Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ATUALIZAÇÕES:
O MUNDO:  (15-07-2019)
BICHINHOS:  (08-07-2019)
CIDADANIA:  (08-07-2019)
INÍCIO:  (08-07-2019)
EDUCAÇÃO:  (30-05-2019)
CENÁRIO IMOBILIÁRIO  (28-03-2019)
ECONOMIA:  (21-03-2019)
POLICIA:  (28-02-2019)
FUTEBOL AMADOR:  (21-02-2019)
MUNDO CRISTÃO:  (21-02-2019)
ENQUETE:
O Novo Congresso melhorá a vida do Nordestino?
Espero que Sim
Não Acredito
Será Continuísmo
Nenhuma
Ver Resultados

Rating: 0.0/5 (0 votos)

ONLINE
1




Partilhe esta Página



WEB RÁDIO UNIÃO DIVINA:

POR RAZÕES FINANCEIRAS,

FORA DO AR TEMPORARIAMENTE.

DESCULPE-NOS POR FAVOR! 

BREVEMENTE RETORNAREMOS.

 

 

 


POLICIA:
POLICIA:

Panela de Pressão Digital Philco 6L Inox Vermelha:

•Quer preparar pratos maravilhosos que vão surpreender seus amigos e familiares? Com a Panela de Pressão Digital Philco 6L Inox Vermelha você pode! • Seus alimentos preparados em muitos menos tempo e com muito mais eficiência; • Você pode cozinhar milho, músculo, vegetais, legumes, arroz, feijão, fazer uma sopa, preparar uma carne de panela ou quem sabe fazer um mingau, um peixe ou um fruto do mar, pode fazer até bolo e tudo isso com o aperto de um botão, pois essa panela conta com painel digital com 14 funções; • É mais segura que as panelas de pressão convencionais, pois possui 6 sistemas de segurança; • Tem controle interno de temperatura e pressão, ou seja, se a panela superaquecer ou a pressão ultrapassar o limite pré-determinado, ela desligará automaticamente; • Sua tampa possui travamento de segurança que impede a abertura quando a pressão interna estiver elevada, ou seja, segurança não será sua preocupação; • Conta com tigela removível com revestimento antiaderente, impedindo que os alimentos grudem; • E para melhor acondicionamento do produto, conta com cordão elétrico removível; • Acompanha espátula e copo dosador. Assim ficará fácil preparar receitas deliciosas; • É a Philco pensando em cada detalhe para tornar seu dia melhor!

Gostou desse produto?

MAIS DETALHES AQUÍ:  http://acesse.vc/v2/23ab16ab9f 

 


 

NESTA PÁGINA:

NA INGLATERRA: CRIMINOSOS HACKEIAM E ROUBAM BMW EM 20 SEGUNDOS;CRIME NO MOTEL:POLÍCIA PRENDE ACUSADO.CRIMES NA CEMAR:PRESO SEGUNDO SUSPEITO DE MATAR FUNCIONÁRIOS DA CEMAR NO SÍTIO NATUREZA;FEMINICÍDIO:SUSPEITO DE MATAR MULHERES E PASSAR COM CARRO POR CIMA DELAS É PRESO;  RISCO DE NOVA  CHACINA EM FORTALEZA:  MORTE DE TRAFICANTE CAUSA CLIMA DE TERROR;  CRIME ORGANIZADO:ADVOGADA DE MEGATRAFICANTES É ASSASSINADA;MATOU E CORTOU O PÊNIS:  PRESO CONFESSA ASSASSINATO E DIZ QUE ATLETA TENTOU ESTUPRAR SUA ESPOSA;  ASSÉDIO SEXUAL:PRODUTOR DE CINEMA É ACUSADO DE ABUSAR DE JOVEM DE 16 ANOS, DIZ JORNAL.

 


 

FECHANDO O CERCO:

SSPDS E SEFAZ FECHAM PARCERIA PARA COMBATER SONEGAÇÃO DE TRIBUTOS NO CEARÁ:

 

CRÉDITOS: SSPDS

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e a Secretaria da Fazendo do Estado do Ceará (Sefaz) firmaram, nesta quarta-feira (27), na sede da Receita estadual, uma parceria para o compartilhamento de dados entre as duas pastas. O objetivo é traçar estratégias conjuntas de combate à sonegação fiscal. Estiveram presentes durante a iniciativa, o secretário da SSPDS, André Costa, e a secretária da Sefaz, Fernanda Pacobahyba. Também compareceram no encontro os chefes das vinculada da SSPDS – Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Perícia Forense e Academia Estadual de Segurança Pública; e auditores fiscais da Fazenda.

O titular da SSPDS, André Costa, aproveitou a ocasião para conhecer as instalações do Centro de Integrado de Informações e Operações Fiscais (Ciof), ainda em fase de estruturação. O Ciof será responsável pelo videomonitoramento da circulação de mercadorias nos 19 postos fiscais da Sefaz. Também estiveram na visita o comandante geral da Polícia Militar do Ceará (PMCE), Coronel Alexandre Ávila; o delegado geral da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), Marcus Rattacaso; o perito geral da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), Ricardo Macêdo; o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), Coronel Luís Eduardo Holanda; e o diretor da Academia Estadual de Segurança Pública (Aesp), Coronel Juarez Gomes.

