roupa, Marylin deixa-se fotografar em diversas poses por entre os lençóis e o chão da suite. Até que, a dada altura, acaba por adormecer. As garrafas de Dom Pérignon iam ficando cada vez mais vazias.

Mesmo assim, a sessão do fotógrafo não abala a eterna imagem de Marylin. Tinha sido operada ao abdómen, tinham-lhe tirado a vesícula, mas não quis disfarçar a cicatriz, como Bern lhe tinha sugerido. Queria mostrar “a sua imperfeição”. Esse seu lado, que muitos se recusavam a aceitar. Apenas seis semanas depois, foi encontrada morta, nua (como na última sessão), pela enfermeira pessoal. Os testes confirmaram que estava sob o efeito de drogas (um dos problemas com os quais se debatia no dia-a-dia), mas ainda persistem as teorias de uma possível conspiração da CIA, pela sua ligação aos Kennedy.

© obvious: 

Publicadas ainda em 1962 na revista Vogue, as fotografias só viriam novamente a ser vistas no livro “The Last Sitting”, em 1982. Marylin Monroe, que (aparentemente) tinha tudo para ser feliz, afinal não o era. Uma imagem de perfeição que lhe atribuíram, uma lenda que criaram, levando-a à depressão e ao caos pessoal. Um retrato que não condiz com a simplicidade e ingenuidade das suas imagens. Talvez seja por isso que a realidade ficava atrás dos bastidores.



© obvious: 

FONTE: Revista Obvious - Publicado em Fotografia por Diana Ribeiro  

TNF: Sexta-feira, 25/01/19 - Fortaleza(Ce.) - Manuel Pereira

 




 

CÂNCER DE MAMA:

ESTUDO RELACIONA 12% DAS MORTES POR CÂNCER DE MAMA AO SEDENTARISMO. UMA PESQUISA PUBLICADA NA REVISTA NATURE COM COLABORAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE  REVELA QUE EM CADA 10 MORTES NO BRASIL, CERCA DE 12% PODERIAM TER SIDO EVITADAS .

 

Uma pesquisa publicada na revista Nature e que contou com a colaboração do Ministério da Saúde revela que uma em cada dez mortes em decorrência de câncer de mama no Brasil – cerca de 12% – poderiam ter sido evitadas com a prática de atividade física regular. De acordo com a pasta, os números mostram que, em 2015, 2.075 mortes poderiam ter sido evitadas se as pacientes realizassem pelo menos uma caminhada de 30 minutos ao dia cinco vezes por semana.

Segundo o ministério, um dos fatores que causam o câncer de mama é o excesso de estrogênio no organismo, que pode levar à formação de mutações e carcinogênese estimulando a produção de radicais. A pasta destacou que a atividade física, por sua vez, diminui o estradiol e aumenta a globulina de ligação a hormonas sexuais, provocando uma redução de circulantes inflamatórios e aumentando as substâncias anti-inflamatórias.

Estados

Os números mostram que os estados brasileiros com melhores indicadores socioeconômicos apresentaram as maiores taxas de óbitos de câncer de mama atribuível à inatividade física. O Rio de Janeiro aparece em primeiro lugar, seguido pelo Rio Grande do Sul e por São Paulo. Apesar de não aparecerem no topo da lista, estados do Norte e Nordeste, segundo a pasta, passam por uma transição de mortalidade, aumentando o número de óbitos por doenças crônicas e diminuindo as resultantes de outros tipos.

Atividade física

De acordo com o ministério, a pesquisa também chama atenção para o impacto de outros fatores de risco para o câncer de mama – 6,5% dos óbitos provocados pela doença são atribuídos ao uso de álcool, índice alto de massa corporal e dieta rica em açúcar. A pasta reforçou que a adoção de um estilo de vida saudável evitaria 39% das mortes por doenças crônicas, que respondem por 76% das causas de morte no Brasil.

“Se a saúde/doença da população brasileira continuar a tendência atual, com grande crescimento da doença crônica em adultos jovens, não haverá financiamento suficiente para o SUS, devido ao alto custo da doença crônica”, avaliou a diretora do departamento de Vigilância de Doenças e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde, Fatima Marinho.

Números

Dados da última Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) 2017 apontam que 13,9% das mulheres das capitais brasileiras são sedentárias. O número é maior entre as que têm mais idade, mas também entre as jovens de 18 a 24 anos (21%).

O estudo mostra ainda que 51,3% delas praticam atividade física de forma insuficiente – não alcançam o equivalente a pelo menos 150 minutos semanais de atividades de intensidade moderada ou pelo menos 75 minutos semanais de atividades de intensidade vigorosa.

Por: Sabrina Craide - Agência Brasil - 20/10/18

TNF: SÁBADO, 20/10/18 - 19h35min.

 




 

RACISMO:

OFENSAS A MODELOS NEGRAS SÃO REGISTRADAS COMO RACISMO: 

HOMENS FIZERAM PIADAS EM GRUPO DE WHATSAPP E AS COMPARARAM A ESCRAVAS.

Nesta segunda-feira (15), uma conversa em um grupo de WhatsApp foi registrada como caso de racismo. Três homens são acusados do crime por terem feito ofensas a modelos negras que participavam de um desfile em Brasília, no Distrito Federal.

Na conversa, um deles chegou a compará-las a escravas. Outro integrante tentou repreender as ofensas, mas um deles, chamado Danilo, chegou a defender o comportamento.

– Agora o cara é obrigado a achar as preta bonita ? [sic] – escreveu Danilo.

O organizador do evento e presidente da Central Única das Favelas (Cufa), Bruno Kesseler, ficou sabendo da conversa pela internet e então registrou o caso como racismo.

– Não vamos deixar que isso passe impune, que as pessoas achem que isso é normal – declarou Kesseler.

O desfile Top Cufa é dedicado a mulheres de periferia e não apenas negras. Mesmo assim, a delegada responsável pelo caso, Erica Macedo, afirmou que há elementos que justifiquem uma investigação por racismo. Ao contrário de injúria racial, quando a ofensa é direcionada a uma pessoa, o racismo é um crime inafiançável e imprescritível.

CONVERSA DE WATTSAPP É PROVA EM INVESTIGAÇÃO DE RACISMO

(FOTO: REPRODUÇÃO)

FONTE: Portal Pleno News - 16/10/18 - 09h44min.

TNF:  Terça-feira, 16/10/18 - 12h21min.

 




 

MORRO SEM AMIGOS, MAS NÃO SUSTENTO FALSIDADE:

FONTE: Revista Obvious - Por Marcel Camargo

Fique só, comece de novo, conheça novas pessoas, mas não mantenha contatinhos superficiais que te enxergam como estepe, como segunda ou terceira opções.

sei-mais-830x450.jpg

A importância das amizades é incontestável, porém, amigos de fato são poucos, ainda mais nessa época que vivemos, em que as aparências e o status são perseguidos a todo custo. Muitos, por isso, tornam-se capazes de trocar um amigo de anos por alguém que acabou de conhecer, caso este lhe traga confortos materiais e popularidade.

Quando somos adolescentes, o diferente e proibido brilha aos nossos olhos, levando-nos a valorizar quem possua muito do que queríamos, mas tememos. Portanto, em vista da necessidade de serem aceitos, é até explicável o fato de jovens trocarem de amigos equivocadamente. No entanto, adultos formados e com princípios sólidos não possuem esse benefício da dúvida, justamente porque amadurecer implica o entendimento de que o que vem de dentro é muito mais importante do que o externo, a superfície.

Mesmo assim, ainda assistimos a pessoas adultas buscando avidamente por aquilo que o dinheiro compra, mas não finca raízes em coração algum. Nessa toada, perdem-se de si mesmos, perdem-se de suas origens, perdem as pessoas verdadeiras, que torcem por elas, sem ressalvas, enquanto saem à procura de quem possa lhe emprestar status, popularidade, conforto material. Vivem como se amor pudesse ser moeda de troca, como se o brilho social pudesse amenizar as dores da alma. Mera ilusão.

Quando a dor chega, quando a tempestade se forma, quando a escuridão de dentro se torna densa e insuportável, nada poderá trazer mais alento do que uma mão segura e verdadeiramente amorosa nos retirando da tormenta íntima que nos assola. Ninguém compra solução de problemas emocionais, vá lá se escamoteiam seus sintomas através de remédios. Porém, nenhum conforto se iguala a um ombro amigo, que nos recebe com amor que transborda.

Não sustente falsidade, nem corra atrás de quem não te espera. Não procure demais por quem sabe exatamente onde você está e jamais perca o amor próprio por conta de humilhações desnecessárias com quem nem se lembra da sua existência. Fique só, comece de novo, conheça novas pessoas, mas não mantenha contatinhos superficiais que te enxergam como estepe, como segunda ou terceira opções. Tenha um amigo que seja, mas não se perca entre relacionamentos vazios e sem amor. Você merece um amigo de verdade.

TNF: Sexta-feira, 05/10/18 - 09h20min.




 

NÃO VAI RIR?

FONTE: Revista Obvious - Por Samila Calais

Na TV faziam piada com a sua cor. Nas rodinhas contavam aquela do negão.    “Só faz merda”, “macaco”, “coisa de preto”.   Risos. Acuada. Quieta. Cismada.

Ela não era tímida. Definitivamente. Se sentia acuada. “Só se soltava no meio dos pretos”, diziam. “Preta cismada”, rotulavam. Mas ela só se sentia acuada. Desde muito nova era assunto nos locais que frequentava. Assunto não. Piada. Riam do cabelo, trançado desde a raiz, com um penduricalho colorido nas pontas. Riam da pobreza, que a impedia de ter tudo o que precisava para fazer parte daquele mundo. Riam da pele, que escura como a noite, contrastava com a luz do dia que transparecia do seu sorriso sincero. Na TV faziam piada com a sua cor. Nas rodinhas contavam aquela do negão. “Só faz merda”, “macaco”, “coisa de preto”. Risos. Acuada. Quieta. Cismada.

Hoje, dona das suas vontades, exibe sem medo dos risos sua pele escura e seu sorriso luminoso. Passou por caminhos difíceis e viu que para ela aquilo não era piada. Que aquilo só a diminuía e que ela não podia nem devia ficar calada. E não ficou. Além da TV, das rodinhas e piadinhas, tinha a internet. Lá ela leu tudo de pior sobre sua cor, seu povo. Brigou, lutou e segue firme. Continua sendo a “preta cismada”. Mas agora é a preta que não aceita piadas racistas. Ela não é “suas negas”.

girl-1868930_1920.jpg

CRÉDITOS: Revista Obvious

Você já ouviu falar que o mundo está ficando chato? Que não dá mais para fazer piada, não pode mais falar sobre nada? Dia a dia vemos diversos humoristas e pessoas comuns que ainda não perceberam que os tempos mudaram e que piadas racistas, homofóbicas, machistas, gordofóbicas etc. não têm mais graça para algumas pessoas (se é que algum dia realmente tiveram). Quem antes só se sentia acuado, agora tem lugar de fala. Quem antes só abaixava a cabeça, agora tem consciência do que machuca. E no alto desse lugar conquistado o preconceito não passa batido. Pelo contrário, o preconceito é combatido, colocado em pauta. A garota do começo do texto representa muita gente que ficou com marcas pesadas por ser tema de piadas e não saber como se defender. Por simplesmente rir ou abaixar a cabeça, por não perceber isso como uma segregação. Por não entender a graça de ser como é.

Quando esse tema surge sempre vem alguém e pergunta: piada com preto não pode, mas chamar branco de palmito pode? Não pode com gay, mas pode com português? A escolha, claro, é de quem faz. Mas pensando que brancos e portugueses não são mortos por serem simplesmente o que são, essas piadas não entram no mesmo balaio que as que fazem com pessoas e condições que segregam. Negros sofrem diariamente com comparações com bandido e são mortos por isso, mulheres têm no mundo todo desigualdade salarial e de oportunidade, transexuais não têm respeito algum quando se trata de relacionamentos amorosos, gordos são motivo de desprezo por padrões de beleza. Por que fazer piada disso? Que graça tem rir de quem já sofre diariamente com a sua própria condição?

Você é mulher e não liga para piadas machistas? Tudo bem, é um direito seu. Mas, quando alguma mulher disser que a piada foi misógina, escute, tente entender o porquê dela não ter gostado e não diga apenas que é “mimimi”. De acordo com as vivências, tudo o que sofreu e lutou, ela está no direito de se incomodar. Se você é homem não é seu papel decidir se uma piada foi ou não machista. Os homens até podem escolher continuar falando como quiserem, mas têm que estar preparados para escutar que estão sendo machistas. Acredite, não é frescura.

Reclamar de uma piada não é censurar, é simplesmente reclamar de uma piada que atingiu alguém. Se uma pessoa se acha no direito de atacar uma mulher, tem que aguentar reclamações de que está sendo preconceituoso. E o pior ainda para um artista: tem que aguentar que não riam da sua piada, que seja considerado uma pessoa sem graça. Fere o ego, eu sei. Isso porque não estamos entrando nos termos legais, já que racismo é crime. Estamos falando apenas das “piadas”. Do humor que traz consigo enraizado todo o preconceito que enfrentamos na nossa sociedade.

Sim, ficou mesmo mais difícil fazer humor nos dias de hoje. Mais desafiador, na verdade. O que fazia rir há anos, hoje já não tem tanta graça. O que era sucesso garantido, hoje já não é sinônimo de audiência ou casa cheia. Pensar antes de fazer é difícil, eu sei. Pensar diferente do senso comum é mais complicado ainda. Hoje é mais engraçado fazer graça sem ofender! E para os fazedores de graça fica o conselho dos novos tempos: preconceito não tem graça.

TNF: Sexta-feira, 05/10/18 - 09h06min.

 




 

Após erro, blogueira fica com seio quadrado:

Há 10 anos a jovem colocou uma prótese de

silicone que  não foi feita de forma correta,

o que acarretou o problema.

 

CRÉDITOS: Instagram

Ablogueira de beleza, Yulia Debbagkh, contou recentemente em suas redes sociais que terá que passar por uma cirurgia para reparar os seios que estão ficando 'quadrados'. Há 10 anos ela colocou uma prótese de silicone que não foi feita de forma correta, o que acarretou o problema.

A russa divulgou fotos dos seios que parecem deformados e os comentários dos internautas não foram nada amigáveis. Em um deles um rapaz postou uma foto de uma placa com os dizeres "peitos quadrados". Já outro usuário escreveu "Espero que seus próximos seios sejam em forma de triângulo".

Agora a jovem tera que passar por uma cirurgia para a realizar a troca de implantes mamários. Ela disse aos seus seguidores do Instagram que no seu seio esquerdo “o implante não está rasgado, está simplesmente amarrotado", explicou.

 

FONTE: Notícias ao Minuto - 20/05/18

TNF: Domingo, 20/05/18 - 09h41min.

 




 

PERIGO: 

Veja quais os países mais perigosos para

as mulheres viajarem sozinhas.  

Muitos lugares ainda são bastante perigosos para uma turista mulher.

 

 CRÉDITOS: © Reuters

O empoderamento feminino traz consigo a busca pela liberdade, inclusive de ir e vir onde a mulher bem entender.   

Contudo, muitos lugares ainda são bastante perigosos para uma turista estar sozinha.    Conheça a seguir uma lista de 10 países, elaborada pelo 'Sapo', onde o sexo feminino deve se manter em alerta durante uma viagem.   O empoderamento feminino traz consigo a busca pela liberdade, inclusive de ir e vir onde a mulher bem entender.     Contudo, muitos lugares ainda são bastante perigosos para uma turista estar sozinha.      Conheça a seguir uma lista de 10 países, elaborada pela 'Trip', da 'Skyscanner', onde o sexo feminino deve se manter em alerta durante uma viagem.

1.Egito: "As mulheres notaram que os homens egípcios podem ser agressivos".   É importante cumprir as regras locais de vestuário.

2. Marrocos: "Vestir-se de maneira conservadora, cobrindo ombros e pernas", aconselha o Trip. Evitar ir para locais isolados à noite.

3. Jamaica: "Não se transforme num alvo num país pobre". Não dar nas vistas e usar uma bolsa a tiracolo para evitar assaltos.

4. Índia:  Evitar sair à noite. Vestir-se de forma conservadora ou comprar roupa tradicional indiana para usar durante a viagem.   

5. Peru:  Os cuidados devem ser redobrados nas grandes cidades. Evitar chamar táxis nas ruas - chame um a partir do hotel - e evitar andar com objetos de valor.    

6. Bahamas:Por causa da elevada criminalidade, o melhor é ficar nas áreas mais movimentadas.

7. Colômbia: "Ficar alerta". Evitar andar com objetos de valor. 

8. Equador: Ter cuidados quando sair à noite, principalmente na capital Quito.   

9. Turquia:  Pela instabilidade política e social, é aconselhado verificar a situação do país antes de marcar viagem.   

10. Guatemala:   Evitar andar a pé à noite. Ter os cuidados habituais com a criminalidade.

FONTE: Notícias ao Minuto - 16/03/18

TNF: Sexta-feira, 16/03/18 - 10h33min.




 

Saiba quem era Marielle Franco, vereadora assassinada a tiros no Rio:

A política foi morta quando voltava de um evento, no Centro do Rio.

Vereadora eleita com 46.502 votos, Marielle Franco foi a quinta mais votada na cidade.

A trajetória dela é marcada pela luta em defesa dos direitos humanos.

 

A vida da política de Marielle Franco foi dedicada à militância

na defesa dos direitos humanos e contra ações violentas nas favelas

(foto: Facebook/Reprodução)

Mulher, negra, mãe, feminista, socióloga, "cria da favela", como ela mesmo gostava de falar. Nascida no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio de Janeiro, em 27 de julho de 1979, Marielle Francisco da Silva, a Marielle Franco, era referência na luta pelos direitos humanos. A mais recente conquista na área foi o mandato de vereadora na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, eleita pelo PSOL.