O secretário André Costa considerou positiva a cooperação mútua entre os dois órgãos para o enfrentamento ao crime organizado. “Sabemos que as organizações criminosas precisam de negócios lícitos para a lavagem de dinheiro. E essa integração com a Sefaz, respeitado o sigilo fiscal e as limitações constitucionais, é fundamental para ajudar no nosso trabalho e melhorar a arrecadação do Estado”, disse o titular da SSPDS.

CRÉDITOS: SSPDS

A secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, disse que a aproximação entre a Sefaz e a SSPDS é muito importante para o desenvolvimento de operações conjuntas que reduzam a evasão fiscal. “A troca de informações possibilitará uma ação coordenada para combater a sonegação e o crime organizado, irmãos gêmeos em uma sociedade complexa. Ainda mais quando se fala em uma construção compartilhada de sistemas de controle e acompanhamento”, finalizou.

FONTE: SSPDS-Com informações da Assessoria de Comunicação da Sefaz-27/02/19

TNF: Quinta-feira, 28/02/19 - Fortaleza-Ceará

 




 

NA INGLATERRA:

CRIMINOSOS HACKEIAM E ROUBAM BMW EM 20 SEGUNDOS:

 

CRÉDITOS: Hardhare.com

Uma BMW M140i preta foi hackeada em 20 segundos por criminosos em Thrapston, uma pequena cidade em Northamptonshire, Inglaterra, no dia 12 de janeiro. O sistema de câmeras de vigilância da casa da vítima registrou o momento em que os dois bandidos conseguem rapidamente levar o carro, passando pelo sistema keyless, isto é, uma tecnologia que permite acessar a dar partida no veículo sem a chave. A BMW M140i 2019 custa no Brasil R$ 270 mil.

O procedimento para ultrapassar o sistema é altamente simples. Um dos ladrões fica próximo a porta do carro, enquanto o outro utiliza um tipo de scanner para interceptar o sinal da chave, que provavelmente está dentro da casa, que será retransmitido para outro transmissor, no veículo, enganando a BMW, fazendo que o sistema interprete que se trata do legítimo dono do carro, liberando o acesso.

Além da BMW, Ford, Audi, Land Rover, Hyundai, Volksvagen e Mercedes, investem em veículos com esse sistema de acesso ao veículo. Na Inglaterra a onda de roubos através da falha do sistema keyless da BMW é frequente. Aliás, a BMW é constantemente associada com problemas relacionados à segurança.

Um caso parecido também aconteceu recentemente em Edgware – em Londres. Nessa ocasião o modelo roubado foi uma BMW 5 Series, que pertencia a Samir Shah, um contador de 50 anos, que já está cobrando providências da BMW.

CRÉDITOS: Hardhare.com

No ano passado pesquisadores de segurança da Keen Security Lab descobriram 14 vulnerabilidades que afetam diversos modelos ( BMW i Series, BMW X Series, BMW 3 Series, BMW 5 Series, BMW 7 Series), as falhas (8 delas precisam de acesso físico ao veículo enquanto 6 podem ser exploradas de forma remota), permitam que atacantes acessam a central de infoentretenimento, a unidade de Telemetria e UDS.

FONTE: Hardhare.com - 27/02/19

TNF: Quinta-feira, 28/02/19 - 11h18min.

 




 

JORNALISMO INVESTIGATIVO AJUDA A ELUCIDAR ASSASSINATOS DE COMUNICADORES NO BRASIL:

Depois dos assassinatos de dois comunicadores brasileiros, dois jornalistas investigativos saíram do Rio de Janeiro e de São Paulo em direção às cidades no interior do país onde as mortes haviam acontecido. Lá, eles ajudaram a revelar as redes de interesses e intrigas que podem ter motivado os dois crimes. Investigações policiais sobre os dois casos motivaram acusações judiciais contra 17 pessoas, hoje presas e aguardando julgamento.

O Programa Tim Lopes, da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), anunciou em janeiro os desdobramentos mais recentes dos dois casos de assassinatos de comunicadores investigados pelo projeto até o momento: o de Jefferson Pureza, morto em 17 de janeiro de 2018 em Edealina, Goiás, e o de Jairo de Sousa, morto em 21 de junho de 2018 em Bragança, no Pará.

Jefferson Pureza Lopes (Facebook)

Na atualização mais recente, o Ministério Público (MP) do Pará denunciou o vereador Cesar Monteiro Gonçalves, do Partido da República (PR), e outras 10 pessoas por suposto envolvimento no assassinato do radialista Jairo de Sousa.

A investigação policial concluiu que o vereador da cidade de Bragança encomendou o assassinato do radialista a um grupo de extermínio por R$ 30 mil, informou a Abraji. A polícia sustenta que a motivação para o crime foram as denúncias feitas por Sousa em seu programa de rádio sobre o suposto desvio de verbas cometido pelo vereador e seu grupo político.

O radialista foi morto com dois tiros na madrugada do dia 21 de junho de 2018, em Bragança, enquanto chegava à rádio Pérola, onde trabalhava, para apresentar seu programa matinal “Show da Pérola”. Segundo a investigação policial em que se baseou a denúncia do MP, os disparos teriam sido feitos por Dione de Sousa Almeida, que seria membro do grupo de extermínio contratado pelo vereador Gonçalves.

Os dois estão presos desde novembro, assim como José Roberto Costa de Sousa, conhecido como Calar, que seria o chefe do grupo de matadores e a pessoa com quem o vereador contratou o assassinato do radialista, segundo a investigação policial reportada pela Abraji. O vereador Cesar Monteiro negou envolvimento com o crime em uma entrevista realizada em 17 de novembro por um radialista da rádio Pérola, onde Sousa trabalhava, informou a organização.

Já no caso do também radialista Jefferson Pureza, assassinado em sua casa em Edealina, Goiás, em 17 de janeiro de 2018, seis pessoas estão presas acusadas de envolvimento no crime, incluindo o vereador José Eduardo Alves da Silva, acusado de ser o mandante, e três adolescentes - todos os acusados negam participação no crime, segundo reportou a Abraji. Segundo informou a entidade, o juiz Aluizio Martins Pereira de Souza, da comarca de Jandaia (GO), emitiu uma sentença de pronúncia sobre o caso no fim de dezembro de 2018.

Isso significa que o magistrado encaminhou o caso para ser julgado por um tribunal do júri, o que deve acontecer no primeiro semestre de 2019, disse ao Centro Knight Angelina Nunes, coordenadora do Programa Tim Lopes.

“Os dois casos são muito semelhantes, com vereadores envolvidos como mandantes e mecânica muito parecida. Isso se repete muito nesse chamado ‘Brasil profundo’, onde a vida desses comunicadores realmente está por um fio”, avalia.

“Resposta mais célere” das autoridades por cobrança de jornalistas:

Programa Tim Lopes de Proteção a Jornalistas foi lançado em setembro de 2017 com o objetivo de combater a impunidade em assassinatos, tentativas de assassinato e sequestros de profissionais da imprensa por meio da investigação jornalística. O programa também busca dar continuidade ao trabalho interrompido pelos autores dos crimes.

O projeto conta com uma rede de meios de comunicação que é acionada para acompanhar as investigações e publicar reportagens sobre as denúncias em que o jornalista trabalhava até ser morto. Integram a rede a Agência Pública, os jornais Correio (BA) e O Globo, os sites Poder 360, Ponte Jornalismo, Projeto Colabora, as TVs Aratu e Globo e a revista Veja.

Nos casos das mortes de Jefferson Pureza e Jairo de Sousa, Nunes e o jornalista Rafael Oliveira foram às cidades onde aconteceram os crimes e realizaram um trabalho aprofundado de reportagem sobre as possíveis motivações e os possíveis responsáveis pelos assassinatos dos comunicadores.

Por isso, Nunes avalia que o trabalho do programa foi crucial para que os suspeitos fossem identificados e capturados pela polícia e para que o MP apresentasse as denúncias - isso em um país em que a taxa de elucidação de homicídios dolosos (com intenção de matar) é de apenas 6%.

Jairo Sousa (Facebook)

“Foram fundamentais as matérias que fizemos, principalmente aquela que detalhou as denúncias que Jairo fazia, cruzando documentos e mostrando em que pé estavam as denúncias”, disse Nunes, em referência à reportagem “Quem matou e quem mandou matar Jairo de Sousa?”, reproduzida pelos veículos da rede do Programa Tim Lopes e pelo Centro Knight em setembro de 2018.

“A gente já apontava, na nossa investigação preliminar, que ele fazia denúncias sobre desvios de verba e que a morte estava vinculada com o trabalho dele. A gente destrinchou que a empresa citada na denúncia do MP [e sobre a qual Jairo de Sousa falava em seu programa de rádio], a Torre Forte, pertencia a dois sobrinhos do vereador. Então acho que a investigação do Programa Tim Lopes contribuiu bastante”, afirmou.

Os principais envolvidos nos dois casos - os vereadores José Eduardo Alves da Silva, em Edealina, e Cesar Monteiro, em Bragança - não estavam no local durante a estadia da equipe do Programa Tim Lopes, contou Nunes. Segundo ela, logo após os assassinatos já havia rumores do envolvimento dos políticos e eles não foram encontrados nas cidades. Já a polícia e os promotores envolvidos nos casos foram entrevistados por Nunes e Oliveira como fontes para as reportagens. A investigação jornalística “ajudou a manter a pressão” sobre as autoridades para o esclarecimento dos casos, acredita Nunes.