Com bolsa integral, após ser aluna do Pré-Vestibular Comunitário da Maré, Marielle Franco se graduou em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Durante os estudos na PUC, ela não se envolveu com movimentos estudantis, por conta da pouca disponibilidade de tempo, dividido entre estudos e trabalhos para sustentar a filha Luyara, nascida quando Marielle tinha 19 anos. Hoje, a jovem tem 18 anos.

Com o diploma de socióloga, ela, que já tinha trabalhado como educadora infantil na Creche Albano Rosa, na Maré, se tornou professora e pesquisadora respeitada. Depois virou mestre em Administração Pública pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Ações contra a violência nas favelas

A vida da política foi dedicada à militância na defesa dos direitos humanos e contra ações violentas nas favelas. A luta foi impulsionada após a morte de uma amiga, vítima de bala perdida, durante um tiroteio envolvendo policiais e traficantes de drogas na favela onde nasceu e viveu.

Marielle Franco integrou, em 2006, a equipe de campanha que elegeu Marcelo Freixo à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Após a posse dele como deputado, foi nomeada assessora parlamentar dele. Depois assumiu a coordenação da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da assembleia.

Há dois anos, na primeira disputa eleitoral, foi eleita com 46.502 votos para o cargo de vereadora na capital carioca pela coligação Mudar é possível, formada pelo PSOL e pelo PCB. Marielle Franco foi a quinta mais votada na cidade. Sua trajetória acadêmica e política lhe valeu a declaração pública de voto de 257 acadêmicos e professores, que declararam apoio a Marielle.

"Nossa conta era de superar cerca de 6 mil ou 6,5 mil votos. Até o último minuto no sábado à noite a gente estava fazendo campanha. Fiquei muito feliz com essa votação expressiva porque eu acho que é uma resposta da cidade nas urnas para o que querem nos tirar, que é o debate das mulheres, da negritude e das favelas", disse ela pouco depois dos resultados.

Carismática, gritava com orgulho uma frase de efeito que arrancava aplausos da plateia: "Lugar de mulher é onde ela quiser".

Crítica da intervenção federal


Marielle Franco era crítica da intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. Há duas semanas, ela assumiu a função de relatora da Comissão da Câmara de Vereadores do Rio, criada para acompanhar a atuação das tropas na intervenção.

Em 10 de março deste ano, ela havia denunciado, em seu perfil de redes sociais, indícios de que policiais do 41º Batalhão de Polícia Militar haviam cometido abusos de autoridade contra os moradores do bairro de Acari.

Morta a tiros no Centro do Rio

Aos 38 anos, Marielle Franco foi brutalmente assassinada a tiros no bairro Estácio, no Centro do Rio. O motorista Anderson Pedro M. Gomes, 39, que dirigia o veículo também morreu. Marielle voltava de um evento chamado "Jovens Negras Movendo Estruturas", na Lapa.Luto: Milhares de pessoas vão à Câmara Municipal do Rio por velório de vereadora 

Um carro emparelhou com o veículo de Marielle e foram efetuados ao menos 9 disparos. Cerca de 4 tiros atingiram Marielle na cabeça, de acordo com a investigação da polícia.

Uma assessora da vereadora, que também estava com os dois no carro, ficou ferida pelos estilhaços. Ela foi socorrida e passa bem.

FONTE: Estado de Minas.com - 15/03/18 - 09h17min.

TNF: Quinta-feira, 1503/18 - 23h13min.

 




 

DIA INTERNACIONAL DA MULHER: 

De 02 a 11 de março:

serviços gratuitos de beleza e bem-estar para mulheres

Com programação de serviços gratuitos para o público feminino, o RioMar Kennedy realizará de 02 a 11 de março, a 2ª edição do Lounge Mulher em um espaço exclusivo montado no Piso L2 do shopping:

CRÉDITOS: Divulgação do Evento

Para celebrar o mês das mulheres, o RioMar Kennedy oferecerá serviços de beleza e bem-estar. Em sua segunda edição, o Lounge Mulher ocorrerá de 02 a 11 de março, com espaço exclusivo voltado para o público feminino, e traz serviços gratuitos de limpeza e hidratação facial, nutrição capilar, maquiagem, penteados, corte de cabelo, SPA para os pés e esmaltação de unhas.

O evento contará ainda com consultorias de beleza de várias marcas e massagens terapêuticas com grupos de pessoas com deficiência visual do Projeto Visão nas Mãos da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE).

O Lounge Mulher funcionará das 14h às 20h, no Piso L2 do shopping, próximo à Lojas Americanas.

Programação – Lounge Mulher

Sexta-feira 02/03
14h às 20h – Escova, esmaltação de unhas, hidratação capilar com Larissa Melo Beauty Center, massagem terapêutica e oficina de perfumação com consultoras da Essential Parfums

Sábado 03/03
14h às 20h – Escova, esmaltação de unhas, hidratação capilar com Larissa Melo Beauty Center e massagem terapêutica.

Domingo 04/03
14h às 20h – Escova, esmaltação de unhas, hidratação capilar, corte de cabelo com Larissa Melo Beauty Center, massagem terapêutica, maquiagem e limpeza de pele com consultoras da Mary Kay.

Segunda-feira 05/03
14h às 20h – Escova, esmaltação, hidratação capilar, corte de cabelo com Larissa Melo Beauty Center, massagem terapêutica e maquiagem com consultoras da Quem Disse Berenice

Terça-feira 06/03
14h às 20h – Escova, esmaltação de unhas, hidratação capilar com Larissa Melo Beauty Center, massagem terapêutica e maquiagem com consultoras da Mary Kay

Quarta-feira 07/03
14h às 20h – Escova, esmaltação de unhas, hidratação capilar com Larissa Melo Beauty Center, massagem terapêutica e maquiagem com consultoras da Mary Kay

Quinta-feira 08/03
14h às 20h – Escova, esmaltação de unhas, hidratação capilar com Larissa Melo Beauty Center, massagem terapêutica, maquiagem e limpeza de pele com consultoras da Boticário

Sexta-feira 09/03
14h às 20h – Nutrição facial, corte de cabelo, penteados, spa dos pés, esmaltação de unhas e maquiagem com consultoras da Dailus

Sábado 10/03
14h às 20h – Nutrição facial, penteados, esmaltação de unhas e maquiagem com consultoras da Vult e Dailus

Domingo 11/03
14h às 20h – Nutrição facial, corte de cabelo, penteados, spa dos pés, esmaltação de unhas e maquiagem com consultoras da Dailus

Serviço:

2ª edição do Lounge Mulher RioMar Kennedy
Data: 02 a 11 de março
Horário: 14h às 20h
Local: Piso L2 – RioMar Kennedy (Av. Sargente Hermínio Sampaio, 3100 – Presidente Kennedy)
Telefone: 3089.0909
Entrada gratuita.

FONTE: Agência da Boa Notícia - 01/03/18

TNF: Sábado, 03/03/18 - 22h38min.

 




 

 CARTAS AO VIÚVO FAMOSO:

Lula recebe em média 5 cartas por dia de pretendentes:

Algumas mais desinibidas costumam mandar as cartas junto com fotos.

 

© Divulgação

Após um ano da morte da ex-primeira dama Marisa Letícia, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva não pára de ser assediado. De acordo com informações da coluna Expresso da revista Época, ele tem recebido vários pedidos de namoro.

Em média, chegam cinco cartas por semana ao Instituto Lula, vindas de pretendentes do ex-mandatário. Algumas mais desinibidas costumam mandar as cartas junta com fotos.

FONTE: Notícias ao minuto-10/01/18

TNF: Sábado, 10/01/18 - 23h06min.

 




 

O que é Crossfit e seus benefícios ? 

A atividade física é essencial para o bom funcionamento

do organismo. Conheça o Crossfit e seus benefícios.

 

 

Para ter o corpo saudável, com os músculos definidos, massa magra e pouquíssima ou nenhuma gordura, realizar uma dieta não é o bastante benefícios. A prática de exercícios físicos contribuem para uma vida saudável e principalmente para um bom condicionamento físico.

Várias modalidades de exercícios caíram no gosto das mulheres para uma queima de calorias de grande importância, por isso novas modalidades fazem parte do treino diário.

Crossfit, Zumba e Jump aliados à Musculação definem o corpo e faz  com que a resistência física possa fazer parte da sua estrutura corporal.

 

 Crossfit para perder peso

Treinamento funcional de alta intensidade, onde o corpo humano tem a função de trabalhar todos os músculos, com treinos todos os dias ou três vezes por semana.

Estimulando a força, resistência muscular, flexibilidade e resistência aeróbica, desenvolvendo o condicionamento físico total e amplo. Devido a sua grande queima de calorias, o Crossfit têm ganhado grandes seguidores, já que os treinos não possuem um cronograma fixo de exercícios, estes podem ser variados para explorar todas as regiões do corpo, principalmente o abdômen e os glúteos.

Crossfit e exercícios

Os exercícios dessa prática visam o treinamento funcional, sendo ele constante e variado, dependendo da modalidade pode ser praticado em alta intensidade.

Basicamente uma junção de equilíbrio, agilidade, coordenação e precisão. Professores do Crossfit, realizam a prática como se fosse um treinamento onde o aluno é estimulado a realizar a sequência de atividades inicialmente com pouquíssimas pausas, após a elevação de nível com nenhuma pausa para descanso.

Potencializando assim a prática contínua e a potência física.

 

 Crossfit para mulheres

Para as mulheres, o Crossfit é altamente benéfico, principalmente para quem deseja perder peso. Como já foi dito, os exercícios são elaborados para serem realizados sem pausa e se utilizam de todos os músculos do corpo, além disso os exercícios variados ajudam na rotina dos treinos diários.

Os exercícios são divididos em três categorias: agachamento, levantamento de peso e barra, sem falar nas corridas com pesos e suspensão do corpo para a garantia de um maior equilíbrio, são eles: Air Squat, Front Squat e Overhead Squat (agachamento); Shoulder Press, Push Press e Push Jerk (exercícios com levantamento de peso); Deadlift, Sumo Deadlift High Pull e Medicine Ball Clean (exercícios na barra).

 

 Crossfit e musculação

Para quem deseja perder gordura e ganhar massa magra, aliar o Crossfit a Musculação é uma grande solução. Entretanto, para quem está sedentário, ou seja, que não pratica exercícios faz um tempinho, ideal é realizar uma atividade de cada vez, para que depois a resistência física possa se estabelecer e unir as duas atividades.

FONTE: IMAGENS E MATÉRIA- Blog Mundo Mulheres

TNF: Quinta-feira, 01/02/18 - 23h38min.

 




 

CORTE DE CABELO PARA O VERÃO 2018:

  Veja as tendências para fios curtos, médios e Longos.

 

DICAS DO BLOG VIX.COM  

CRÉDITOS: RAPHAEL CASTELLO/AGNEWS/THIAGO DURAN/AGNEWS/LEO FRANCO/AGNEWS

 

Seja curto, médio ou longo, o corte de cabelo para o verão 2018 deve ter um elemento que vai virar febre na temporada: a base reta. Também diga adeus aos penteados mais certinhos, a aposta da vez é o messy hair, cabelos mais bagunçadinhos e estilizados.

 

Veja as tendências de corte de cabelo feminino:

 Cabelo curto:




 

SEM DESBOTAR:  

NOVE CONSELHOS PARA COLORAÇÃO DURAR MAIS NO CABELO: 

 

 

 Hidratações são de lei!

Pintar o cabelo e, dias depois, ver a cor descer ralo abaixo, não é uma das coisas que mais gostamos de assistir, né? Os cabeleireiros paulistanos Michael Ribeiro, do Homa Elite Salon e Lindsay Bento, do Salão 1838, concordam e revelam, a seguir, os principais cuidados para prolongar a duração da tintura.

1 – O segredo número um (literalmente!) para preservar a coloração é manter os fios bem hidratados. O ideal é fazer hidratações semanais em casa e a cada 15 dias no salão.

2 – Vale também investir em cauterizações para devolver a queratina perdida e manter a cutícula alinhada, garantindo maior durabilidade da cor e da textura do cabelo.

3 – “Lavar as madeixas com água quente resulta na abertura das cutículas do fio”, sinaliza Lindsay Bento. E isso significa que a tintura vai embora mais rápido. O melhor, portanto, é usar água morna ou fria.

4 – “Xampus e condicionadores específicos para cabelos coloridos são indicados para evitar a oxidação da cor promovida pelo próprio ar”, afirma Michael Ribeiro.

5 – O protetor térmico é indispensável toda vez que usar o secador. Como o próprio nome diz, ele protege os fios das agressões causadas pelo calor do equipamento – entre elas, está o desbotamento da cor.

6 – Cabelos expostos ao sol, mar e piscina também estão sujeitos ao problema. “A solução é usar leave-in com proteção solar e sempre manter uma rotina de cuidados após a exposição”, entrega Lindsay Bento.

7 – A cada dois ou três meses, recorra ao tonalizante para recuperar a cor. “É melhor do que aplicar a coloração em todo o cabelo novamente, pois ele não contém amônia e não resseca tanto, evitando que os fios desbotem mais rápido”, pondera Michael Ribeiro.

8 – Evite ao máximo usar xampus de limpeza profunda. Além de “apagar” a cor, o produto resseca os fios (tudo o que um cabelo colorido não precisa, né?)

9 – Por último, mas não menos importante: procure salões que usem produtos de qualidade - os de procedência duvidosa só causam prejuízos, já que têm pouco poder de fixação. 

FONTE: Portal Tão Feminino 

TNF: Terça-feira, 12/12/17-16h44min.-Fortaleza-Ceará 

 




  

O Sexo do Bebê é Confiável ?

O Método de Ramzi Para Saber 97% de acurácia para definir o sexo do bebê com apenas 6 semanas de

gravidez.   Charlatanismo ou um método revolucionário? 

CRÉDITOS: MD Saúde

Querer saber precocemente qual será o sexo do bebê é algo natural e bastante justificável, já que permite que os pais possam ter tempo para escolher o nome e planejar a decoração do quarto e até do enxoval.

Mais importante ainda são os casos de casais que possuem história familiar de doenças genéticas ligadas aos cromossomos sexuais. Para estes, saber o sexo do bebê significa saber precocemente o risco do feto ter algum anormalidade genética.

Atualmente, os dois métodos mais utilizados para determinar o sexo do bebê são a ultrassonografia fetal, que possui uma taxa de acerto acima de 90% após a 18ª semana de gestação, e a sexagem fetal, que é um exame de sangue que possui taxa de acerto de 99% a partir da 10ª semana de gestação.

 

Explicamos esses dois métodos no seguinte artigo:

COMO SABER O SEXO DO BEBÊ. MENINO OU MENINA?

 

O chamado método de Ramzi é um forma alternativa de descobrir o sexo do bebê, que tem ganhado muita popularidade, principalmente nos fóruns online de grávidas e nas redes sociais. Sua grande vantagem é supostamente conseguir definir o sexo do feto com apenas 6 semanas de gestação.

Por ser um método descrito por um suposto médico e publicado sob a forma de estudo científico, originalmente em um site especializado em Obstetrícia e Ginecologia, o método Ramzi, à primeira vista, parece ser mais confiável que outros métodos populares na Internet, como a tabela chinesa, por exemplo.

(leia: A TABELA CHINESA PARA SABER O SEXO DO BEBÊ FUNCIONA).

Mas será que esse método realmente funciona?

Neste artigo, vamos fazer uma revisão crítica do método de Ramzi sob o ponto de vista científico.

O que é o método de Ramzi:

O método de Ramzi foi alegadamente desenvolvido pelo Dr. Saam Ramzi Ismail e publicado no website ObGyn.net em 2011 (http://www.obgyn.net/articles/relationship-between-placental-location-and-fetal-gender-ramzi%E2%80%99s-method).

Resumindo o estudo, entre 1997 e 2007, 5376 grávidas foram submetidas a um exame de ultrassonografia fetal com 6 semanas de gravidez, 22% pela via transvaginal e 78% pela via transabdominal. Com 18 a 20 semanas, a ultrassonografia foi repetida.

O objetivo do estudo era mostrar a relação entre a posição da placenta com 6 semanas de gestação e a determinação do sexo do feto após a 18ª semana, com posterior confirmação após o nascimento do bebê.

Em 97,2% dos fetos do sexo masculino, a placenta estava implantada no lado direito do útero, enquanto que em 97,5% dos fetos do sexo feminino, a placenta estava implantada no lado esquerdo.

Portanto, segundo o autor do estudo, a determinação da posição da placenta através do exame de ultrassonografia fetal às 6 semanas de gravidez consegue prever o sexo do feto com uma acurácia maior que 97%.

Problemas com o método de Ramzi:

Apesar da publicação em formato de estudo científico em website na área de Ginecologia e Obstetrícia, o método de Ramzi está muito longe de preencher os requisitos para ser considerado um método cientificamente validado.

O tal estudo em questão tem diversos problemas, mas para sermos econômicos, vou focar apenas nos 3 mais importantes.

O suposto artigo científico sobre o método não pode ser reconhecido como estudo científico por vários motivos. O primeiro deles está no fato do referido Website não ser uma fonte reconhecida para publicações científicas, muito porque os estudos ali publicados não passam pelo crivo acadêmico da chamada revisão por pares (peer-reviewed).

Isso significa que para ser publicado, o estudo não precisou passar por nenhuma avaliação criteriosa de outros especialistas no assunto e/ou membros da comunidade científica. Isso é o princípio básico dos estudos científicos.

E é exatamente por isso que o estudo em questão também não está catalogado em nenhuma base de dados científica, como o Pubmed, por exemplo, não podendo ser encontrado por nenhum pesquisador sério que esteja interessado no assunto.

Outro problema grave é a falta de descrição sobre o(s) autor(es) do artigo. O estudo em momento algum é assinado e não sabemos quais são as credenciais do autor. A identidade do Dr. Saam Ramzi Ismail é supostamente revelada apenas em outros sites, nenhum deles de cunho científico.

Portanto, não sabemos nem sequer se o Dr. Ismail é mesmo o autor do estudo nem quais são as suas formações acadêmicas que lhe dão autoridade para escrever sobre o assunto. Também não é possível encontrar mais nenhum outro artigo científico publicado em nome de Saam Ramzi Ismail.