“Não só falávamos com as autoridades, como enviamos ofícios [avisando sobre a presença da equipe de reportagem nas cidades]. Quando eu chegava aos lugares, percebia o respeito que tinham pelo nosso trabalho e senti que houve uma resposta mais célere por saber que havia jornalistas cobrando.”

O Programa Tim Lopes continua acompanhando os desdobramentos destes dois casos, agora na Justiça. Para Nunes, estas duas primeiras experiências evidenciaram a importância do trabalho jornalístico colaborativo na defesa da liberdade de imprensa e na proteção a jornalistas. “Foi importante mostrar - e esse é o nosso objetivo - que as denúncias feitas pelos radialistas não morrem com eles. A gente vai lá e apura e continua o trabalho.”

E para fortalecer este trabalho, é importante que a rede de meios de comunicação do programa se consolide e se amplie, afirma a coordenadora.

“Quanto mais pessoas estiverem apurando, mais coisas podem vir à tona”, disse Nunes. “A gente já mostrou que é possível sim fazer uma investigação de qualidade - eu fiz junto com o Rafael, então imagina se a gente tem uma equipe maior ainda? Porque em cada caso são muitos desdobramentos, muita papelada para ler, muitos nomes para cruzar, pessoas para entrevistar… Então quanto mais gente apurando, melhor.”

Centro Knight tentou falar com o promotor responsável pelo caso de Jairo de Sousa, mas não conseguiu contato até o fechamento desta reportagem.

 




 

CRIME NO MOTEL:

POLÍCIA PRENDE ACUSADO.

Aguido de Sousa Almeida acusado de estuprar menor

Policiais do 26º BPM prenderam, um homem suspeito de estupro, no momento em que ele estava com a enteada, menor de idade, dentro de um motel, em Açailândia. O estuprador foi identificado como Aguido de Sousa Almeida. Pelas informações da PM, na noite de domingo (27) foram feitas denúncias de que o padrasto estaria estuprando sua enteada menor de idade, e que ele teria marcado para levá-la ao motel. Os estupros aconteciam mediante ameaça.

Desde a noite  de domingo, a polícia passou a fazer o monitoramento do suspeito. Na manhã de segunda, foi comprovada a veracidade da denúncia com a abordagem dentro do Prazeres Motel, na BR-010. Ele estava em companhia da vítima que, pelas informações, já estaria sofrendo abuso sexual há algum tempo. Ele foi preso em flagrante e conduzido, sem lesões corporais, juntamente com a menor, para a Delegacia Regional de Açailândia.

Aguido Almeida vai responder por estupro de vulnerável, crime previsto no artigo 217-A do Código Penal, com pena prevista de 8 a 15 anos de reclusão.

FONTE: Portal Agora - Santa Inês(Ma) 

TNF: Quarta-feira, 30/01/19 - 17h50min. - Fortaleza(ce.)

 




 

 

 240 ATAQUES  - 414 PESSOAS DETIDAS:

POSTO DE COMBUSTÍVEL E AUTOMÓVEIS  SÃO INCENDIADOS NO 22º DIA DE ATAQUES NO CEARÁ:

Ocorreram 240 ataques criminosos em pelo menos 50 cidades desde o dia 2 de janeiro. A Secretaria da Segurança confirmou que 414 pessoas foram detidas.

 

Boa parte da estrutura de posto de combustível foi danificada — Foto: Rafaela Duarte

Criminosos queimaram uma van em Fortaleza na manhã desta quarta-feira (23) e incendiaram um posto de combustível em Caucaia e um carro na cidade de Pindoretama, na Região Metropolitana de Fortaleza, durante a noite de terça-feira (22). Além das ações criminosas, o esquadrão antibombas foi acionado após uma suspeita de explosivos em um terminal de ônibus da capital. A violência no estado chegou ao 22º dia seguido.

Desde o dia 2 de janeiro, quando começaram as ações criminosas, ocorreram 240 ataques contra ônibus, carros, prédios públicos, prefeituras e comércios em 50 dos 184 municípios cearenses. As ações começaram em Fortaleza e se espalharam para a Região Metropolitana e diversas cidades do interior. A Secretaria da Segurança Pública do Ceará confirmou que 414 pessoas já foram detidas por envolvimento nas ações criminosas.

Para tentar conter os ataques, o governo estadual convocou 1.200 policiais militares da reserva para reforçar a segurança nas ruas. O Ministério da Justiça enviou agentes da Força Nacional e reforço da Polícia Rodoviária Federal para o estado. Policiais militares e agentes penitenciários de outros estados brasileiros também foram deslocados ao Ceará após o início dos crimes.    

A van foi incendiada no Bairro Conjunto Palmeiras, periferia da capital cearense, por volta das 6h30. O veículo estava estacionado na frente da casa do proprietário. Criminosos quebram os vidros e queimaram o carro.  

O ataque em Caucaia ocorreu em posto de combustível localizado na rodovia CE-090, no distrito de Pacheco. Dois homens roubaram um carro e queimaram o veículo dentro do estabelecimento comercial. O fogo se alastrou e destruiu o local. Um dos criminosos foi atingido pelas chamas e socorrido por um comparsa.   

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e conseguiu controlar o incêndio ainda durante a noite. Segundo testemunhas, o veículo pertencia a um motorista de aplicativo e foi roubado no Bairro Parque Leblon. Após o assalto, o motorista foi abandonado em um matagal.

Outro veículo particular foi incendiado em Pindoretama — Foto: Reprodução/SVM
Na cidade de Pindoretama, criminosos incendiaram um carro particular em uma estrada do munípio. As chamas destruíram o veículo.  Em Fortaleza, uma plataforma do terminal de ônibus de Messejana precisou ser isolada devido a uma ameaça de bomba. Uma mala com materiais suspeitos foi deixada dentro de um lixeiro. O esquadrão antibombas da Polícia Militar foi acionado e, após realizarem o trabalho, constataram que dentro da mala havia apenas café solúvel, papel e uma peça de motocicleta.No mesmo terminal, guardas municipais localizaram, em um dos banheiros, material inflamável e outros instrumentos que seriam usados para fazer bombas caseiras. O local ficou isolado durante 2h.
Entenda o que está acontecendo no Ceará: 
  • O governo criou a secretaria de Administração Penitenciária e iniciou uma série de ações para combater o crime dentro dos presídios. O novo secretário, Mauro Albuquerque, coordenou a apreensão de celulares, drogas e armas em celas. Também disse que não reconhecia facções e que o estado iria parar de dividir presos conforme a filiação a grupos criminosos.
  • Criminosos começaram a atacar ônibus e prédios públicos e privados. As ações começaram na Região Metropolitana e se espalharam pelo interior.
  • O governo pediu apoio da Força Nacional. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, autorizou o envio de tropas; 406 agentes da Força Nacional reforçam a segurança no estado.
  • A população de Fortaleza e da Região Metropolitana sofre com interrupções no transporte público, com a falta de coleta de lixo e com o fechamento do comércio.
  • A onda de violência afastou turistas e fez a ocupação hoteleira no estado cair.
  • 35 membros de facções criminosas foram transferidos do Ceará para presídios federais desde o início dos ataques, segundo o último balanço do Ministério da Justiça.
  • Agentes penitenciários apreenderam 2,3 mil celulares nos presídios cearenses durante os ataques.
  • FONTE: G1 Ceará - Imagens do SVM - 23/01/19

TNF: Quarta-feira, 23/01/19 - 21h13min. - Fortaleza - Ceará - Manuel Pereira

 




 

ATENTADO:

CARRO DE DELEGADA É ALVO DE TIROS NA AVENIDA PONTES VIEIRA:

CRÉDITOS: Portal Ceará Agora

A delegada de Polícia Civil de Santa Quitéria, Joseanna Oliveira, teve seu carro atingido por tiro na segunda-feira, na Avenida Pontes Vieira, Bairro Dionísio Torres, em Fortaleza. A policial nada sofreu, pois seu carro é blindado.

Em nota, a Polícia Civil informou que as investigações estão em andamento para verificar se o fato foi isolado ou trata-se de algo premeditado. o tiro atingiu o vidro da frente do veículo.

A 11ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), unidade especializada em investigar crimes dolosos contra a vida de agentes de segurança pública do Estado, está a frente do caso.

FONTE: Portal Ceará Agora - 23/01/19

TNF: Quarta-feira, 23/01/19 - 20h43min. - Fortaleza-Ceará - Manuel Pereira

 




 

CRIMES NA CEMAR:

PRESO SEGUNDO SUSPEITO DE MATAR FUNCIONÁRIOS DA CEMAR NO SÍTIO NATUREZA:

Pablo Martins da Silva, 18 anos, conhecido como “De Menor”, teria dado três tiros em um dos trabalhadores.

SÃO LUÍS – Na tarde de ontem, terça-feira (22), Pablo Martins da Silva, 18 anos, conhecido como “De Menor”, se apresentou na sede da Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP), na companhia de dois advogados. O jovem é suspeito de ser um dos autores do duplo homicídio que vitimou dois funcionários do Consórcio Norte, prestadora de serviços da Companhia Energética do Maranhão (Cemar), no último dia 15 de janeiro.

Segundo as investigações da Polícia Civil, “De Menor” é apontado como o principal envolvido no crime, que teria tido como motivação o corte de energia elétrica feito pelos funcionários da Cemar na casa dele.

Na última quinta-feira (17), a polícia apreendeu o irmão de Pablo, um adolescente de 16 anos, o qual confessou ter participado do assassinato de João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva. O adolescente afirmou que Pablo Martins deu três tiros contra um dos trabalhadores, enquanto ele deu um tiro na cabeça da outra vítima.

Após se apresentar na SHPP, Pablo foi preso, em cumprimento a um mandado de prisão temporária que já havia contra ele, por ser acusado de cometer o duplo homicídio. Em depoimento na Superintendência, "De Menor" confessou o crime, reforçando o que o seu irmão adolescente já havia dito à Polícia Civil na semana passada.