O terceiro problema grave reside no fato do suposto estudo ser alegadamente multicêntrico, mas não haver referência alguma sobre quais centros seriam esses. O anônimo autor do estudo refere que o mesmo foi aprovado pela comissão de ética da Universidade de Brunei, um pequeno país do Sudeste Asiático, o que nos leva a imaginar que tenha sido lá que o estudo foi conduzido.

Também chama a atenção o fato do autor do estudo dedicar o mesmo àqueles que acreditam no criacionismo e no design inteligente, o que é um gigantesco sinal de alerta para quem acha que estudos científicos devem ser pautados única e somente pelo método científico e não por questões teológicas.

Validação científica do método de Ramzi:

Um dos princípios básicos do método científico é a possibilidade de reprodução de resultados por grupos independentes. Se uma determinada hipótese for real, ela poderá ser replicada e confirmada por vários outros estudos independentes.

No caso do método de Ramzi, isso não existe. Não há nenhum outro estudo científico que tenha conseguido mostrar essa relação entre a posição da placenta e o sexo fetal.

O que existe é exatamente o oposto, pois um estudo australiano publicado em 2010 no jornal Ultrasound in Obstetrics & Gynecology chegou à conclusão inversa. Não houve nenhuma relação entre a posição da placenta e o sexo do bebê. Neste estudo, os resultados estavam próximos de 50% para menino e 50% para menina, tanto para placenta à esquerda quanto à direita, que é exatamente o resultado que se espera de um teste de sexagem fetal que não funciona.

Além disso, nos vários outros artigos científicos já publicados que visavam estudar a posição da placenta não há qualquer menção sobre a existência de uma relação com o sexo do feto.

Conclusão:

Do ponto de vista científico, o método de Ramzi não tem validação nenhuma. Isso explica o porquê de várias organizações obstétricas internacionais não reconhecerem o método como forma confiável de identificar o sexo do feto.

O método de Ramzi deve ser encarado como uma brincadeira, assim como vários outros métodos não científicos para determinação do sexo do bebê, como a tabela chinesa, o formato da barriga, o teste da aliança e vários outros.

Cabe aqui lembrar que todo método não científico para descobrir o sexo de bebê tem uma taxa de acerto próxima de 50%, afinal, só existem duas opções: menino ou menina. Isso significa que se 10 mil mulheres fizerem o teste, em cerca de 5000 delas o resultado vai ser correto.

Portanto, não se deixe impressionar pelos relatos de mães nos fóruns de Internet e nas redes sociais, que juram que o método é confiável porque ele funcionou com elas. Por uma simples questão estatística, quanto mais grávidas fizerem o método de Ramzi, maior será o número de depoimentos na Internet dizendo que o teste funcionou. 

FONTE: Portal MD Saúde-10/09/17-Artigo do Dr. Pedro Pinheiro




 ARTIGO:

Nem todos são feitos para o casamento.

FONTE: Revista Obvios.

 Felizmente , nos dias atuais , casar deixou de ser uma obrigação social e um meio de sobrevivência para as mulheres. Muitas pessoas dizem que o romantismo acabou. Talvez não. Talvez estejamos vivendo uma das fases mais românticas da História. Por quê? Foi a partir do século XIX que o tema amor começou a importar na escolha de um noivo ou noiva. 

CRÉDITOS: Obvious

Nos dias de hoje , embora existam ainda casamentos por diversos tipos de interesse , quase todo mundo se casa mesmo por amor. Ou achando que ama , o que dá quase no mesmo. Hoje o pessoal pode casar na igreja , só no civil ou simplesmente se juntar. E quando as incompatibilidades começam a surgir dia a dia e a roubar a alegria e o prazer da convivência , muitos preferem partir para outra.

Não defendo a ideia de que precisamos aturar tudo para manter um casamento. Em algumas situações , o melhor a se fazer é partir para outra mesmo , a fim de garantir a nossa sanidade mental. Viver com alguém que nos deprecia constantemente , por exemplo, para mim não é sinal de perseverança , mas sim de suicídio existencial. Pessoas casadas que divulgam em redes sociais fotos românticas com outra pessoa não servem nem para ser nosso inimigo. Devem ser literalmente deletadas.

CRÉDITOS: Revista Obvious

Momentos emocionantes não são maioria na vida de um casal.        

Aprender a lidar com a rotina é fundamental. Rotina nem sempre é sinônimo de tédio ou comodismo.

Por outro lado, me parece , que muitas pessoas desistem muito facilmente de um casamento. Algumas pessoas pulam fora pelo simples fato de não sentir mais aquele fogo inicial queimar. Cientificamente falando já está comprovado que a paixão tem data de validade e ninguém passa a vida inteira apaixonado pela mesma pessoa. Isso não significa dizer que o casal não se gosta mais e que nunca mais vai fazer sexo.

Quem está realmente pensando em casar , precisa entender que casamento não é fogo de artifício nem micareta. Casamento é rotina ; é partilha ; é comunhão de problemas , obrigações chatas , crises existenciais ; grana curta e neuroses de todos os tipos. Estamos desapontando e sendo desapontados constantemente. Nem sempre ouvimos a resposta que gostaríamos ou recebemos aquele mega elogio por um novo corte de cabelo. Nem sempre o sexo é tão bom e se chega ao orgasmo. Nem sempre o cineminha do final de semana é tão animado e o encontro com o melhor casal de amigos é extremamente harmônico. A vida é feitos de encontros e desencontros; de momentos altamente energéticos e de outros nem tanto. Às vezes , o papo corre solto e bom; o vinho cai bem e tudo se encaixa. Às vezes , falta inspiração, humor e tudo cai meio mal.

Viver é administrar ganhos e perdas ; valorizar conquistas e suportar derrotas. A vida tem altos e baixos. O problema é estar sempre em baixa.

Se desistirmos de cada relacionamento por motivos fúteis , provavelmente , nunca conseguiremos construir uma relação duradoura. E é aí , que entra o título do meu post: você quer realmente casar? Digo mais. É realmente preciso casar? Muita gente não nasceu para o casamento. Muita gente nasceu para se apaixonar , queimar tudo o que tem direito e se apaixonar de novo. Socialmente falando, pega mal dizer uma coisa dessas . Mas acontece. Se as pessoas exercitassem mais o autoconhecimento , muitas não se casariam, evitando assim muito sofrimento na própria vida e na de terceiros.

Muita gente gosta de dormir sozinha ; não dividir o espaço com ninguém; não dar satisfação o tempo todo. Vou além. Tem muita gente que prioriza a amizade ao namoro/casamento. Muita gente prefere sair com os amigos pois se sente mais livre e confortável neste tipo de relação. Muita gente não quer fazer sexo a vida inteira com a mesma pessoa ( e isso vale para homens e mulheres. Muitas mulheres ultra fieis fantasiam com outros homens sim e algumas vão às vias de fato. É totalmente possível amar alguém e se sentir sexualmente/intelectualmente atraído por outras pessoas) ; muita gente não é essencialmente monogâmica ; muita gente é assexuada. Muita gente se sente melhor sozinha. Muita gente quer só a emoção da paixão mesmo. Muita gente não suporta a rotina a dois; ver o outro doente , mal humorado, vomitando durante um mal estar estomacal.

Em minha opinião, muitas pessoas não foram feitas para o casamento e tal fato deveria ser encarado com menos espanto e mais naturalidade , até mesmo porque amar não é nada fácil. Muita gente tenta , mas poucas conseguem.

Amar é fazer uma piada depois de um dia terrível para ver um sorriso no rosto de quem se ama; amar é demonstrar interesse pela vida de quem amamos ( por toda a vida e não só pela parte bonitinha) ; amar é saber ouvir sem julgar ; valorizar as pequenas conquistas diárias do parceiro; entender e respeitar que ele é um ser humano limitado; aceitá-lo como ele é , sem desejar mudá-lo e adaptá-lo às nossas necessidades e anseios; respeitar suas opiniões mesmo não concordando com elas; discutir problemas com assertividade e cuidado, sem humilhar e ironizar o parceiro; é dar mais valor à companhia de quem amamos do que a companhia de terceiros , que muitas vezes interferem negativamente na relação; amar é se preocupar com a saúde e com o bem estar do amado/amada, fazendo uma sopa quando ele/ela está gripado/a , acompanhando-o/a ao médico , incentivando-o/a a ingerir mais alimentos saudáveis, estimulando-o/a em sua vida profissional. Acima de tudo, ajudando o amado/amada a ser alguém melhor e mais feliz.

Quando pensamos em amor , pensamos em beijos franceses , abraços de tirar o fôlego, gente esbarrando nos móveis , derrubando abajures até chegar semi nus na cama. Pensamos em frio na espinha ; na expectativa do próximo encontro. Pensamos na troca de presentes no dia dos namorados. Pensamos em homéricas cenas de ciúmes seguidas de uma noite intensa. 

CRÉDITOS: Revista Obvious

Confundimos amor com paixão e alimentamos ideais românticas

sobre o relacionamento como algo emocionante e aventureiro.