Pablo Martins da Silva afirmou que, de fato, ele e o irmão mataram os funcionários da Cemar por causa do corte de energia elétrica em sua casa.

ENTENDA O CASO:

Os funcionários da Cemar, identificados como João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva, foram assassinados a tiros, na última terça-feira (15), no Sítio Natureza, em Paço do Lumiar. Os trabalhadores estavam na área fazendo o corte de energia elétrica em casas com as contas vencidas.

Segundo as investigações, a morte dos funcionários foi em retaliação pela suspensão do fornecimento de energia em uma das residências. Os funcionários estavam em uma rua, quando pararam dois elementos em uma motocicleta e dispararam contra os mesmos.

FONTES: Portais  Agora Santa Ines e Imirante - 23/01/19

TNF: Quarta-feira, 23/01/19 - 20h32min. - Fortaleza - Ceará - Manuel Pereira

 




 

FEMINICÍDIO:

SUSPEITO DE MATAR MULHERES E PASSAR COM CARRO POR CIMA DELAS É PRESO:

Mateus Noronha, de 27 anos, confessou o crime.

© DR

Mateus Noronha, de 27 anos, confessou ter matado, a chutes e pontapés, as auxiliares de enfermagem Maria Sivoneide Oliveira de Morais, de 44 anos, e Alessandra Francisca de Paula Barbosa, de 41 anos, na cidade de Artur Nogueira (SP).

Segundo informações do portal G1, uma das vítimas havia trabalhado com o suspeito em um asilo. Foi a ela que Mateus, segundo as investigações, pediu carona para se deslocar até Artur Nogueira, nesta quinta-feira (13).

O suspeito alega ter tido uma surto psicótico causado pelo uso de cocaína. Ele ainda teria passado por cima da mulheres com o carro. “Desferiu vários socos e chutes nas duas vítimas. Passar por cima das duas vítimas, ele fala que foi um acidente”, disse o delegado Fernando Periolo, responsável pelo caso.

Mateus foi detido pela Guarda Municipal, na madrugada desta sexta-feira (14), em uma estrada de Mogi Mirim (SP). Segundo os agentes, ele caminhava só de cuecas, na hora da abordagem, e alegou ter sido vítima de assalto. Depois, confessou o crime.

"Ele não tinha intenção, segundo ele, de praticar crime algum. Mas, ele fala que tinha feito uso de cocaína. Ele fala de um surto psicótico", completa o delegado.

O carro e os celulares das vítimas foram encontrados no meio de um canavial em Mogi Mirim.

FONTE: Notícias ao Minuto - 14/12/18 

TNF: Sexta-feira, 14/12/18 - 09h14min. - Hora de Forateleza(Ce.)

 




 

RISCO DE NOVA CHACINA EM FORTALEZA:

MORTE DE TRAFICANTE CAUSA CLIMA DE TERROR: 

             Robério Menezes, o "Escobar": executado   "Gilaíson do Araturi": suspeito de ser o mandante

A morte de um traficante de drogas no bairro Bom Jardim, na tarde desta segunda-feira (12), desencadeou um clima de tensão e levou a Polícia a entrar em alerta máximo diante do risco de uma nova chacina na Capital e sua Região Metropolitana. O homem assassinado seria irmão de um dos líderes da facção criminosa Comando Vermelho (CV), em Fortaleza. Nas redes sociais, a facção emitiu um “salve geral” conclamando os bandidos do grupo para uma reação em cadeia, violenta e imediata.

Robério Santos Menezes, o “Escobar”, segundo a Polícia, seria traficante de drogas e comandava o movimento da venda de drogas no Conjunto Araturi, em Caucaia, na RMF. Na tarde de ontem, ele foi baleado e morto na Rua Três Corações, no bairro Granja Lisboa, no Grande Bom Jardim. Câmeras de residências e pontos comerciais gravaram o momento em que “Escobar” é perseguido e baleado por um homem que havia chegado ao local em uma motocicleta, usando capacete e uma mochila. Ele sacou uma pistola e executou o traficante do CV.

“Escobar” era irmão do também traficante de drogas Adriano Soares Menezes, o “Vô”, tido como um dos principais “conselheiros” do CV no Ceará e que, em 2015, foi transferido de Fortaleza para o Presídio Federal de Catanduvas, no Paraná. “Vô” possui, ao menos, 19 processos na Justiça por envolvimento com o tráfico. Ao ser preso no Ceará, seu irmão teria assumido o posto de comandar a venda de drogas e armas, de acordo com a Polícia.

“Escobar” também tinha uma longa ficha criminal. Seria parceiro do também traficante de drogas Antônio Lucivando Nunes da Silva, o “Vandin” ou “Lu”. Os dois passaram a ser investigados desde 2012 pela Delegacia de Narcóticos (Denarc), até que foram presos na comunidade Por do Sol, na CE-040, em Messejana, com cerca de 200 quilos de pasta base de cocaína. “Escobar” também era apontado como suspeito de assassinar um turista na Praia do Cumbuco, em Caucaia, em 2010.

Traição???

Ainda nas redes sociais, circulou a informação de que a morte de “Escobar” teria sido ordenada por outro traficante identificado como Francisco Gilaison Ferreira Diógenes. Ele teria traído a facção CV, matando “Escobar” para assumir o controle do tráfico de drogas em Caucaia já como integrante da organização criminosa rival, a Guardiões do Estado (GDE).

Logo após a notícia sobre a morte de “Escobar” se espalhar, o clima ficou tenso no Bom Jardim e no Conjunto Araturi. Nas redes sociais, o “Salve Geral” do CV deixou em alerta as autoridades. A informação era de que bandidos do CV do Bom Jardim estavam se armando e iriam atacar os inimigos no Araturi.

O policiamento foi reforçado nas ruas das duas comunidades, com várias patrulhas da PM.

Execuções:

Na madrugada de hoje, dois jovens foram executados, a tiros, no Conjunto Metropolitano, o Picuí, em Caucaia. Os mortos foram identificados como Gabriel Wesley da Silva Costa, 15 anos; e Francisco Gabriel da Silva Pereira, 21.

A Polícia não sabe, ainda, se o duplo homicídio tem relação com a morte do traficante, como uma reação do CV.

FONTE: Blog do Jornalista Fernando Ribeiro - 13/11/18 - 10h12min.

TNF: Terça-feira, 13/11/18 - 22h39min.

 




 

CRIME ORGANIZADO:

ADVOGADA DE MEGATRAFICANTES É ASSASSINADA:

ELA ATUAVA TAMBÉM NA DEFESA DO TRAFICANTE MARCELO FERNANDO PINHEIRO VEIGA,

O "MARCELO PILOTO", LIGADO À FACÇÃO CARIOCA COMANDO VERMELHO.

© Reprodução

A advogada argentina Laura Marcela Casuso, de 54 anos, que defendia o narcotraficante brasileiro Jarvis Chimenes Pavão, foi assassinada a tiros, na noite desta segunda-feira, 12, em Pedro Juan Caballero, na fronteira do Paraguai com o Brasil. Conforme a polícia paraguaia, a morte está relacionada com a guerra entre facções brasileiras para o controle do tráfico na região.

Laura atuava também na defesa do traficante Marcelo Fernando Pinheiro Veiga, o "Marcelo Piloto", ligado à facção carioca Comando Vermelho e preso no Paraguai desde dezembro de 2017.

A advogada foi atingida por oito disparos de pistola 9 mm quando saía de uma reunião, no centro da cidade, para atender a um telefonema. Ela foi emboscada quando se preparava para embarcar em seu SUV Range Rover, com placa brasileira do município paulista de Santana de Parnaíba.

Laura chegou a ser levada para um hospital, passou por uma cirurgia, mas não resistiu. Conforme o secretário de Segurança Pública de Pedro Juan Caballero, Teófilo Giménez, a suspeita é de que os assassinos sejam brasileiros. O crime aconteceu a 400 metros da linha de fronteira e os atiradores estavam a bordo de uma Toyota Hillux que teria sido furtada no Brasil.

Uma das hipóteses é de que a advogada tenha sido morta a mando de um de seus clientes. O Comando Vermelho divulgou recentemente vídeo em que ameaça matar a procuradora-geral do Paraguai, Sandra Quiñonez, em represália ao tratamento dado a seu líder, Marcelo Piloto, preso no país desde dezembro passado. Dias antes, o traficante havia declarado que pagava para receber proteção de um alto oficial da Polícia Nacional do Paraguai, o diretor geral de Investigações Criminais Alberto Cañete. O comissário negou a acusação.

Foi a advogada quem organizou a entrevista coletiva em que, da prisão, o traficante carioca Marcelo Piloto, afirmou ter feito o pagamento de propina a oficiais da Polícia Nacional do Paraguai. Considerado um estrategista do Comando Vermelho, responsável pelas rotas de drogas e armas, 'Piloto' foi condenado a 26 anos de prisão pela Justiça do Rio de Janeiro e teve pedida sua extradição para o Brasil.

Polícia paraguaia encontrou carro-bomba:

Na coletiva, no início deste mês, o traficante brasileiro também assumiu crimes que teria praticado no Paraguai, o que seria uma estratégia para não ser extraditado, já que teria de responder pelos crimes à justiça paraguaia. No dia 4 de outubro, com a ajuda da PF brasileira, a polícia paraguaia prendeu cinco traficantes que planejavam resgatar 'Piloto'. Semanas depois, um segundo plano de resgate com o uso de carros-bomba levou o Ministério Público a declarar o preso "terrorista".

Por sua vez, Jarvis Pavão é apontado pela polícia brasileira como um dos maiores fornecedores de cocaína para o Brasil. Preso no Paraguai, ele foi extraditado para o Brasil em dezembro de 2017 e cumpre pena de 17 anos e 8 meses no presídio federal de Mossoró (RN). Laura, a advogada argentina falava português fluentemente e costumava circular pelo Brasil.