Mas quem pensa em uma mulher ou em um homem preparando um almoço? Quem pensa em uma pessoa pregando o botão da camisa ou deixando de ir a uma festa para fazer companhia ao parceiro? Quem pensa em uma pessoa levantando cedo, sem necessidade , apenas para fazer o café para o parceiro que precisa ser incentivado a se alimentar pela manhã? Quem pensa na pessoa que deixa de comprar uma roupa para comprar algo para a casa ; pelo bem em comum do casal? Quem pensa no casal que antes de dormir dá um selinho e não se permite ir para a cama brigado ou com uma questão mal resolvida? Quem pensa na pessoa que verdadeiramente se alegra com a menor conquista de seu parceiro e faz ela parecer maior? Quem pensa no homem que abraça e beija sua mulher mesmo quando ela está cheirando a alho e cebola?

Amar vai muito além da emoção . Amor é compaixão. Amar vai muito além da paixão. Amor é comunhão. Amar vai muito além do momento, do aqui agora ; amor é construção. Por muitos anos ri ironicamente diante da frase “o amor vem com o tempo”. Vem , vem sim. É claro que a fase inicial da paixão é muito importante para o desenvolvimento de uma relação feliz. Ninguém precisa se obrigar a ficar com quem não sente química. Porém, passada a paixão, precisamos fazer uma escolha . Mais uma entre tantas outras. Queremos começar tudo de novo com outra pessoa ou seguir em frente com a mesma , dando início a uma nova etapa da relação? Amar exige muita maturidade ; não é orgânico, instintivo e espontâneo como apaixonar-se. Amar é uma escolha , nem sempre muito glamorosa , mas profunda e reveladora. 

TNF: Quinta-Feira, 10/08/17-17h20min.-Manuel Pereira-Fortaleza-Ceará-Brasil 

 




 

 AS OITO MELHORES ÁREAS DO CORPO

PARA PASSAR PERFUME E QUE FAZEM 

ELE DURAR MUITO MAIS.

 Escrito por Marina Garcia

 

Que mulher não quer passar o perfume preferido de manhã e sentir o cheirinho até o fim do dia? Pagando caro ou não pela fragrância, é normal que haja dúvidas de como fazer o perfume durar mais. Existem alguns macetes para que ele fixe por mais tempo na pele, e um deles, de acordo com a perfumista da Lumi Cosméticos Natalia Antunes é aplicá-lo em áreas estratégicas do corpo. 

Borrifar perfume em certas áreas do corpo faz com que o aroma dure muito mais na pele.

 

Como fazer o perfume durar mais?

E por que passar o perfume nesses pontos? Segundo Natalia, a explicação para todos eles é a mesma: o segredo está na corrente sanguínea. "A recomendação é de passar perfume nos lugares mais ‘quentinhos’ do corpo – que são quentinhos justamente porque é onde a corrente sanguínea é mais forte, o que faz com que a absorção e a propagação do cheiro sejam maiores do que em outros pontos", esclarece. A água presente no perfume serve como uma condutora, que leva o óleo essencial – junção de matérias-primas que compõem a fragrância – para dentro dos poros do corpo.

Natalia adverte que é bom ter moderação, priorizando somente alguns pontos, e não todos de uma vez. "As outras pessoas têm uma percepção olfativa melhor do nosso cheiro do que nós mesmos. Por exemplo, quem tem cachorro em casa, acha que a casa não tem cheiro de nada, porque acontece uma coisa chamada acomodação olfativa. O nariz acostuma com aquele cheiro e ele passa a ser inodoro. Mas uma visita que não tenha cachorro pode, sim, sentir um odor bem marcante, nesse caso", explica. 

É bom não exagerar na quantidade de perfume, pois ele pode se tornar enjoativo para o olfato alheio.
CRÉDITOS: Pinterest/Bolsa de Mulher

Segundo ela, a mesma coisa pode acontecer com o perfume: a fragrância pode passar um traço bacana da personalidade de seu ‘dono’, mas, quando muito exagerado, ao invés de ser gostoso e atraente, se torna enjoativo e incomodativo ao olfato alheio. E uma das formas de esse exagero acontecer é espirrar o perfume em muitas dessas "áreas-chave".

Truque para prolongar o cheiro:

Uma dica de Natalia para dias de festa, ou para qualquer ocasião em que você gostaria de estar perfumada e não vai conseguir retocar o cheiro, é umedecer um pedacinho de algodão com o seu perfume e colocar no meio dos seios. "Isso vai deixar o cheiro exalando por mais tempo sem necessidade de borrifar mais da fragrância", diz.

Perfume certo:

No entanto, mais do que os lugares em que o perfume é aplicado, o que também faz diferença é a qualidade da matéria-prima e a quantidade de óleo essencial usados na fabricação. "Quando há o uso de matérias-primas mais fortes e pesadas, como âmbar, baunilha, mais adocicadas, ou mais amadeiradas, por exemplo, o perfume tende a durar mais. E uma quantidade de óleo essencial acima de 10% faz também com que o cheiro dure mais", fala Natalia.

Tipo de pele influencia?:

A pele mais oleosa costuma também fazer com que o perfume dure mais, segundo a perfumista. "Como ela tem uma produção sebácea maior, há uma maior umectação, prolongando o cheiro. Na pele seca, o perfume evapora mais rapidamente, e o aroma vai embora também mais rapidamente".

 

 FONTES: Pinterest/Portal Bolsa de Mulher 

TN: Sábado, 29/07/17-22h00min.-Manuel Pereira-Fortaleza-Ceará-Brasil

 




 No Brasil, cerca de 28 mil mulheres

servem às Forças Armadas.

Participação feminina:

Mulheres estão isentas do serviço militar obrigatório, previsto pela Constituição, mas podem ingressar nas Forças Armadas por meio de concurso público.

CRÉDITOS: Internet

Entre 2015 e 2017, o número de mulheres nas Forças Armadas passou de 25,9 mil para 28 mil. Esse número tende a aumentar em consequência de mudanças ocorridas no sistema de ingresso nas carreiras militares. 

Atualmente, a Força Aérea Brasileira é a campeã de participação feminina, com 10,8 mil mulheres na corporação. O ingresso delas no Quadro de Oficiais Intendentes foi autorizado em 1995 e, oito anos depois, em 2003, a instituição recebeu as primeiras mulheres para o Curso de Formação de Oficiais Aviadores. Da Academia da Força Aérea (AFA), saíram as 36 aviadoras formadas no centro de ensino e que estão aptas a pilotar caças.

Já a Marinha do Brasil foi a primeira das três Forças a aceitar o ingresso das mulheres e é a única a ter uma oficial general, a Contra-Almirante médica Dalva Mendes. Hoje, possui 8,1 mil integrantes do sexo feminino no efetivo.

Em fevereiro de 2014, recebeu a primeira turma de aspirantes mulheres na Escola Naval do Rio de Janeiro. A participação das mulheres na Marinha do Brasil começou em 1980, quando a legislação permitiu o ingresso feminino na Força. À época, elas integravam um corpo auxiliar e sua participação era restrita a alguns cargos e ao serviço em terra.

Exército Brasileiro conta com 9,1 mil mulheres. A Lei nº 12.705, sancionada em agosto de 2012, permite que militares do sexo feminino atuem como combatentes do Exército Brasileiro em áreas antes restritas aos homens.

Para ser militar de carreira no Exército, a mulher precisa ingressar, após aprovação em concurso público, em um dos seguintes estabelecimentos de ensino: Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx); Escola de Saúde do Exército – EsSEx; Instituto Militar de Engenharia (IME); e Escola de Sargentos de Logística (EsSlog).

A mulher que deseja ingressar no Exército como oficial ou sargento temporário deverá participar da seleção realizada pelas Regiões Militares. O militar temporário não faz carreira no Exército, e sua permanência máxima no serviço ativo é de oito anos.

Pioneirismo

Um dos maiores símbolos da presença feminina nas Forças Armadas brasileiras, a capitã da Força Aérea Brasileira, Carla Borges, tornou-se a primeira mulher a fazer parte do grupo de transporte especial, que tem a responsabilidade, entre outros, de pilotagem do avião que transporta o presidente da República.

“Sinto orgulho em fazer parte de um grupo tão seleto. O ingresso das mulheres e a conquista de espaço na atividade militar provou nossa capacidade de cumprir as missões da mesma maneira e com o mesmo comprometimento”, ressalta a Capitão.

A trajetória de Carla sempre foi marcada pelo pioneirismo antes de chegar à cabine do Airbus A319, que transporta o presidente da República. Ela ingressou na academia da FAB em 2003, na primeira turma de mulheres aviadoras, e fez o curso de aviação de caça entre 2007 e 2014. Lá, tornou-se a primeira mulher a fazer um voo solo no caça AMX.

O primeiro voo de Carla com o presidente da República, Michel Temer, decolou em 22 de dezembro do ano passado, da Base Aérea de Brasília com destino a São Paulo.

PRAZO:

Jovens que completam 18 anos em 2017 devem comparecer à Junta de Serviço Militar mais próxima do local de residência para o alistamento obrigatório. 

FONTE: Portal Brasil - 12/06/17 - 17h51min. 

TNF: Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017 - 09h01min.