Ela teria atuado também na defesa do traficante Elton Leonel Rumich da Silva, o 'Galã', de 34 anos, preso em março deste ano, no Rio de Janeiro, com documentos falsos.

Região vive disputa intensa desde 2016

Pavão e 'Galã' são suspeitos de envolvimento no atentado que matou o megatraficante Jorge Rafaat Toumani, em Pedro Juan Caballero, em junho de 2016, desencadeando uma guerra na fronteira. Até então considerado 'intocável', o chefão das drogas foi atingido por disparos de metralhadora ponto 50 que estraçalharam seu utilitário Hammer blindado.

Ao menos 50 mortes, nos últimos dois anos, são atribuídas à rivalidade entre as facções brasileiras pelo controle da fronteira. Em um único dia, 17 de outubro último, cinco pessoas supostamente ligadas ao tráfico internacional foram executadas a tiros, em Pedro Juan Caballero e na brasileira Ponta Porã. Uma das vítimas, o piloto brasileiro Mauro Alberto Parreira Espíndola, de 58 anos, trabalhou para o narcotraficante carioca Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, também preso na penitenciária de Mossoró. Com informações do Estadão Conteúdo.

FONTE: Notícias ao Minuto - 13/11/18

TNF: - Terça-feira, 13/11/18 - 22h25min.

 




 

MATOU E CORTOU O PÊNIS:

PRESO CONFESSA ASSASSINATO E DIZ QUE ATLETA TENTOU ESTUPRAR SUA ESPOSA:

Edison afirmou que agrediu Daniel com outros amigos por minutos antes de colocá-lo no porta-malas de um carro e levá-lo até um matagal, onde o assassinou.

© Reprodução/Facebook

O principal suspeito pelo assassinato do ex-jogador do São Paulo Daniel, de 24 anos, se entregou à polícia nesta quinta-feira (1º), em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, para prisão temporária de 30 dias.

Durante interrogatório na tarde desta quinta Edison Brittes Júnior assumiu ser o autor do homicídio, afirmando que Daniel havia tentado estuprar a sua esposa. As informações são do site 'Banda B'.

Na versão contada pelo advogado de defesa do suspeito, Edison teria agido em legítima defesa, para proteger sua esposa que teria sido atacada por Daniel enquanto dormia. A versão da defesa ainda diz que Edison arrombou a porta do quarto pois teria ouvido os gritos de socorro da esposa, Cris Brittes. Ao entrar no local ele teria visto o atleta de cuecas sobre ela tentando ter relação sexual.

O suspeito teria tomada a decisão de matar Daniel depois que viu as mensagens trocadas por ele e um amigo, em que ele afirmava já ter tido relações sexuais com Cris, e inclusive teria mandado uma foto deitado ao lado dela na cama.

Após a prisão, o empresário proprietário de um mercado em São José dos Pinhais, indicou à polícia o local onde havia colocado o pênis do atleta.

Em entrevista à TV Globo, Edison afirmou que agrediu Daniel com outros amigos por minutos antes de colocá-lo no porta-malas de um carro e levá-lo até um matagal, onde o assassinou.

A esposa do suspeito foi detida na noite de quarta-feira. A filha do casal, de 18 anos, que convidou Daniel até a casa da família também foi presa para prestar esclarecimentos.

FONTE: Notícias ao Minuto - 1º de Novembro de 2018

TNF: Quinta-feira, 01/11/18 - 16h49min.

 




 

ASPIRANTE A MODELO ACUSA DIRETOR DE ASSÉDIO SEXUAL:

PRODUTOR DE CINEMA É ACUSADO DE ABUSAR DE JOVEM DE 16 ANOS, DIZ JORNAL:

O produtor de cinema Harvey Weinstein foi acusado, nesta quarta-feira (31), de abusar sexualmente de uma adolescente de 16 anos. A informação foi divulgada pelo jornal "The New York Post" e negada pelo advogado de Weinstein em entrevista ao canal "Sky News".

De acordo com o jornal, a modelo polonesa, que era aspirante a atriz na época, teria concordado em se encontrar com o produtor em 2002. O nome dela não foi revelado.

O produtor de cinema é acusado de ter ameaçado e pressionado a jovem. "Ele disse que 'fez' as carreiras de Penelope Cruz e Gwyneth Paltrow, e que nenhuma das duas estaria trabalhando se não fosse ele", consta na ação.

Segundo a modelo, Weinstein teria tirado a calça e forçado a garota a tocar em suas partes íntimas, mas ela se negou e foi embora.

O advogado de Weinstein, Benjamin Brafman, disse à 'TV Sky News' que "a acusação é absurda e eventualmente, como todas as outras que foram expostas como mentirosas, essa alegação não comprovada sobre algo que tem quase 20 anos vai ser comprovada como falsa".

FONTE: Notícias ao Minuto - 01/11/18

TNF: Quinta-feira, 01/11/18 - 16h59min