 




 Câmara aprova registro de violência

contra a mulher em prontuário médico.

Os deputados aprovaram hoje (20) projeto de lei que obriga os profissionais de saúde a registrarem nos prontuários de atendimento médico os indícios de violência contra a mulher. A medida tem como objetivo melhorar a apuração de dados sobre violência de gênero, além da prevenção e apuração da infração penal. De autoria da deputada Renata Abreu (Pode-SP), o texto segue agora para a apreciação e votação no Senado.

 


O texto indica ainda que as autoridades policiais deverão informar à Secretaria de Segurança Pública sobre os casos de violência contra a mulher de que tiverem conhecimento, para fins de estatística. Se o projeto for aprovado pelo Senado, as novas normas serão incluídas na Lei Maria da Penha (11.340/06).

Ao justificar a apresentação do projeto, a deputada Renata Abreu argumentou que não existe por parte dos órgãos governamentais qualquer canal de comunicação entre hospitais e delegacias para mapear as áreas com maior concentração de violência contra a mulher. Com isso, segundo ela, muitas agressões passam despercebidas e não figuram em estatísticas. “A mulher agredida, por medo, deixa de registrar o boletim de ocorrência, porém, procura um hospital devido às lesões”, disse.

“O preenchimento dessa lacuna poderá ser uma boa arma nesse enfrentamento, pois muitas vezes o médico identifica a violência praticada, porém, não tem opções para fornecer ajuda à vítima. O registro de violência contra a mulher no prontuário médico e o encaminhamento à Secretaria de Segurança Pública pode, a médio prazo, servir de base para ações mais consistentes de prevenção a tais casos”, justifica a autora do projeto.

FONTE: Agencia Brasil de Notícias-20/06/2017-20h59min.- Brasília
TN: Quarta-Feira, 21 de Junho de 2017 - 08h20min.-Manuel Pereira-Fortaleza-Ceará-Brasil



 7 atitudes que você nem percebe, mas sabotam seu relacionamento. 

(Foto: Pixabay) 




 

O que é Namoro: 

No Brasil o Dia dos Namorados é comemorado no dia 12 de junho.

Em alguns países, comemora-se no dia 14 de fevereiro, Dia de São Valentim. 

Imagem: Internet

Numa relação tradicional, o namoro é a fase do relacionamento que antecede o noivado e o casamento. O casal partilha conhecimentos, fortalece a confiança e cumplicidade, e experimenta relações mais íntimas, de natureza emocional e/ou sexual, que servem de base para decidirem se firmam um compromisso mais sério.

É uma relação mais leve e menos exigente que um matrimônio, mas também envolve fidelidade entre os namorados.

Hoje em dia, em muitos casos o namoro não tem como objetivo o casamento. São namoros liberais e as relações tendem a ser mais abertas.

Antigamente, o namoro expressava o ato de cortejar a pessoa desejada sem implicar qualquer tipo de intimidade.

Esse conceito ainda se aplica quando alguém cobiça algo que deseja obter. Por exemplo, na frase “depois de alguns meses namorando aquela bolsa decidi comprá-la”, o ato de namorar se refere à vontade de possuir determinado objeto.

 




 

08 SÉRIES COM MULHERES FORTES PARA VOCÊ ASSISTIR:

 A televisão (e o computador) está repleta de séries com personagens fortes e dignas

de toda a admiração que recebem.

 

CRÉDITOS: Revista Obvious Online

 No fim de semana, tudo o que você consegue pensar é naquele programa incrível: passar o dia debaixo das cobertas assistindo séries na Netflix e comendo pizza. Estamos com você nessa! E, se você precisa de algumas indicações do que assistir, nós temos a lista perfeita!

A televisão, atualmente, está repleta de programas incríveis e que contam com mulheres poderosas como protagonistas, verdadeiros exemplos que servem de inspiração para qualquer mulher. E tem de tudo: do dramalhão até as comédias mais divertidas! É para fazer a Olivia Pope e juntar o vinho e a pipoca para aproveitar o dia nessas companhias maravilhosas.

Scandal

Começamos por ela, a musa do momento: Olivia Pope. Interpretada por Kerry Washington, ela é uma advogada que tem um talento para resolver qualquer problema. Isso, junto ao romance com o presidente dos Estados Unidos, Fitz, torna a trama cheia de voltas e revoltas. Olivia é poderosa, potente e muito mais emotiva do que gostaria de admitir. Uma personagem que cativa e envolve, com uma complexidade que dificilmente se encontra por aí.

Empire

Empire virou um sucesso de audiência por conta de Cookie Lyon, interpretada por Taraji P. Henson. A personagem é uma mulher poderosa que sabe o que quer e faz o possível para conseguir o que é seu por direito na briga com o ex-marido, o deus do hip-hop Lucious Lyon.

Orphan Black

O que chama a atenção na história é, justamente, o talento incrível de Tatiana Malasny. Isso porque a atriz não interpreta apenas a protagonista Sarah Mannig, mas uma série de clones da personagem, ou seja, ela consegue ser muitas personagens ao mesmo tempo. Quer algo mais badass do que isso?

Jessica Jones

Estrela dos quadrinhos, Jessica é uma personagem complexa e profunda, que mexe com um ponto muito delicado para as mulheres: os relacionamentos abusivos. O destaque fica para Krysten Ritter, que consegue interpretar com maestria um papel tão marcante e para o vilão Kilgrave, interpretado por David Tennant, que consegue deixar qualquer um com um frio na espinha.

Unbreakable Kimmy Schmidt

A série criada por Tina Fey foi um sucesso nos Estados Unidos e no Brasil. Não à toa, além de brincar com muitos estereótipos femininos e questionar padrões, a trama tem uma personagem principal, interpretada por Ellie Kemper, que além de ser extremamente divertida, tem um viés otimista e animador que deixa qualquer um de coração quente. Para lista de séries com um viés feminista forte!

How To Get Away With Murder

Assim como Scandal, HTGAWM é uma série escrita por Shonda Rhimes, uma roteirista que investe pesado em mulheres protagonistas fortes. A série já causou um verdadeiro furor logo na primeira temporada, quando a protagonista Annalise Keating, interpretada pela maravilhosa Viola Davis, tira a maquiagem a peruca para uma cena muito poderosa. O episódio foi muito elogiado por lidar de forma natural e marcante com algo comum para as mulheres negras: o uso de perucas para encobrir o cabelo crespo curtinho.

Gilmore Girls

A Netflix ganhou o coração das fãs de vez ao colocarem todas as temporadas da série na plataforma de streaming. É impossível não se espelhar e se identificar de alguma forma com Lorelai Gilmore. Mãe solteira e empresária, ela é uma mulher independente e que faz de tudo para mostrar que somos capazes de qualquer coisa.

Agent Carter

Peggy Carter é uma espiã dos anos 1940 interpretada por Hayley Atwell que se destaca numa época e em um ambiente totalmente machista. Além de lidar com o sexismo vindo dos seus colegas de trabalho, Peggy é badass e coloca qualquer bandido no chão.

FONTE: Revista Obvious Online

Texto publicado originalmente no Superela.

TN, Terça-Feira, 15 de Novembro de 2016 - 09h19min.




  

 Apenas uma mulher é eleita como prefeita

  no primeiro turno em 26 capitais.

 

O Brasil elegeu apenas uma mulher no primeiro turno em capitais nas eleições municipais realizadas neste domingo (2). Teresa Surita (PMDB), ex-mulher do senador Romero Jucá, foi reeleita em Boa Vista. Ela também era a única mulher eleita no primeiro turno em 2012. Rose Modesto (PSDB) disputa o segundo turno em Campo Grande com Nelsinho Trad (PSD), e Angela Amim (PP) duela com Gean Loureiro (PMDB) em Florianópolis.

 

Teresa Surita (PMDB) foi reeleita no primeiro turno para a Prefeitura de Boa Vista.

Ao todo, 2.105 mulheres concorriam aos cargos de prefeitas em todo o Brasil. Outras 2.988 concorriam como candidatas a vice-prefeita. 

Entre as vereadoras, 153.315 candidatas tentavam o Legislativo municipal. Ao todo, disputaram 158.453 candidatas, que representavam 33% das inscrições. 

Concorriam 14.418 homens ao cargo de prefeito, 13.965 a vice-prefeito e 310.062 a vereador. Ao todo, eram 338.445 homens na disputa ou 67% do total.

Em 2012, no primeiro turno das eleições municipais, das 5.518 vagas para prefeitos preenchidas, 672 mulheres foram eleitas. Outras 7.653 candidatas venceram o pleito para vereadoras, de um total de 57.418 vagas.

Nas eleições deste ano, 52 municípios brasileiros tiveram somente mulheres como candidatas à prefeitura. Mas a equidade de gênero ainda está longe de ser alcançada: em 3.815 dos 5.570 municípios havia apenas homens concorrendo, o que equivale a 68% do total.

Atualmente, as mulheres ocupam 10% das prefeituras e representam 12% dos vereadores nas câmaras municipais. Elas representam 52% dos 144 milhões de eleitores, segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

O que diz a lei?

A cota eleitoral de gênero, que tem por objetivo garantir uma maior participação das mulheres na vida política do país, pede o mínimo de 30% e o máximo de 70% de candidatos do mesmo gênero sexual do total dos registrados por um partido ou coligação. Com isso, é a segunda eleição municipal em que é cumprida a cota feminina da Lei das Eleições. 

Até 2008, o mínimo de vagas deveria ser apenas "reservado", não necessariamente preenchendo essas vagas. A Resolução 23.373/2011 do TSE trouxe a modificação estabelecida na minirreforma eleitoral (Lei 12034/09).

No Congresso Nacional, apesar de a participação das mulheres estar em crescimento, ainda não passa de 10%.

FONTE: UOL, em São Paulo - 

TN. Terça-Feira, 04 de Outubro de 2016 - Manuel Pereira 

 




 

SIM, ALGUMAS FERIDAS DEIXAM GRANDES MARCAS:

Acredito fielmente na reinvenção, na busca de caminhos alternativos , na superação de medos. Muitas vezes nos surpreendemos com a gente mesmo ao descobrirmos que somos muito mais generosos e criativos do que imaginávamos. E quando uso o termo criativo, não me refiro à criatividade artística. Me refiro à capacidade de ressignificar a própria vida. De fechar algumas portas. De abrir outras. De pular janelas quando todas as portas estão trancadas. De começar do zero. De dar um sentido poético à tragédia. De extrair alguma lição importante de uma experiência amarga e humilhante.


Vivemos num tempo de certo perfeccionismo emocional. Ou pelo menos , tentamos fingir para nós mesmos e para os outros que tudo é superável mediante uma grande dose de esforço e capacidade de reinvenção.

Acredito fielmente na reinvenção, na busca de caminhos alternativos , na superação de medos. Muitas vezes nos surpreendemos com a gente mesmo ao descobrirmos que somos muito mais generosos e criativos do que imaginávamos. E quando uso o termo criativo, não me refiro à criatividade artística. Me refiro à capacidade de ressignificar a própria vida. De fechar algumas portas. De abrir outras. De pular janelas quando todas as portas estão trancadas. De começar do zero. De dar um sentido poético à tragédia. De extrair alguma lição importante de uma experiência amarga e humilhante.
Por outro lado, creio que nem tudo seja superável. Sim, algumas dores abrem feridas profundas. E mesmo quando estas se fecham, deixam grandes marcas. Acreditar que certas lembranças tristes nunca mais vão voltar para tomar um cafezinho com a gente numa tarde solitária ou numa noite insone é uma aspiração nobre. Mas raramente se concretiza. Como diria Emily Brontë em seu célebre romance gótico "O morro dos ventos uivantes", 'pensamentos são tiranos que vão e voltam para nos atormentar".
Podemos colar louças que se quebram e remendar roupas que se rasgam, mas as marcas ficarão ali a nos olhar. Acredito que algumas pessoas tenham realmente mais facilidade para superar certas dores e desviar o olhar das cicatrizes mais prontamente. Mas , na maioria dos casos , olhamos sim para tudo aquilo que nos fez sofrer. Com isso, não quero dizer que devamos nos agarrar ao passado e deixar de viver o presente. Não quero dizer que devamos nos tornar obcecados e paralisados por tudo aquilo que já passou.
Sim, creio que devamos deixar o passado ir. Mas também não devemos nos sentir culpados ou derrotados se de vez em quando uma lembrança feroz nos abraçar de supetão. Sim, elas farão isso. E depois de alguns momentos amargos , nos resta voltar a sorrir com a placidez daqueles que entendem que a vida não é perfeita, mas que mesmo assim vale a pena vivê-la com intensidade e sem temor de admitir as limitações, tanto as nossas como as da própria existência.

FONTE: Revista Obvious

SÍLVIA MARQUES-Paulistana, escritora, idealista em crise, bacharel em Cinema, cinéfila, professora universitária com alma de aluna, doutora em Comunicação e Semiótica, autodidata na vida, filósofa de botequim, com a alma tatuada de experiências trágicas, amante das artes , da boa mesa, dos vinhos, de papos loucos e ideias inusitadas. Serei uma atleta no dia em que levantamento de xícara de café se tornar modalidade esportiva. Sim, eu acredito realmente que um filme possa mudar a sua vida! Autora do blog Garota desbocada. Lancei recentemente em versão e-book pela Cia do ebook o romance O corpo nu..

 TNF, 18 de Agosto de 2016 - 20h05min.  -  Manuel Pereira  

 




 

Mulher  X  Paradigmas Sociais:

"Falamos hoje de uma mulher forte, que foi educada para ser profissional e competir pelo espaço com os “machos alfa”. Falamos de uma mulher que além de estudar muito e conquistar um emprego, precisa manter a casa, filhos e marido. Falamos de uma mulher que precisa abaixar os olhos para não ser agredida moralmente enquanto pensa no que vai cozinhar para janta, apesar de trabalhar o dia todo e lidar com os problemas de sua profissão."

Faz alguns dias que eu ando conversando sobre isso com algumas pessoas e batendo nessa mesma tecla: Por que as mulheres precisam tanto batalhar por espaço ou para serem ouvidas, enquanto aos homens basta falar grosso? Transcrevi um trecho de Grey’s Anatomy que relatava a tese, cientificamente provada, de que a mulher é menos ouvida do que o homem; li e compartilhei no Facebook um texto que descrevia que os homens não foram criados para conviver com mulheres independentes e por esses dias li um artigo de uma advogada com o título “Vai de decote que a causa é ganha”. Isso tudo tem me feito pensar muito: o que acontece com esse mundo contemporâneo que se diz nada machista, mas que esqueceu de evoluir? Isso mesmo: EVOLUIR!

A evolução a que digo respeito é a de uma sociedade que insiste em manter paradigmas criados e que deixou de perceber a mudança progressiva de uma mulher que passou a ser totalmente avessa ao modelo “perfeito”. Falamos hoje de uma mulher forte, que foi educada para ser profissional e competir pelo espaço com os “machos alfa”. Falamos de uma mulher que além de estudar muito e conquistar um emprego, precisa manter a casa, filhos e marido. Falamos de uma mulher que precisa abaixar os olhos para não ser agredida moralmente enquanto pensa no que vai cozinhar para janta, apesar de trabalhar o dia todo e lidar com os problemas de sua profissão. Falamos de uma mulher que acorda pela manhã e precisa estar linda, mas ao mesmo tempo com a cabeça no que vai dizer para seu chefe e em como vai fazê-lo entender que ela sabe do que está falando. Falamos de uma mulher que é cobrada pelo marido em ganhar maiores salários, em ser a primeira, em passar nos concursos, mas ser modelo de submissão conforme as leis de Deus. Falamos de uma mulher que chora de raiva e é acusada de ser sentimental demais, e que transforma esse sentimento em força para continuar. Falamos de uma mulher que não abandona os filhos, apesar de ter que colocá-los na escola muito cedo e ensiná-los a “se virar”. Falamos de todas nós que lutamos por espaço dia após dia e ainda somos vistas com certo receio...

Essa evolução aconteceu, a mulher está inserida no mercado de trabalho e competindo com os homens “mais fortes, maiores e mais rápidos” e sabemos que, muitas vezes, ela faz sim um trabalho mais bem elaborado ou capricha mais no que faz. Porém, infelizmente há muito “pré-conceito”! “Preconcebido”, “predefinido”, “pré-formado” são esses conceitos que os homens sempre fazem e a maioria das vezes é sem perceber! Não podemos culpá-los! Tudo é tão enraizado nesta sociedade predominantemente machista que nem sequer percebemos! Só que nós mulheres sentimos... sentimos os olhares, as dúvidas e até mesmo os deboches! Sabemos que isso existe, mas sentir na pele é deveras doloroso!

E quando me refiro a tantas experiências, não só minhas, mas de histórias que ouço, acabo me lembrando de que o meu aprendizado tem sido no mesmo caminho de tantas mulheres, e vejo que estamos sempre no mesmo embate moral. Mas nós, advogadas, sabemos que há esse infeliz preconceito e que é muito constante nessa nossa profissão! Hoje mesmo, e como em tantos outros dias, procuram-me para consultas e ao final perguntam “Você trabalha pra qual advogado?” ou “Será que você trabalha com um homem que possa cuidar do meu caso?” ou ainda “Você é advogada mesmo?”... e por aí vai...

E nas tantas vezes que não somos ouvidas, ou que alguns colegas de profissão pensam que “o que ela está falando?” estamos construindo teses e argumentos que fogem da compreensão, mas que são levados pelo conceito de que não sabemos sobre o que estamos discutindo, ou que somos literalmente “limitadas intelectualmente”!

Não é relato de mulherzinha revoltada! É relato de MULHER que luta todo dia por espaço e, simplesmente, para conquistar sua liberdade! Porque nesse mundo de homens “fortes e rápidos”, a mulher NÃO nasce livre... ela se torna livre quando conquista isso!

FONTE: Revista © obvious:

Publicado em Sociedade por Liana Gazone                             

É possível ser mulher, estar só e ser feliz? Sim. É simples? Nem tanto. Mas com um pouco de coragem e determinação é possível! Totalmente possível.